Negócios

A arte da retomada

Crédito: Adalberto Rodrigues

De portas fechadas por sete meses, o Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, vive um ciclo de euforia. O local está com recordes de exposições, com acervo de 9,4 mil obras (eram 4 mil em 2017) e chegada de novos patronos, entres eles o renomado arquiteto Jayme Bernardo, José Olympio Pereira (um dos maiores colecionadores de arte do Brasil), Miguel Krigsner (fundador de O Boticário) e Clemilda Thomé (cofundadora da Neodent).

Segundo Juliana Vosnika,presidente do museu, a demanda voltou com força e ganha impulso com a chegada de novas exposições, como a Segredos, de OsGêmeos, que abre ao público no sábado (18). “É muito bom ver as pessoas retornando, em busca de opções mais experienciais”, disse. Embalado pela retomada, o MON terá outras exposições a partir de outubro, como a da designer Claudia Moreira Salles, herdeira da família fundadora do Unibanco.

(Nota publicada na edição 1240 da Revista Dinheiro)