Negócios

Se o Brasil fosse uma pessoa, ela seria desonesta, revela pesquisa

Se o Brasil fosse uma pessoa, ela seria desonesta, revela pesquisa

Eduardo Tomiya, CEO da Kantar Vermeer para a América Latina

Se o Brasil fosse uma pessoa, ela seria desonesta para 63% dos brasileiros que responderam uma pesquisa da Kantar Vermeer, divulgada nesta sexta-feira 19, durante o evento AS MARCAS MAIS VALIOSAS DO BRASIL, em São Paulo.

“Isso revela uma baixa estima do brasileiro e a perda do orgulho pelo País”, afirmou Eduardo Tomiya, CEO da Kantar Vermeer para a América Latina. A pesquisa foi realizada com 500 pessoas, em todas as regiões do País.

A pesquisa também quis saber o que estava menos associado ao Brasil. Mais uma vez um atributo negativo ficou em primeiro lugar: a franqueza, com 6% das citações.

O Brasil também não é considerado o país ideal para se viver, segundo a Kantar Vermeer. O Canadá, o Japão e os Estados Unidos estão à frente do Brasil.

Em 2014, em pesquisa semelhante, os brasileiros colocavam o Brasil como o país ideal para se viver.