Geral

IBM lança maratona Behind the Code para capacitar (e premiar) desenvolvedores


Há um nó à frente na tecnologia – a formação de bons e mais desenvolvedores – e a IBM teve uma bela sacada para fazer parte da solução: a maratona ‘Behind the Code’, competição virtual com nove desafios que premiará os 100 melhores ranqueados. A empresa diz que até 2022 mais de 50% do código em 75% dos novos aplicativos nascerá de fontes externas. Por isso a necessidade, e a urgência, de melhorar a performance do desenvolvedor. O presidente da IBM Brasil, Antonio Martins, diz que “hoje, os desenvolvedores estão no centro, não apenas dos avanços tecnológicos, mas da inovação nos negócios”.

Os desenvolvedores – e coders, designers, programadores – interessados em participar da ‘Behind the Code’ têm até 5 de julho para se inscrever e 42 dias de provas virtuais, em que terão de resolver nove desafios, que serão lançados semanalmente no portal, com foco no desenvolvimento de soluções de negócios com tecnologias disruptivas, como AI, IoT, Blockchain e Kubernetes, entre outras, todas disponíveis na IBM Cloud.

Master Dev

Os 100 primeiros colocados ganharão uma viagem para a Praia do Forte, no litoral norte da Bahia, onde disputarão a final presencialmente. Os cinco mais bem ranqueados farão uma viagem de uma semana a São Francisco, para conhecer um Laboratório IBM e participar de módulos de imersão para desenvolver skills e habilidades em Inteligência Artificial e outras tecnologias. O grande vencedor ainda será proclamado o primeiro ‘Master Dev do Brasil’. Pensa que é pouco? Pois saiba que pesquisa da StackOverflow, de 2018, com 25,6 mil desenvolvedores do mundo todo, mostra que somente 18,9% das pessoas participam desse tipo de jornada por premiações em dinheiro, por exemplo, ou para arrumar emprego (20,8%). A maioria (76,3%) vai “por diversão” e “para melhorar as habilidades” (66,1%).

E aqui entra o nó de que tratamos no primeiro parágrafo. A mesma pesquisa StackOverflow, desta vez com 77,9 respondentes, mostra que o tempo de atuação com codificação de mais da metade dos entrevistados é de apenas cinco anos – sendo que 30,1% têm apenas dois anos de experiência. Isso cria um gap, já que a equação que se construiu é, de um lado, um universo em expansão (a necessidade de desenvolvedores externos envolvidos nos ambientes das empresas), o que explica os concorridos eventos de desenvolvedores feitos por Apple, Facebook e Google, e de outro lado a falta de experiência.

Foto: Kevin Ku

Capacitar desenvolvedores

A IBM identifica que o crescimento acelerado no uso de novas tecnologias é responsável por uma transformação cada vez maior no mercado e na própria economia, mas também aumenta a necessidade de transformar a forma como as pessoas aprendem, colaboram e desenvolvem novas habilidades para se adaptar ao mercado de trabalho. Por esse motivo é nuclear para a empresa capacitar a próxima geração de desenvolvedores e incentivar cada vez mais a inovação e a colaboração através de padrões abertos e tecnologia de ponta.

Por esse motivo a necessidade de aproximar as pontas entre desenvolvedores-soluções-empresas. O vice-presidente de Vendas da IBM para América Latina, Marcelo Spaziani, diz que iniciativas como o ‘Behind the Code’ pretendem combinar o melhor dos dois mundos: o talento e as habilidades dos desenvolvedores com empresas locais e internacionais que querem recrutar novos talentos treinados nas novidades tecnológicas. “Acreditamos que nosso sucesso na transição para a economia digital depende não apenas da adoção de novas tecnologias, mas também do trabalho colaborativo com todo o ecossistema de negócios”, afirma Spaziani.