Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

290 agrotóxicos são liberados em sete meses de governo

290 agrotóxicos são liberados em sete meses de governo

Arroz, feijão, batata, café, maçã e banana. Uma refeição completa infestada por substâncias cancerígenas que podem causar danos genéticos, problemas neurológicos e desregulação hormonal. Esse pode ser o cardápio que o brasileiro consumirá em alguns anos. Na segunda-feira 22, o País deu mais um passo em direção a esse futuro distópico ao registrar 51 novos tipos de pesticidas no Diário Oficial da União. Desde o início do governo Jair Bolsonaro (PSL), 290 substâncias usadas para controle de pragas foram permitidas no território nacional. Desse total, 41% (118) são produtos extremamente tóxicos e 32% deles estão proibidos na Europa. Dentre as substâncias, está o sulfoxaflor, princípio ativo que controla insetos de frutas e grãos, um dos principais responsáveis pelo extermínio das abelhas polinizadoras. Há outros 560 agrotóxicos que aguardam registro. Considerando esses sete primeiros meses, 2019 já é o ano com maior volume de agrotóxicos liberados. Até então, 2018 era o detentor da marca, com 229 produtos permitidos de janeiro a 22 de julho.

(Nota publicada na Edição 1131 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Whiskas promove adoção e castração de gatos de rua

O ditado diz que os gatos têm sete vidas. Mas para muitos dos bichanos, a única vida que possuem é triste, sem lar, entregue a própria [...]

Americanas leva curso de empreendedorismo para Amazônia

Decorrente de uma parceria firmada com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em 2018, a Lojas Americanas está promovendo alternativas [...]

Alemanha bloqueia R$ 156 milhões para projetos ambientais no Brasil

Em junho, Jair Bolsonaro celebrou um acordo histórico: o trato de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, que já era discutido há duas décadas. A decisão, no entanto, pode estar em risco. Após uma série de atritos envolvendo países europeus e o Brasil, por sua postura inerte em relação ao avanço do […]

McDonald’s quer McLanche feliz mais saudável

A Arcos Dorados, franqueadora master do McDonald’s para América Latina, decidiu repaginar o cardápio de um de seus principais itens: o [...]

Desmatamento na Amazônia cresce 278% em julho

A exoneração de Ricardo Galvão, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no dia 2 de agosto, não foi suficiente [...]
Ver mais