Giro

129 mil candidatos realizam neste domingo 1ª fase da Fuvest

Depois do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e dos vestibulares da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), chegou a hora da prova da Fuvest, vestibular que seleciona a maior parte dos estudantes para cursos de graduação na Universidade de São Paulo (USP). A primeira fase será aplicada neste domingo em 35 cidades.

O concorrido vestibular teve aumento no número de inscritos neste ano, que chegou a 129,1 mil. Descontando os “treineiros”, que fazem a prova apenas como teste, serão 117 mil candidatos para 11,1 mil vagas em 106 carreiras na graduação. Neste ano, os cursos com maior número de candidatos por vaga são: Medicina em São Paulo, com 129,46 inscritos por vaga, seguida de Medicina em Bauru, com 124,21, e Medicina de Ribeirão Preto, com 89,04. Já Psicologia aparece em quarto lugar, com 73,67, enquanto Relações Internacionais tem 58,6.

Os candidatos puderam optar por concorrer a vagas em três categorias, segundo explica a fundação: ampla concorrência (sem exigência de pré-requisito), ação afirmativa EP (vagas destinadas aos candidatos que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas brasileiras) ou ação afirmativa PPI (vagas destinadas aos candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas brasileiras).

Do total de 117 mil inscrições no vestibular da Fuvest, 83 mil foram realizadas na modalidade ampla concorrência, 25,4 mil na modalidade ação afirmativa EP e 7,7 mil na modalidade ação afirmativa PPI. A opção pela modalidade de ingresso cabe exclusivamente ao candidato.

Os portões dos locais de prova serão abertos às 12h30 e fechados às 13 horas, a partir de quando terá início a prova. A saída será permitida a partir das 17 horas. Os candidatos devem levar um documento de identidade original com foto, além de caneta esferográfica azul.

É permitido o uso de lápis (ou lapiseira, para rascunho), borracha, apontador e régua transparente. Já relógios estão proibidos, assim como bonés, chapéus e óculos de sol. No local de prova, o celular deve ser desligado e colocado dentro de um envelope. Nesta edição do vestibular, haverá o reconhecimento facial para identificação dos candidatos. Segundo a organização do exame, esse mecanismo aumenta o controle de segurança da prova, além de acelerar a identificação dos candidatos.

Resultados

A prova será divulgada ainda neste domingo, a partir das 20h30. Já o gabarito oficial sai segunda, às 9 horas, no site da Fuvest. Neste domingo, a partir das 20h30, os professores do cursinho e colégio Objetivo fazem a correção ao vivo das questões da primeira fase na página do Estado no Facebook. Os leitores podem participar enviando perguntas e comentários. Para os selecionados na primeira fase, a segunda fase será realizada nos dias 5 e 6 de janeiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?