Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

1,2 trilhão de árvores para conter o aquecimento global

1,2 trilhão de árvores para conter o aquecimento global

O plantio massivo de mudas de árvores em espaços que ainda não foram urbanizados ou tomados pela agropecuária pode ajudar o mundo na batalha contra o aquecimento global. Isso é o que afirma um estudo publicado na segunda-feira 5 pela revista americana Science.

Por meio de um conjunto dados globais, da observações de florestas e do software de mapeamento Google Earth Engine, um grupo de cientistas concluiu que seria preciso plantar 1,2 trilhão de mudas — quatro vezes mais do que a quantidade existente hoje na Floresta Amazônica — para reduzir em 25% os níveis de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Isso representaria a volta aos padrões do início do século 20. Mas vencer essa luta não é tarefa das mais simples. Será necessário um esforço coletivo entre governos, organizações, empresas e pessoas físicas. Segundo o estudo, há um total de 1,8 bilhão de hectares com poucas alterações causadas pela atividade humana e que poderiam ser transformadas em florestas.

O principal objetivo da pesquisa é descobrir formas para limitar o aumento do aquecimento global em 1,5 grau Celsius até 2050, objetivo estabelecido pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), da Organização das Nações Unidas (ONU).

(Nota publicada na Edição 1129 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Whiskas promove adoção e castração de gatos de rua

O ditado diz que os gatos têm sete vidas. Mas para muitos dos bichanos, a única vida que possuem é triste, sem lar, entregue a própria [...]

Americanas leva curso de empreendedorismo para Amazônia

Decorrente de uma parceria firmada com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em 2018, a Lojas Americanas está promovendo alternativas [...]

Alemanha bloqueia R$ 156 milhões para projetos ambientais no Brasil

Em junho, Jair Bolsonaro celebrou um acordo histórico: o trato de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, que já era discutido há duas décadas. A decisão, no entanto, pode estar em risco. Após uma série de atritos envolvendo países europeus e o Brasil, por sua postura inerte em relação ao avanço do […]

McDonald’s quer McLanche feliz mais saudável

A Arcos Dorados, franqueadora master do McDonald’s para América Latina, decidiu repaginar o cardápio de um de seus principais itens: o [...]

Desmatamento na Amazônia cresce 278% em julho

A exoneração de Ricardo Galvão, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no dia 2 de agosto, não foi suficiente [...]
Ver mais