Negócios

Ações da Hapvida aceleram perdas, empresa é citada por senadores em CPI da Covid

SÃO PAULO (Reuters) – As ações da empresa de planos de saúde Hapvida ampliavam perdas para mais de 2% nesta quarta-feira em meio a ameaças de senadores em sessão da CPI da Covid para convocar executivos da companhia para depor.

A sessão da CPI ouve o depoimento de Pedro Benedito, diretor da empresa de planos de saúde Prevent Senior, que teve dados usados pelo governo de Jair Bolsonaro para incentivar a adoção de tratamentos não comprovados contra a doença.

Questionado por senadores sobre uma suposta política de “obediência e lealdade” em vigor na Prevent Senior, o executivo afirmou que a expressão foi usada em 2017 por um ex-diretor da companhia que trabalharia para a Hapvida.

Procurada, a Hapvida não pode se manifestar de imediato. Às 15h26, a ação da operadora exibia baixa de 2,2%, a 14,84 reais.



Além de Hapvida, o papel da Notre Dame Intermédica, com quem a Hapvida tenta uma fusão, caía 2,9%, maior queda do Ibovespa, que tinha valorização de 2,6%. Ainda no setor de saúde, Rede D’Or mostrava baixa de 0,4%.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km