Edição nº 1147 18.11 Ver ediçõs anteriores

A união do audiovisual

A união do audiovisual

Um dos grandes desafios da indústria cinematográfica é equilibrar o tripé sobre o qual ela se apoia: produção, distribuição e exibição. Até agora faltava ao setor uma ferramenta que permitisse, entre outras coisas, analisar a viabilidade financeira e o retorno sobre o investimento (ROI) em um determinado projeto. Apresentada entre os dias 1 e 4 de outubro na Expocine19, maior evento do gênero na América Latina, a plataforma Escarlate quer mudar esse cenário. Ela funciona com um SaaS (software as a service) para emissoras, canais, serviços de streaming, distribuidores e produtores que necessitam de uma metodologia de gestão de conteúdo. “Acreditamos no valor de unir a cadeia do audiovisual em um só ambiente de negócios”, diz Joana Henning, CEO da Escarlate.

(Nota publicada na Edição 1142 da Revsita Dinheiro)


Mais posts

Cheiro de bons negócios

Um estudo inédito da consultoria PwC, encomendada pela International Fragrance Association (Ifra), mostra que a indústria brasileira de fragrâncias movimenta € 222 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) por ano, impulsionada pelo crescente consumo de produtos cosméticos e de perfumaria. Em todo o mundo, o setor gera receita de € 7,2 bilhões (algo próximo a […]

Aposta pernambucana

O primeiro outlet de Pernambuco, o Recife Outlet Premium, previsto para inaugurar em outubro de 2020, já está com 50% de seu espaço [...]

O profissional do futuro

Para garantir a empregabilidade, os profissionais do futuro devem combinar familiaridade com as inovações tecnológicas, habilidades comportamentais e capacidade analítica. Isso porque a transformação digital e os avanços da tecnologia em todas as áreas e indústrias têm aumentado a competitividade das empresas, a disputa por vagas de trabalho e a exigência do aprendizado contínuo. De […]

Quem tem medo do canabidiol?

A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de empurrar para frente a decisão sobre a regulamentação do canabidiol para uso como medicamento está gerando revolta na comunidade médica. Para a engenheira química Neide Montesano, presidente da Associação Brasileira de Marcas Próprias, existe muito desconhecimento em torno da sustância, associando a molécula à maconha. […]

Da borracha às Máquinas

Uma das mais conhecidas empresas de borracha do país e líder mundial em reforma de pneus, a gaúcha Vipal vai apostar no mercado de [...]
Ver mais