A farra dos agrotóxicos

A farra dos agrotóxicos

A aprovação de pesticidas, alguns deles proibidos em outras partes do mundo, tornou-se uma ação rotineira para o Ministério da Agricultura. Na quarta-feira 27, o governo liberou mais 55 genéricos, variações de produtos que já existem no mercado; e dois tipos de agrotóxicos que ainda não eram permitidos no País – um deles é voltado a combater o percevejo marrom na soja e o outro é um fungicida formulado à base de óleo de casca de laranja. O ritmo de liberação de pesticidas este ano já é o segundo mais alto da série histórica, iniciada em 2005. São 439 novos produtos liberados em 2019. Ao que tudo indica, não deve demorar muito para que o desempenho supere o de 2018, quando o governo autorizou o registro de 449 pesticidas. Até novembro do ano passado, 374 agrotóxicos haviam sido registrados. Segundo as autoridades, a maior velocidade na liberação de agrotóxicos vista nos últimos anos se deve a medidas de desburocratização que foram adotadas desde 2015 na fila de registros. Além disso, o glifosato, herbicida mais vendido no mundo e que está sendo investigado por uma possível relação com câncer, deixou de ser considerado um produto “extremamente tóxico” pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

(Nota publicada na Edição 1149 da revista Dinheiro)

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança


Mais posts

R$ 30 mi para startups de meio ambiente

Uma boa notícia para empreendedores que tenham ideias disruptivas na área de meio ambiente e estejam em fase de captação de aportes. A primeira rodada poderá vir do Grupo Solví, especializado em valorização energética, coleta e destinação de resíduos. A empresa criou uma corporate venturing com R$ 30 milhões para financiar startups que atuem em […]

Biogás que vem do lixo

Cerca de R$ 85 milhões é o valor que a ZEG, empresa com a missão de reduzir os impactos dos combustíveis fósseis na matriz energética [...]

Sinal de alerta no campo

Os resultados de uma pesquisa com produtores de cinco potências agrícolas, incluindo o Brasil, surpreenderam os executivos da Syngenta: [...]

Doe sem gastar dinheiro

Quer doar, sem gastar nada? O aplicativo Ribon tornou a ideia real. O processo é simples: a verba investida pelas empresas no app é [...]

Um plano para o Brasil pós-pandemia

Considerada um marco na inserção do Brasil no debate mundial sobre sustentabilidade, a Conferência das Nações Unidas Sobre [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.