Negócios

Oi: geração de caixa operacional líquida foi negativa em R$ 231 mi em abril

Em seu relatório mensal relativo a abril, a Oi informa que as empresas em recuperação judicial registraram uma geração operacional líquida de caixa negativa de R$ 231 milhões no mês, ante resultado também negativo de R$ 279 milhões em março.

A tele teve queda tanto no fluxo de recebimentos quanto no de pagamentos. No primeiro caso, o recuo foi de 18,1%, para R$ 2,638 bilhões na comparação mensal. Já os pagamento registraram recuo de 20%, para R$ 2,523 bilhões. Os investimentos ficaram estáveis, em R$ 346 milhões.

No relatório, a Oi explica que o pagamento da taxa do ônus de concessão à Anatel, no valor de R$ 157 milhões, referente ao biênio 2016-2017, “impediu um maior recuo da rubrica Tributos em abril, inviabilizando uma redução ainda maior dos pagamentos” em abril.

Com o resultado, o saldo do caixa financeiro da Oi passou de R$ 7,17 bilhões ao final de março para R$ 6,884 bilhões em abril. Este é o pior patamar desde novembro do ano passado.