Edição nº 1031 11.08 Ver ediçõs anteriores

Substituição de super-heróis na Netflix

Substituição de super-heróis na Netflix

A compra da Millarworld pela Netflix, na semana passada, veio em boa hora. A editora de quadrinhos adquirida criou histórias que viraram filmes de sucesso da Marvel, como Vingadores, Capitão América: Guerra Civil e Logan, além de contar com personagens como Kick-Ass e Kingsman. Eles devem ser essencais a partir de agora. Afinal, a companhia de Los Gatos, na Califórnia, vai perder o conteúdo da Disney, dona de todas as produções da Marvel, como Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, e da LucasFilm (responsável pela franquia Star Wars) de seu catálogo até 2019. A ação foi decidida em comum acordo. A Disney planeja lançar o seu próprio serviço de streaming daqui a três anos. Com a Millarworld, a Netflix vai poder usar os personagens e as histórias para intensificar a sua aposta em produções originais. O valor da transação não foi revelado.

(Nota publicada na Edição 1031 da Revista Dinheiro)

Mais posts

O polêmico manifesto de um funcionário do Google

Um manifesto escrito por um funcionário do Google está causando polêmica na empresa. O autor, o engenheiro sênior James Damore, condena [...]

Robô desastrado

A Boston Dynamics ganhou fama na internet ao divulgar vídeos de seus robôs correndo, pulando e até realizando acrobacias e movimentos [...]

Carrinho cheio

Brasileiros que já fizeram pelo menos uma compra online na vida revelam o que querem para comprar mais em sites de comércio eletrônico: [...]

No banco dos réus

Acostumada a figurar nas seções de tecnologia e negócios dos principais sites e revistas do mundo, a Samsung virou, mais uma vez, [...]

US$ 3.436

foi valor alcançado pela moeda virtual Bitcoin nesta semana. O maior já registrado na história, segundo o site de compra e venda de moedas Poloniex (Nota publicada na Edição 1031 da Revista Dinheiro)

Ver mais