Edição nº 1023 15.06 Ver ediçõs anteriores

Prejuízo do Uber cresce 40%

Prejuízo do Uber cresce 40%

O aplicativo americano de transporte de passageiros Uber anunciou, na segunda-feira 17, um prejuízo de US$ 2,8 bilhões em 2016. O resultado representa um crescimento de 40% frente aos US$ 2 bilhões que a empresa perdeu no ano passado. A informação foi confirmada em e-mail enviado à agência de notícias Bloomberg por Rachel Holt, gerente-geral regional do Uber para os Estados Unidos e Canadá.

Apesar de valer US$ 68 bilhões, a startup não é obrigada a informar dados de seu balanço, por ser uma empresa de capital fechado. A companhia obteve uma receita de US$ 6,5 bilhões no ano passado, dobrando suas reservas brutas para US$ 20 bilhões. A empresa procura um diretor operacional que ajude Travis Kalanick, CEO do Uber, a melhorar a imagem da companhia.

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)

Mais posts

O fim do mistério sobre o “carro” da Apple

O carro da Apple não é um carro. O CEO da companhia, Tim Cook, falou pela primeira vez do assunto, em uma entrevista à agência de [...]

Todos querem a Toshiba

A Dell e a Apple se uniram a taiwanesa Foxconn, que produz o iPhone, para fazer uma oferta pela unidade de chips da japonesa Toshiba, [...]

O jogo recomeçou para a Microsoft

A Microsoft mostrou seu novo console de videogame durante a E3, feira de jogos eletrônicos que aconteceu em Los Angeles, na semana [...]

Negócio trilionário

(Nota publicada na Edição 1023 da Revista Dinheiro)

Carona tecnológica

São Paulo será a primeira cidade da América Latina a receber o serviço de carona da israelense Moovit, dona de um aplicativo de [...]
Ver mais