Estilo

A versão art déco da BMW R18

Crédito: Ben Ott

Idealizada pelo designer alemão Dirk Oehlerking, da oficina Kingstom Custom, esta versão customizada da R18 recebeu o nome de Spirit of Passion e vem fazendo muitos motociclistas do mundo inteiro sonharem acordados.

+ Conheça os carros vendidos por Vettel; tem Ferrari, Mercedes e BMW
+ “O Brasil está entre os dez melhores mercados do mundo para a BMW”, diz Julian Mallea
+ Leilão de veículos do Santander conta com BMW por R$ 24 mil. Confira aqui

A reinterpretação mantém o tanque de combustível e as suspensões originais, assim como o motor boxer de 2 cilindros com 91 cv e torque de 16,1 kgf.m a 3 mil giros. Já a carroceria foi toda reformulada.

A vistosa carenagem, inspirada nas linhas retas e circulares estilizadas do padrão art déco, é seu grande cartão de visitas. Para-lama e guidão receberam acabamento artesanal e os faróis dianteiros de fábrica foram substituídos por itens de LED da marca de acessórios alemã Kallerman, cuja luz brilha por meio de uma grade esculpida na dianteira.



O arremate é a clássica pintura preta característica da marca bávara com sutis listras brancas. Infelizmente, nada indica que essa versão será incorporada à linha de motocicletas da BMW, nem em edição especial.

Por enquanto, sabe-se que foram produzidas apenas 18 unidades pela Kingstom, com preço sob consulta.

(Nota publicada na edição 1210 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel