Edição nº 1020 26.05 Ver ediçõs anteriores

Quem vai comprar a Via Varejo?

Quem vai comprar a Via Varejo?

Loja da Casas Bahia, que faz parte da Via Varejo, controlada pelo grupo francês Casino

A venda da Via Varejo está avançando. Dia 8 de março, uma quarta-feira, devem ser entregues as primeiras propostas pela empresa que é dona da Casas Bahia e do Ponto Frio.

Os interessados pela Via Varejo, até o momento, são a rede varejista Lojas Americana, os fundos de private equity Advent e Carlyle e a operação de comércio eletrônico chinesa Alibaba.

A rede varejista chilena Falabella chegou a olhar os ativos, mas teria desistido de fazer uma oferta, segundo apurou o blog BASTIDORES DAS EMPRESAS.

É cedo ainda para saber o real interesse das empresas que estão olhando os dados da Via Varejo.

Apesar de os interessados apresentarem suas propostas na próxima semana, a venda dificilmente acontecerá logo. Os bancos Santader, HSBC e Rothschild estão assessorando a transação.

Segundo uma fonte do mercado financeiro que acompanha de perto as negociações, o negócio  deve ser concluído no fim do primeiro semestre.

O grupo varejista francês Casino, que controla a Via Varejo por meio do Pão de Açúcar, quer sair do mercado de eletroeletrônico para se concentrar na área de alimentos.

A Via Varejo, por sua vez, está unindo as operações online da Cnova à sua estrutura, o que, avaliam as pessoas que acompanham o negócio, aumentará o valor pelo ativo.


Mais posts

Empresas brasileiras perdem R$ 219 bilhões em valor de mercado

As empresas cotadas na B3 perderam R$ 219 bilhões em valor de mercado nesta quarta-feira 18, segundo um levantamento feito pela [...]

Por que São Paulo deixou o ranking das melhores cidades para criar uma startup

A crise econômica e política, que se desenrola desde o fim 2014, fez mais uma vítima. São Paulo, que já foi uma das 20 melhores cidades [...]

IPO da Netshoes mostra que Brasil está longe de gerar seu primeiro unicórnio

A abertura de capital da varejista online de artigos esportivos Netshoes na Bolsa de Nova York (Nyse) é um marco para as startups [...]

Positivo segue Apple e muda nome

Quando lançou o iPhone, em 2007, a Apple resolveu tirar a palavra Computer de seu nome. Optou por acrescentar apenas Inc. Afinal, a [...]

Tesla transforma-se na fabricante de carros mais valiosa dos EUA

O centro do mercado automobilístico americano mudou-se de Detroit, conhecida como “Motor City”, para o Vale do Silício, na Califórnia. [...]
Ver mais