Edição nº 1122 24.05 Ver ediçõs anteriores

Açaí que dá energia para os negócios

Açaí que dá energia para os negócios

Rede de escolas Microlins, centros de estética Espaçolaser, Instituto Embelleze, restaurantes L’Entrecôte de Paris e clínicas odontológicas OdontoCompany. Nas últimas três décadas, o empresário paulista José Carlos Semenzato (na foto, à dir.), fundador e presidente do grupo SMZTO, ergueu um império de marcas e franquias. Somente a Microlins, vendida para o bilionário Carlos Wizard Martins em 2010, rendeu a ele um cheque de mais de R$ 120 milhões. Semenzato projeta fechar este ano com faturamento de R$ 2,2 bilhões e mais de 1,8 mil lojas próprias e franqueadas, uma alta de 50% sobre o R$ 1,4 bilhão contabilizado em 2018. “Os últimos três meses foram os melhores da minha história como empresário”, afirma. Mas Semenzato quer mais. Ele acaba de comprar uma fatia da rede de lojas e quiosques de açaí Oakberry, do empresário Georgios Frangulis, que seguirá como sócio majoritário e controlador. A empresa deve fechar o ano com receita de R$ 100 milhões e 189 lojas.”Meu plano é fazer a Oakberry ter 600 unidades em três anos e mais de mil lojas nos próximos cinco anos”, diz Semenzato. E mais: o empresário está selecionando sócios dispostos a aportar R$ 10 milhões para a criação de um fundo de R$ 100 milhões, a ser lançado entre setembro e outubro. A ideia é adquirir fatias minoritárias em empresas de médio porte dos setores de alimentação, saúde e estética.

(Nota publicada na Edição 1118 da Revista Dinheiro)


Mais posts

“O Brasil vai voltar a atrair investimentos”

Entrevista Jorge Apaez, CEO do Grupo IHG para América Latina O executivo mexicano Jorge Apaez, CEO do grupo hoteleiro IHG na América [...]

Alguém ganhou com o IPO da Uber

A malfadada abertura de capital da Uber, cujas ações despencaram 9% em apenas uma semana, gerou efeitos colaterais positivos para uma [...]

Quer pagar quanto?

Os brasileiros estão, cada vez mais, descobrindo as vantagens das empresas digitais de renegociação de dívidas. Tanto é que a [...]

Maconha liberada, lucro bilionário

Se fosse liberado, o mercado de cannabis acessível (maconha regulamentada e lícita) movimentaria cerca de US$ 2,4 bilhões no Brasil, [...]

O app de quem não tem plano

Pelos cálculos do Minis-tério da Saúde, uma consulta médica pelo SUS pode demorar mais de 12 meses em várias regiões do País. Ao [...]
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.