Geral

Conheça o fabricante sueco de supercarros que quer destronar a Ferrari

Reportagem da Bloomberg diz que as vendas globais de carros ultrapremium, que custam mais de US$ 180 mil, quadruplicaram da casa dos 7 mil para 28.650 unidades entre 2009 e 2017, citando pesquisa da IHS Markit. Um mercado em que grifes italianas predominam – ícones como Bugatti, Ferrari, Lamborghini. Mas um sueco entrou pesado na briga e hoje ostenta recordes de velocidade para alavancar seu marketing. Ele é Christian von Koenigsegg, 46 anos. E a sua fábrica de ultrapremium leva seu sobrenome, a Koenigsegg Automotive AB, cujo objetivo é “to make the fastest cars on the planet” – fazer os carros mais rápidos do planeta.

Cada um dos atuais três modelos – Regera, Agera RS e One:1 – são feitos a mão e custam em torno de US$ 2 milhões. Na fábrica, na cidade de Angelholm, na Suécia, nada se parece a uma montadora. Pelo contrário. Os 225 trabalhadores fazem esses veículos sofisticados usando métodos de produção artesanal e entregam modelos com chassis e motores gravados com a assinatura da pessoa que os construiu. O lugar parece mais um clube para aficionados por carros do que uma fábrica do século 21. Tem mesa de pebolim, cadeiras confortáveis e nenhum robô à vista. Mas tudo por trás dos carros ali produzidos é altamente tecnológico.

Em janeiro, a gigante incorporadora chinesa Evergrande, do magnata Hui Ka Yan, pagou US$ 930 milhões por 51% da antiga Saab – agora National Electric Vehicle Sweden AB (Nevs) – ficando com seus principais ativos, mas sem poder usar a marca Saab, e construirá veículos elétricos na Suécia. Entre as novas estratégias da Nevs houve assinatura de acordo com a Koenigsegg. O investimento servirá para montar um modelo ‘mais econômico’, a ser vendido por cerca de US$ 1 milhão, produzido a partir de 2021 na antiga planta da Saab em Trollhattan. Christian espera aumentar sua produção anual para centenas de veículos.

MEGACAR  Hoje, seus modelos são três modelos são supermáquinas. O Regera, que significa reinar em sueco, faz de 0 km/h a 400 km/h em pouco menos de 20 segundos. A edição é limitada a 80 unidades. O segundo é o Agera RS. Serão produzidas 25 unidades. O modelo mais recente, introduzido entre 2014 e 2015 e do qual só foram feitos sete exemplares, é o One:1. Ele faz de 0 km/h a 400 km/h em menos de 20 segundos e de 400 km/h a 0 km/h em 10 segundos. O fabricante o de fine como o primeiro megacar da indústria. A relação de Hp-to-Kg, que mede o desempenho real de um motor, é de 1: 1. Essa é a equação do “sonho”, antes considerada impossível quando se trata de carros esportivos legais e comercializáveis em série, mesmo que limitada. O One: 1, de acordo com o fabricante, é o primeiro carro de linha homologado no mundo com um megawatt de potência, “tornando-se assim o primeiro Megacar”.