Finanças

TV Dinheiro direto da bolsa

Em parceria com a B3, revista reforça a geração de conteúdo digital e coloca no ar uma programação dedicada a destrinchar a economia, os negócios e os investimentos

Crédito: Felipe Gabriel

A Equipe da Dinheiro toca a campainha: (a partir da esq.) Cláudio Gradilone, Milton Gamez, Maurício Arbex (diretor nacional de publicidade), Ralphe Manzoni Jr. (diretor de conteúdo digital), Márcio Kroehn, Rui Miguel (diretor de marketing e mídias digitais), Luís Artur Nogueira e Carlos Sambrana. Ao fundo, Edemir Pinto, CEO da B3 (Crédito: Felipe Gabriel)

Alinhada com a tendência de entregar conteúdo diferenciado em uma plataforma multimídia, impressa e digital, a revista ISTOÉ DINHEIRO está lançando a nova TV DINHEIRO, com transmissões de vídeos ao vivo e direto da Bolsa. A nova programação do canal de vídeos da revista será produzida em parceria com a Central de Imprensa da B3, a Bolsa resultante da fusão da BM&FBovespa com a Cetip. Os programas serão realizados nos estúdios da B3, que oferece uma ampla infraestrutura de gravação e de edição para canais de televisão e veículos especializados em noticiário econômico.

A celebração da parceria ocorreu na segunda-feira 17, com a transmissão ao vivo da cerimônia e com o toque da campainha da Bolsa pela equipe da ISTOÉ DINHEIRO. O evento que selou a parceria entre a B3 e a publicação da Editora Três foi transmitido pelo Facebook e assistido por 34 mil espectadores, com alcance de 154 mil pessoas. “Parabenizamos a revista por mais esta iniciativa e pela importante contribuição que dá ao jornalismo do País”, afirmou Edemir Pinto, presidente da B3. Ele reforçou a importância da imprensa para o desenvolvimento do capitalismo brasileiro.

Ao vivo, do pregão Luís Artur Nogueira (à esq.) e Márcio Kroehn entrevistam Edemir Pinto: parceria entre marcas fortes
Ao vivo, do pregão Luís Artur Nogueira (à esq.) e Márcio Kroehn entrevistam Edemir Pinto: parceria entre marcas fortes (Crédito:Felipe Gabriel)

“Seja qual for o modelo de negócios, a atividade jornalística é uma das bases da democracia moderna”, disse o executivo. “Sem a crítica, a fiscalização e a liberdade de opinião, a sociedade não prospera.” Edemir, que deverá deixar a presidência da empresa no fim de abril, comemorou o fato de que seu último toque de campainha tenha sido para celebrar um evento com a imprensa. Milton Gamez, diretor de núcleo da Editora Três e diretor de redação da ISTOÉ DINHEIRO, afirmou que a história da revista, lançada em 1997 pelo editor e diretor responsável Domingo Alzugaray, se confunde com a da Bolsa.

“Nos últimos anos, esta instituição passou de um clube de corretores para uma empresa aberta e moderna, com milhares de acionistas”, disse Gamez. “Foi aqui, no coração do capitalismo brasileiro, que compreendi a importância de um mercado de capitais forte e bem estruturado para o País”, afirmou. Ele ressaltou a importância da credibilidade da mídia tradicional. “Neste momento, em que vivemos a explosão das notícias falsas, da pós-verdade e das mentiras que confundem a opinião pública, nada como ter o respaldo de marcas como ISTOÉ DINHEIRO e B3 para levar informações corretas e de qualidade aos leitores e investidores.”

A programação da TV DINHEIRO direto da Bolsa é coordenada pelo editor de negócios globais, Márcio Kroehn. Às 11h30 das segundas-feiras, ele vai apresentar ao vivo o programa Dinheiro na Semana, comentando os principais fatos que serão notícia até sexta-feira. O editor de economia Luís Artur Nogueira vai apresentar o Papo de Economista, em que trará prognósticos e fará entrevistas com economistas, além da coluna Descomplicando a Economia. Carlos Sambrana, redator-chefe da DINHEIRO, apresentará o Moeda Forte, programa de entrevistas com lideranças políticas e empresariais.

Cláudio Gradilone, editor de finanças, apresentará o Dinheiro Sem Susto, sobre finanças pessoais, e o Dinheiro em Ação, com entrevistas de executivos de companhias abertas e gestores de recursos. Além do Facebook, esses programas também serão veiculados no canal da revista no YouTube e no portal. O site da DINHEIRO já oferece as séries Como eu comecei, Mulheres empreendedoras, Fora do expediente e DINHEIRO 90′, produzidas e apresentadas pela editora Geovana Pagel.