A moda é passar a tesoura

Focada em redução de custos de empresas, a Expense Reduction Analysts aproveita a crise para crescer

19/06/2015 19:30

  • // Por: Paula Bezerra

Compartilhe:

Imprimir:

Até o cafezinho?: Salum Filho, da Trajeto (à esq.), e o consultor Macedo decidem os cortes para liberar investimentos
Até o cafezinho?: Salum Filho, da Trajeto (à esq.), e o consultor Macedo decidem os cortes para liberar investimentos ( foto: Luisa Santosa)

Se há algo que empresários e executivos sempre buscam, independentemente do cenário econômico, é um meio para enxugar custos e, assim, turbinar os investimentos e os lucros. A Trajeto Construções e Serviços, focada em limpeza e infraestrutura urbana, é uma das adeptas da política da tesoura. No final do ano passado, enquanto estudava como reduzir gastos para investir em novos processos, a Trajeto entrou em contato com a Expense Reduction Analysts (ERA), rede de franquias focada em otimizar gastos para melhorar a saúde financeira dos clientes.

A parceria proporcionou uma redução de 40% somente com a telefonia móvel. “Com a economia, poderemos investir em outras partes da empresa”, diz Bertoldo Salum Filho, diretor da Trajeto. Fundada em meados dos anos 1990 na Inglaterra, a franquia conta com 800 consultores no mundo e uma cartela de clientes que vai desde a Trajeto até a Dixie Toga e a Decathlon. A marca chegou ao Brasil em 2004, com o engenheiro Fernando Macedo, e conta com 11 unidades. Neste período de crise, a procura pela franquia aumentou.

Para Macedo, por oferecer a um ex-executivo a alternativa de continuar desempenhando funções com as quais ele está habituado, sem a cobrança de um chefe e com uma carga de trabalho definida pelo próprio franqueado, a franquia torna-se uma atraente alternativa de trabalho. “Uma vantagem é que, para aderir à ERA, não é necessário um espaço físico. Basta o conhecimento específico, um notebook e montante para o investimento inicial”, diz Macedo. São R$ 100 mil.

Além disso, o franqueado tem de fazer um curso de duas semanas em Londres, ao custo de US$ 5 mil (fora transporte e hospedagem). Com previsão de expandir em cinco unidades em 2015, a principal área de atuação da ERA continua sendo o Sul e o Sudeste. Porém, Macedo não descarta um representante na região nordeste. “Estamos tentando viabilizar uma franquia que atenda Fortaleza, Recife e Salvador”, diz o empresário. Entre os cinco setores mais procurados por franqueados, o de negócios e serviços é um dos mais populares em momentos de crise econômica.

-----

Confira as demais matérias do "Especial - Franquias":

O olhar do empreendedor
 Como escolher um negócio
 Boia de salvação
 Eu os declaro sócios

Avalie esta notícia:  starstarstarstarstar

Compartilhe:

Imprimir:

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

  • geronimo timerman

    Investidores

    Compliance não é custo, é investimento

    24/06/2016 às 20:00
  • Rich Schumann

    Investidores

    “As empresas vão depender mais do compliance”

    24/06/2016 às 20:00
  • Wilson Ferreira Júnior

    Dinheiro em Ação

    Choque de gestão na Eletrobras

    24/06/2016 às 20:00
  • Rich Schumann

    Investidores

    “As empresas vão depender mais do compliance”

    24/06/2016 às 20:00
  • Wilson Ferreira Júnior

    Dinheiro em Ação

    Choque de gestão na Eletrobras

    24/06/2016 às 20:00

Leia também