Política

A Amazônia não é ‘intocada’, afirmam institutos

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira, 24, na abertura da Assembleia-Geral da ONU que a Amazônia permanece praticamente intocada. No entanto, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que monitora a floresta desde 1989, já houve um desmatamento acumulado de 19,73% do território.

O presidente afirmou ainda que “nesta época do ano, o clima seco e os ventos favorecem queimadas espontâneas e criminosas”. Análises da Nasa e do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), porém, apontam correlação entre as queimadas atuais e o desmatamento que ocorreu nos meses anteriores.

Alertas do sistema Deter, do Inpe, indicam uma alta de quase 50% no desmatamento entre agosto do ano passado e julho deste ano, na comparação com os 12 meses anteriores. Queimada espontânea, por outro lado, é rara na floresta tropical úmida, segundo o instituto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.