Edição nº 1129 12.07 Ver ediçõs anteriores

5G na América Latina tende para Huawei

5G na América Latina tende para Huawei

Não deve ter sucesso as contundentes investidas do governo Donald Trump de brecar a presença da chinesa Huawei na instalação de redes 5G na América Latina. E é justamente o Brasil de Jair Bolsonaro, aliado declarado do presidente americano, quem lidera essa resistência, de acordo com reportagem do Financial Times. Um dos motivos da posição brasileira seria reflexo de pressões do setor agrícola, que tem na China um forte comprador. O vice-presidente, Hamilton Mourão, disse que o País vê a “Huawei com bons olhos”. O Brasil e as outras duas maiores economias da região – México e Argentina – devem decidir até o começo de 2020 se vão permitir que a Huawei participe da infraestrutura móvel 5G. Analistas afirmam que os chineses possuem o melhor equipamento e que não há fornecedor americano capaz de competir com eles na América Latina. Os únicos outros provedores viáveis ​​seriam Ericsson, Nokia e Samsung, que custariam mais. Pesa também aos governos da América Latina, onde o crescimento econômico está instável, os acenos de maciços investimentos e financiamentos partindo dos chineses.

(Nota publicada na Edição 1125 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Bill Gates revela o segredo de Steve Jobs: feitiços

Bill Gates soltou a língua. Há duas semanas resolveu dizer numa entrevista qual foi o maior de todos os erros que cometeu na carreira [...]

Por violação de dados, British Airways é multada em US$ 230 milhões

O Information Commissioner’s Office (ICO), agência que trata da proteção de dados e informações no Reino Unido, aplicou uma multa [...]

Robô enfermeiro supre demanda nos EUA

Dados do escritório de estatísticas de trabalho dos Estados Unidos mostram que a profissão de enfermeiro está em alta no país e que [...]

Informação online

(Nota publicada na Edição 1129 da Revista Dinheiro)

US$ 500.000

Este é o valor do prejuízo causado por hackers a cerca de 900 clientes da rede 7-Eleven Japan por meio de ataque a um aplicativo de pagamentos recém-lançado pela empresa. O serviço foi suspenso e os clientes serão ressarcidos. (Nota publicada na Edição 1129 da Revista Dinheiro)

Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.