Economia

Médica e enfermeira detidas por decapitar bebê durante parto na Índia

A polícia deteve uma médica e uma enfermeira acusadas de terem decapitado um bebê durante um parto em um hospital de Rampur, estado de Uttar Pradesh, norte da Índia.

A ginecologista Tayyaba Iqbal e a enfermeira Madhuri supostamente usaram um fórceps e uma corda amarrada às penas do bebê para tentar tirá-lo do ventre da mãe.

Shankar Lal Saraswat, da secretaria de Saúde, explicou que o bebê havia nascido morto e que, depois de comprovado isso, a médica tentou tirá-lo do corpo da mãe com o material que causou sua decapitação.

“Estamos investigando o que foi que causou a decapitação”, afirmou.

A polícia disse que as duas mulheres são acusadas de homicídio doloso porque fugiram depois do que aconteceu com o bebê.

A mãe de 35 anos teve de ser operada para a retirada da cabeça do bebê.