Edição nº 1036 15.09 Ver ediçõs anteriores

Prejuízo do Uber cresce 40%

Prejuízo do Uber cresce 40%

O aplicativo americano de transporte de passageiros Uber anunciou, na segunda-feira 17, um prejuízo de US$ 2,8 bilhões em 2016. O resultado representa um crescimento de 40% frente aos US$ 2 bilhões que a empresa perdeu no ano passado. A informação foi confirmada em e-mail enviado à agência de notícias Bloomberg por Rachel Holt, gerente-geral regional do Uber para os Estados Unidos e Canadá.

Apesar de valer US$ 68 bilhões, a startup não é obrigada a informar dados de seu balanço, por ser uma empresa de capital fechado. A companhia obteve uma receita de US$ 6,5 bilhões no ano passado, dobrando suas reservas brutas para US$ 20 bilhões. A empresa procura um diretor operacional que ajude Travis Kalanick, CEO do Uber, a melhorar a imagem da companhia.

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)

Mais posts

O megaataque hacker

A Equifax, uma das três maiores empresas de gestão de crédito dos Estados Unidos, foi vítima de um gigantesco ataque hacker que expôs [...]

O jogo de Bezos

Jeff Bezos quer intensificar os trabalhos da Amazon Studios, o braço cinematográfico de sua companhia. Segundo o site de notícias [...]

Desigualdade digital

Brasil conta com mais da metade de suas moradias com acesso à internet, mas números mostram que falta incluir classes mais pobres:

Ataque à Bitcoin

Conhecido por ser contra o uso da Bitcoin, Jamie Dimon, CEO do banco americano JPMorgan Chase, afirmou na última semana que a moeda [...]

Resposta instantânea com Santiago Sosa, CEO da NuvemShop

Qual a sua avaliação do atual momento do comércio eletrônico brasileiro? O e-commerce no Brasil está no melhor momento da história. [...]
Ver mais