Tecnologia

A força está com os Youtubers

Crédito: Divulgação

A Disney teve de se dobrar ao público — e a uma tecnologia que, digamos, se encontra por aí, para qualquer um usar. Na semana passada, o estúdio, que detém os direitos de Star Wars, exibiu mais um episódio em seu streaming de uma das séries baseadas na história criada por George Lucas em 1977.

The Book of Boba Fett novamente trouxe o icônico personagem Luke Skywalker de volta, jovem (imagem acima) — e o ator que o fez no início das trilogias cinematográficas é Mark Hamill, que hoje está com 70 anos. No lugar de tentar tradicionais tecnologias de computação gráfica e produção com um ator parecido, como fez em 2020, em outra série, e recebeu diversas críticas por Luke estar completamente estranho, a Disney teria usado a expertise de Shamook, um youtuber de efeitos especiais que já havia melhorado o personagem usando deepfake, técnica em que a máquina aprende, usando imagens antigas, um rosto e o “troca” em uma cena em cima de um ator qualquer filmado. É um software aberto, no qual qualquer um pode inserir imagens e deixar o computador aprender. Shamook, que foi contratado pelo estúdio como Senior Facial Capture Artist, deve estar nas nuvens… ou espaço.

(Nota publicada na edição 1260 da Revista Dinheiro)