Investidores

15,5%

É o crescimento do segmento de previdência complementar aberta no ano de 2019 até agosto, na comparação com igual período do ano anterior, conforme levantamento da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi). No período de oito meses fechados, os novos depósitos nos planos de previdência (PGBL, VGBL e tradicional) totalizaram R$ 79,7 bilhões, montante que, excluindo os resgates, resultou numa captação líquida de R$ 32,1 bilhões, volume 42,4% superior ao verificado em igual intervalo do ano passado. Com o resultado, as reservas dos planos de previdência alcançaram a marca de R$ 904,7 bilhões, resultado 13,0% superior ao registrado em agosto de 2018. O sistema conquistou 300 mil investidores em 12 meses e atinge 13,3 milhões de participantes, aumento de 2,2% frente agosto de 2018.

 

 

-0,05%
Foi a deflação em outubro do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV). A principal contribuição para a baixa veio do grupo Habitação, que recuou de 0,36% para -0,21%. Vale citar que no item tarifa de eletricidade residencial, a taxa caiu de 1,28% em setembro para -2,07% em outubro. Os grupos cujas taxas de variação apresentaram desaceleração foram Comunicação (0,53% para 0,11%) e Educação, Leitura e Recreação (0,16% para 0,06%), com a influência dos itens: tarifa de telefone móvel (1,15% para 0,36%) e passagem aérea (1,82% para -1,92%).

20%
Foi o aumento do volume em fusões e aquisições, incluindo aquisições de controle, incorporações e vendas de participações minoritárias no primeiro semestre de 2019, de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O montante foi de R$ 108,6 bilhões frente aos R$ 90,6 bilhões registrados em igual período do ano passado. Do total, 36,3% das transações tiveram valores superiores a R$ 1 bilhão, participação recorde da série histórica da Anbima iniciada em 2009. No patamar mais elevado, 5,5% das transações realizadas passaram da marca de R$ 10 bilhões.