Edição nº 1024 23.06 Ver ediçõs anteriores

Sinal verde

Sinal verde

A briga entre a Simba, joint-venture criada pelas emissoras de televisão SBT, Record e RedeTV, e as operadoras de TV paga está próxima do fim. Mas os dois lados sairão arranhados.

Depois que a Simba resolveu bater o pé e cortar os sinais para as operadoras de TV Paga, nos estados de São Paulo e Brasília, porque os canais não eram remunerados a exemplo de Globo e Bandeirantes, a audiência das emissoras despencou cerca de 30%. Resultado: o poder de barganha da empresa, que pedia o pagamento pelo uso de seus canais, caiu ladeira abaixo.

Executivos próximos da negociação dizem que, na próxima semana, um armistício deve ser selado. O valor por assinante, entretanto, está longe – bem longe – dos R$ 15 pleiteados inicialmente.

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)

Tópicos

Record RedeTV SBT Simba

Mais posts

“Apesar dos políticos, cresceremos”

O empresário Edgard Corona, do grupo Bio Ritmo, que engloba as marcas Bio Ritmo e Smart Fit, já é dono da quarta maior rede de [...]

Charge da semana: Joesley Batista

(Nota publicada na Edição 1024 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Machado da Costa)

A arte de se adaptar

     Foto: Divulgação Conhecida por lançar empreendimentos de alto padrão, assinados por arquitetos premiados, a construtora paulistana [...]

Sinal dos tempos

A internet, definitivamente, impôs uma mudança brutal aos produtores de vídeo no mundo inteiro. E, se antes as redes estavam [...]

O Schahin vai afundar?

Ele pediu recuperação judicial e mudou de nome para deixar para trás as manchas causadas pela operação Lava Jato, mas, ao que parece, [...]
Ver mais