Mundo

Reino Unido prepara extensão ao Brexit, mas França endurece a respeito

Reino Unido prepara extensão ao Brexit, mas França endurece a respeito

Um manifestante anti-Brexit participa de um protesto em Londres em 31 de agosto de 2019

O governo francês ameaçou vetar uma nova extensão do Brexit devido à “preocupante” falta de progresso nas negociações mais recentes, diz reportagem do The Guardian. Paralelamente, diplomatas da UE expressavam sua frustração por terem sido envolvidos no jogo pelo governo britânico.

Em um tom mais firme, o ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian, destacou a falta de propostas realistas apresentadas por Downing Street. “É muito preocupante. Os britânicos devem nos dizer o que querem ”, disse Le Drian.

Quando perguntado se era possível uma extensão além de 31 de outubro, Le Drian disse que a paciência da UE estava diminuindo. “Não vamos fazer isso [estender o prazo] a cada três meses”. O projeto de lei de Benn, que deve receber aprovação real nesta semana, estenderia a filiação do Reino Unido até 31 de janeiro de 2020.

Em reportagem da agência de notícias Reuters, os parlamentares britânicos estão preparando uma ação legal caso o primeiro-ministro, Boris Johnson, tente desobedecer a legislação que o obriga a buscar um novo adiamento ao Brexit, afirmou o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, de oposição, no sábado (7).

Um projeto de lei da oposição que forçaria Johnson a pedir à União Europeia uma extensão para a saída do Reino Unido, para evitar que o país deixe o bloco em 31 de outubro sem um acordo de transição, foi aprovado pela câmara alta do Parlamento, a Câmara dos Lordes, na sexta-feira (6). A rainha Elizabeth deve sancionar o projeto na segunda-feira.