Tecnologia

A MELHOR DO MERCADO

A produtora de jogos para computador e videogame Eletronic Arts divulgará até o final de março o seu resultado em 2002. A receita ficará acima dos US$ 1,7 bilhão de 2001. Os executivos da companhia acreditam que o faturamento chegará a US$ 2,4 bilhões, o que colocará a EA entre as companhias de melhor desempenho do mundo do entretenimento. Três jogos garantiram a boa receita no ano passado: o mago Harry Potter, o campeonato de futebol da Fifa e novas aventuras de James Bond. Só no último trimestre, a empresa vendeu US$ 1,23 bilhão em todo o mundo. De acordo com o instituto de pesquisas de mercado NPD Techworld, metade dos jogos vendidos no mundo no ano passado tinham a marca da Eletronic Arts. Com esses números, a empresa já está sendo considerada como a nova Disney.

SUCESSO DA PIRATARIA



A consultoria Big Champagne, especializada na tecnologia P2P, que faz computadores trocarem arquivos entre si pela internet, está dando uma ajuda às empresas que querem vigiar a pirataria digital. A companhia recolhe informações dos sites herdeiros do Napster, que fornecem arquivos musicais em MP3, e formula um ranking semanal. Na última edição, a cantora Jennifer Lopez era a primeira nas preferências de quem copia músicas pela rede.

CAIXINHAS ON-LINE

Emilio Munaro, o novo presidente da Network Associates do Brasil, dona da marca do antivírus McaFee, irá anunciar nos próximos dois meses uma parceiria com um grande provedor de internet. Juntas, as empresas oferecerão um serviço de antivírus pela rede em que o usuário não precisa comprar uma caixinha de programa. Só tem de pagar uma mensalidade ou anuidade. O objetivo é desbancar a Symantec nas vendas ao consumidor final.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


SEM COMERCIAIS

Em 1999, as empresas TiVo e a ReplayTV lançaram equipamentos que gravam a programação da televisão em um disco rígido de computador, o que permite pular os comerciais e estacionar a imagem como no videocassete. A moda pegou nos Estados Unidos e esses aparelhos deverão totalizar 39 milhões de unidades em 2007. O problema é que tanto a TiVo como a ReplayTV correm o risco de não receber os dividendos pela inovação. Outras companhias, como a Sony, a Panasonic, a Motorola e a Hewlett-Packard, vendem equipamentos mais baratos com a mesma tecnologia.


VIA SATÉLITE

A demarcação da reserva indígena Tumucumaque, no Amapá, está sendo feita com a ajuda de aparelhos de localização por satélite, os GPS. O trabalho está sendo feito pela Amazon Conservation Team, que recrutou cartógrafos e índios de quatro tribos da região para andar pelo território e mapear as trilhas de caça, os lugares sagrados e nomear diversos pontos da área de 3,8 milhões de hectares.

TUDO NO CHAVEIRO

A americana Lexar Media está lançando um dispositivo do tamanho de um chaveiro capaz de armazenar o conteúdo equivalente a quatro CDs ou de 176 disquetes. O aparelho dispensa a instalação de qualquer software e pode ser ligado diretamente ao computador ou ao notebook. O Jump Drive consegue transmitir todos os dados arquivados para o PC em aproximadamente 50 segundos.

QUEBROU LÁ, MAS AQUI CONTINUA

A Key3Media, empresa que organiza a
feira de tecnologia Comdex nos Estados
Unidos, pediu concordata para tentar
reduzir a dívida estimada em US$ 372
milhões para US$ 50 milhões. Em nota
oficial, a Guazzelli Messe Frankfurt, que organiza a feira no Brasil, afirma que a operação nacional vai continuar sem problemas em 2003.

 

ESPIONAGEM À CHINESA

O chinês Qing Chang Jiang, de 51 anos, está sendo acusado de enviar informações militares dos Estados Unidos para o seu país. No início de janeiro, ele foi preso depois de ser flagrado transportando amplificadores de microondas que foram adquiridos na divisão de inteligência da companhia L-3 Communications. O sistema é usado no direcionamento de mísseis intercontinentais de destruição em massa.

IGUALDADE

A Rua 25 de Março, no centro de São Paulo, é o centro nervoso do comércio popular da capital paulista. Lá os camelôs trabalham à vontade e comerciantes reclamam da concorrência desleal. Os informais estão em vantagem, mas os donos de lojas resolveram reagir. A companhia UNT instalou pequenos terminais sem fio que permitem o pagamento de compras com cartões de crédito e débito. Após o consumidor digitar a senha, os dados seguem para a central por ondas de rádio. Tudo é feito a um custo de R$ 35 a cada cem transações. ?É mais barato que usar a linha telefônica?, diz Julio Figueroa, presidente da UNT.

DO TIJOLO PARA O CLIQUE

A construtora Tecnisa está comemora as vendas pela internet. Nesse período, comercializou 75 apartamentos, sendo que 15 deles foram para compradores de países como Bélgica, México e França. Outra empresa, a mineira MRV, também está conseguindo bons números nas operações pela rede. Conectada há dois anos (a Tecnisa está há apenas seis meses), essa construtora vendeu 720 imóveis pela internet. Desse total, 480 deles foram adquiridos por uma boa parte de brasileiros que vivem no exterior.

? De cada cinco usuários de internet no Brasil, três fizeram compras on-line no último Natal, de acordo com pesquisa do instituto E-bit

? Metade dos monitores de cristal líquido de 15 polegadas vendidos no país entre junho e setembro foi fabricado pela Samsung

? No lucro desde junho, o site de transações entre empresas Mercado Eletrônico manteve-se no azul durante todo o restante do ano passado