Edição nº 1031 11.08 Ver ediçõs anteriores

Sinal verde

Sinal verde

A briga entre a Simba, joint-venture criada pelas emissoras de televisão SBT, Record e RedeTV, e as operadoras de TV paga está próxima do fim. Mas os dois lados sairão arranhados.

Depois que a Simba resolveu bater o pé e cortar os sinais para as operadoras de TV Paga, nos estados de São Paulo e Brasília, porque os canais não eram remunerados a exemplo de Globo e Bandeirantes, a audiência das emissoras despencou cerca de 30%. Resultado: o poder de barganha da empresa, que pedia o pagamento pelo uso de seus canais, caiu ladeira abaixo.

Executivos próximos da negociação dizem que, na próxima semana, um armistício deve ser selado. O valor por assinante, entretanto, está longe – bem longe – dos R$ 15 pleiteados inicialmente.

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)

Tópicos

Record RedeTV SBT Simba

Mais posts

Sonho de consumo dos políticos e empresários

Um telefone celular é o novo objeto de desejo dos empresários e políticos brasileiros. Mas não é um aparelho qualquer. Em tempos de [...]

A ofensiva da Falabella

A gigante varejista Falabella, rede chilena com 476 endereços na América Latina, continua com apetite por investimentos no Brasil. Dona [...]

R$ 2 bilhões em dois anos

Ela foi eleita pela revista americana Fast Company, a bíblia da inovação, uma das mais promissoras do mundo por mexer com o setor [...]

Charge da semana

(Nota publicada na Edição 1031 da Revista Dinheiro, com colaboração: Hugo Cilo e Márcio Kroehn)

Próxima escala

A fabricante de móveis planejados de alto padrão Ornare parece ter pegado gosto pela expansão internacional. A marca, com lojas em [...]
Ver mais