Edição nº 1027 14.07 Ver ediçõs anteriores

Prejuízo do Uber cresce 40%

Prejuízo do Uber cresce 40%

O aplicativo americano de transporte de passageiros Uber anunciou, na segunda-feira 17, um prejuízo de US$ 2,8 bilhões em 2016. O resultado representa um crescimento de 40% frente aos US$ 2 bilhões que a empresa perdeu no ano passado. A informação foi confirmada em e-mail enviado à agência de notícias Bloomberg por Rachel Holt, gerente-geral regional do Uber para os Estados Unidos e Canadá.

Apesar de valer US$ 68 bilhões, a startup não é obrigada a informar dados de seu balanço, por ser uma empresa de capital fechado. A companhia obteve uma receita de US$ 6,5 bilhões no ano passado, dobrando suas reservas brutas para US$ 20 bilhões. A empresa procura um diretor operacional que ajude Travis Kalanick, CEO do Uber, a melhorar a imagem da companhia.

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)

Mais posts

Zuckerberg, o construtor

O Facebook vai construir 1.500 casas no Vale do Silício, região que abriga as principais empresas de tecnologia dos Estados Unidos. O [...]

Maçã sustentável

A Apple está de olho na questão de sustentabilidade e vai investir US$ 921 milhões na construção de um novo data center alimentado por [...]

Impeachment do Twitter?

Se fosse uma pessoa comum, é bem provável que Donald Trump já teria tido a sua conta deletada pelo Twitter. As regras da rede social [...]

Carros elétricos a sua disposição

Uma empresa brasileira quer facilitar o serviço de locação de carros de forma sustentável. O Urbano, da LDS Group, é um serviço de [...]

Os smartphones mais buscados

(Nota publicada na Edição 1027 da Revista Dinheiro)
Ver mais