Economia

A empresários, Maia fala sobre retomar obras paradas em um segundo momento

Em reunião virtual com empresários do Lide, grupo de lideranças corporativo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que é preciso garantir previsibilidade para a população e organizar medidas para cada setor da economia. “Precisamos organizar esse momento de crise mais aguda de guerra, para que a gente tenha o mínimo de previsibilidade e analisar semana a semana como o vírus atinge a população”, afirmou.

Em um segundo momento, no segundo semestre, Maia defendeu a retomada de obras paradas. “(Em um) segundo momento retomar obras, são bilhões em obras paradas”, disse. Boa parte das obras, segundo ele, não tem continuidade por falta de orçamento.

O deputado destacou a necessidade de um “pacote para organizar os setores” de forma horizontal durante a crise causada pela covid-19. O presidente da Câmara citou ainda a questão do pagamento de aluguéis como uma preocupação. Maia também abordou a dificuldade de fazer isolamento em residências de pessoas de classes mais baixas, onde vivem muitas pessoas.

“Na classe mais alta certamente todo mundo está fazendo isolamento, em uma residência com 6, 7 pessoas, imagina tirar os idosos, vai colocar onde?”, questionou o presidente da Câmara.

Para Maia o isolamento vertical defendido pelo presidente Jair Bolsonaro é “ótimo”, mas é necessário pensar em como isso será feito em relação aos idosos, que são grupo de risco, em situação de vulnerabilidade.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?