Negócios

Ações europeias fecham em queda com pressão de setor de viagens em meio a temores sobre Ômicron

Crédito: REUTERS/Toby Melville

Pessoa se protege da chuva ao passar em frente ao prédio da Bolsa de Londres (Crédito: REUTERS/Toby Melville)

Por Anisha Sircar e Shashank Nayar

(Reuters) – As ações europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, com os papéis de viagens e energia liderando as perdas em meio aos crescentes riscos representados pela variante Ômicron do coronavírus, enquanto a aproximação de uma onda de decisões de política monetária de bancos centrais nesta semana limitava o ímpeto de investidores.



O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,43%, a 473,53 pontos, devolvendo ganhos iniciais e marcando sua quarta sessão consecutiva no vermelho.

+ Bancos de poupança trilionários da Alemanha avaliam entrar em criptomoedas

As ações de viagens caíram 2,6%, devido aos riscos de restrições mais severas depois que o Reino Unido registrou sua primeira morte pela variante Ômicron do coronavírus.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



Já os preços do petróleo recuavam devido a preocupações de que a nova cepa e restrições relacionadas afetariam a demanda pela commodity. O setor de energia da Europa fechou em baixa, com Royal Dutch e BP caindo entre 2,2% e 2,7%.

O foco do investidor está ainda nas decisões de política monetária que serão anunciadas por Banco Central Europeu (BCE), Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Banco da Inglaterra e Banco do Japão nesta semana.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,83%, a 7.231,44 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,01%, a 15.621,72 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,70%, a 6.942,91 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,64%, a 26.551,02 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,45%, a 8.322,70 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,06%, a 5.488,31 pontos.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHBC0V7-BASEIMAGE