Tecnologia

ACABOU O PAPEL DO FAX

Fabricar aparelhos de fax está deixando de ser um bom negócio para as empresas instaladas na Zona Franca de Manaus. Os tempos são outros e o e-mail tomou conta do mercado de comunicação corporativo. No ano passado, foram fabricadas apenas 5 mil unidades do equipamento. Nos últimos tempos, a produção está em queda livre. Em 2000 foram 104 mil aparelhos, volume que caiu para 55 mil em 2001. As máquinas que reúnem alguma função de fax hoje em dia também funcionam como impressoras e copiadoras e são vendidas por grandes empresas de tecnologia, como HP e Lexmark.

NA PALMA DA MÃO



As universidades americanas estão levando ao extremo a preocupação com a segurança dos seus estudantes. A Diebold, dona da Procomp no Brasil, pretende vender para elas um sistema nas faculdades que identifica as pessoas a partir de noventa medidas retiradas da palma da mão. Essa tecnologia é hoje utilizada em áreas de grande risco ou de acesso restrito a poucas pessoas, como reatores de usinas nucleares, instituições do sistema financeiro internacional e organizações militares em todo o mundo.

DECEPÇÃO

Os programas de gestão corporativa estão na corda bamba dentro das empresas. Depois de gastarem milhões de dólares em softwares que deveriam organizar a sua rotina administrativa, as companhias querem reavaliar o investimento. Um pesquisa feita pela revista Winter 2003 verificou que 75% dos clientes que investiram nesses programas estão desapontados com os resultados obtidos até agora.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


GUERRA DE PAPEL

A guerra entre os provedores pagos e gratuitos de internet acaba de desembarcar em Brasília. Os dois lados estão exibindo pareceres da Secretaria de Acompanhamento Econômico para defender suas posições. A idéia é mostrar que o adversário está sendo beneficiado por acordos com operadoras. A briga acontece no momento em que a Anatel está decidindo o novo modelo de acesso à rede.


BRAÇOS ABERTOS

O Brasil está ganhando influência dentro do Icann, a entidade mundial que controla o registro de domínios na rede mundial de computadores. A próxima reunião da entidade, marcada para o final de março, será realizada no Rio de Janeiro. A sugestão partiu do Comitê Gestor de Internet brasileiro. A rede brasileira é uma das dez mais importantes do mundo em quantidade de domínios registrados.

OS BASTIDORES

Dois jornalistas do diário New York Times, Joel Brinkley e Steve Lohr, contam em um livro os bastidores da briga entre a Microsoft e o Departamento de Justiça americano. A empresa foi acusada de usar táticas monopolistas para impedir o crescimento dos concorrentes. O livro traz uma entrevista com o juiz Thomas Penfield Jackson, que ameaçou dividir a gigante do software de Bill Gates em duas e foi afastado do caso mais tarde.

À PROVA DE CHOQUE

A Nextel e a Motorola lançaram um aparelho capaz de enfrentar as condições mais adversas em qualquer situação. O i35 é um telefone celular voltado para profissionais da indústria pesada e protegido por um dispositivo de borracha que resiste a poeira e ao impacto. Ele é duro na queda. O aparelho segue os rígidos padrões militares americanos e já foi usado em guerras. O modelo está sendo vendido no site da Nextel por R$ 349.

PROFECIAS

Os especialistas estão perguntando qual será o futuro do Vale do Silício, a região no Estado americano da Califórnia que tem a maior concentração de companhias de tecnologia por metro quadrado. Uma pesquisa feita pelo instituto Joint Venture Silicon Valley mostra um futuro possível: a área biomédica, que aplica a tecnologia para promover a saúde. A região já tem 37 mil empregados nesse setor. Pode ser uma saída para o Vale após sucessivos baques.

PROCESSO

A Cisco está processando a concorrente chinesa Huawei por copiar parte de sua tecnologia em alguns equipamentos. Fabricante de roteadores, as máquinas que organizam o tráfego na internet ou numa rede corporativa, a Cisco quer proibir a comercialização dos produtos da empresa adversária e ainda exige uma indenização milionária.

CORRENTE DE E-MAIL

A operadora de telefonia celular BCP está apostando no poder de multiplicação do
e-mail. Em dezembro, durante uma campanha com seus assinantes, a empresa conseguiu que 8 mil e-mails fossem enviados de uma pessoa para outra em apenas dois dias. A campanha serviu para divulgar a promoção Top 5, que dá desconto nas ligações para as cinco pessoas mais próximas.

TROPEÇO DA COISA

Um ano após aparecer nos jornais, a máquina de andar da americana Segway ainda não conseguiu arrancar. Prefeitos de cidades americanas alertam que o invento da empresa de Dean Kamen irá promover a obesidade dos usuários e o caos nas calçadas. A loja virtual Amazon começa a vender o produto em março. O preço da inovação, batizada informalmente de Coisa, é de US$ 4.950.

ORDEM DE IMPORTÂNCIA

A venda de palavras-chave nos sites de busca na internet está se transformando em grande negócio. Os portais oferecem esse recurso para empresas que querem se destacar após uma simples consulta de um usuário. Já existem companhias especializadas em vender esse serviço. No Brasil, quem atua nessa direção é a Terespondo, que nasceu na universidade de Miami. A empresa instalou o sistema no Universo Online, Bol, iG e Aonde. No mundo, os primeiros a descobrir que a venda de palavras-chave poderia se transformar em receita foram o Google e o Yahoo!.

? A venda de carros na rede alcançou 73% do comércio on-line no mês de novembro, segundo a brasileira E-Consulting.

? A Dell consolidou a liderança no mercado mundial de PCs no ano passado ao obter 15,2% das vendas, contra 12,9% em 2001.

? A África do Sul vai adotar de agora em diante o uso de softwares livres em todas as esferas da administração pública do governo federal.