Edição nº 1032 18.08 Ver ediçõs anteriores

Novos ventos no radar?

Novos ventos no radar?

No Brasil, é comum o empresário ter de se virar para entregar o que prometeu, mesmo que a infraestrutura não permita. Foi o que aconteceu com a Casa dos Ventos, empresa que desenvolve e constrói parques eólicos no Nordeste. Diante da falta de linhas de transmissão para fazer a energia gerada chegar até as distribuidoras – um problema crítico do setor –, a companhia construiu suas próprias linhas de transmissão. “Hoje, temos conhecimento para isso”, diz Lucas Araripe, diretor de novos negócios da Casa dos Ventos. “E podemos entrar nessa área.”

Empreendedor em série

Mario Araripe
Lucas Araripe, diretor de novos negócios da Casa dos Ventos

Criada em 2007 pelo empresário Mario Araripe, o mesmo que vendeu a marca de jipes Troller para a Ford, em 2006, por R$ 700 milhões, a Casa dos Ventos tem um portfólio de respeito. Desde 2015, inaugurou cinco parques eólicos capazes de gerar 1,1 mil MW. “O investimento total em todos os projetos gira ao redor de R$ 6,5 bilhões”, diz Lucas Araripe. Dois complexos já foram vendidos por R$ 2 bilhões para a inglesa Cubico Sustainable Investments e novos podem ser comercializados. Detalhe: a empresa tem mapeadas e aprovadas áreas capazes de gerar mais 15 mil MW.

(Nota publicada na Edição 1005 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Carlos Eduardo Valim)

Mais posts

Cada vez mais shopping

O Mercado Livre está, de fato, se tornando um shopping no sentido literal da palavra. Igual aos grandes centros de compra, a empresa de [...]

Luxo asiático no Brasil

Uma das maiores redes hoteleiras de luxo do mundo, a cingapuriana Shangri-La Hotels, está de olhos bem abertos no mercado brasileiro. O [...]

Ele quer ser sócio de mil empresas

Fundada em 2011, a Bossa Nova Investimentos fazia aportes pontuais em algumas startups. Mas, em julho de 2016, a companhia estipulou [...]

Crise imobiliária?

A crise não tem sido tão dura quanto parece. Pelo menos para o público AAA. E quem celebra é a construtora Cyrela. Há nove meses, a [...]

Varejo sobe ou desce?

Após o IBGE surpreender os analistas e constatar uma expansão de 3% em junho no comércio em relação ao mesmo período de 2016, o setor deu uma patinada em julho. É o que aponta o Índice de Consumidores no Varejo (IVC), apurado pela Virtual Gate, empresa que fornece soluções para aumentar a taxa de conversão […]

Ver mais