FINANÇAS

online | Dívidas | 08.JUL.11 - 20:17 | Atualizado em 18.04 - 13:51

Controle o consumista que existe dentro de você

O hábito de comprar desenfreadamente é um dos grandes vilões da saúde financeira, mas existe solução para manter a sua conta no azul.

Por Flávia Gianini

 joanna1_site.jpg

Confira entrevista em vídeo com a publicitária Joanna Moura, que se lançou em um desafio: um ano sem comprar nada!

 

Dê uma volta em sua casa e analise armários e gavetas. Eles estão abarrotados? Em compensação, a sua conta bancária está sempre no vermelho? Pois então cuidado: você pode ser um consumista compulsivo.
 
Gastar demais é um problema que afeta a muitas pessoas. Uma pesquisa do Instituto Fractal mostra que os brasileiros estão com 30% de seu ganho líquido comprometido com financiamentos até o Natal. O mais grave é que mesmo assim continuam comprando e se endividando mais, pois têm acesso fácil ao crédito.
 
Mas como saber se você é um consumista compulsivo quando o hábito do consumo é supervalorizado na sociedade? Segundo a psicóloga Cristiane Arcanjo, um diagnóstico completo tem que ser feito por um profissional.

Porém, uma simples análise dos hábitos já pode apontar se você tem problemas com o consumo. O ponto de partida, por exemplo, é identificar se gasta seu tempo livre pensando nas compras que pretende fazer. Outra questão é adquirir produtos a prazo, não conseguir pagar e mesmo assim continuar gastando.

Verifique também se sua casa está cheia de coisas que não utiliza, mas que foram compradas porque você não conseguiu resistir. Se esse for um comportamento padrão, então cuidado: você é um forte candidato a ser um consumidor compulsivo.

 

compradores-compulsivos.jpg


Segundo Arcanjo, o mais comum é haver pessoas sem controle, que acabam se endividando gravemente. “O consumismo desenfreado é o mais comum. E a maioria das pessoas não percebe esse tipo de comportamento como um problema”, afirma.
 
Para o educador financeiro Álvaro Modernell, a análise sobre as compras pode ser medida pela matemática financeira (confira o final da reportagem).
 
Mas o farol vermelho deve piscar quando a pessoa possui dívidas com prazos acima de seis meses para bens de consumo, como roupas, móveis, alimentos e eletrodomésticos.  “É uma dívida diferente daquela que se contrai pela aquisição de um carro ou um imóvel, que pode ser revendido e gerar capital”, diz.
 
A boa notícia é que alguns consumistas descontrolados estão buscando alternativas bastante criativas para tirar a conta do vermelho. E, o melhor, está conseguindo.
 
Um ano sem roupa nova
 
Depois de ficar com a conta bancária no vermelho por dois anos, a publicitária Joanna Moura decidiu radicalizar e estabelecer uma meta que deixa qualquer consumista sem ar: ficar 365 dias sem comprar para si mesma nenhuma roupa, sapato ou acessório.
 
Assim que começou o processo, Joanna criou um blog de nome bem sugestivo “Um Ano sem Zara”. O nome faz referência à marca que cujas roupas provocavam rombos nos seu cartão de crédito. “O descontrole com o dinheiro me incomodava muito. Mas falar sobre dinheiro é um tabu. Dizer que você é louca consumista então, nem pensar”, afirma.
 
A publicitária posta diariamente na internet fotos de seu visual e mostra que é possível ser criativa usando apenas o que já tem. Algumas vezes, cria combinações para a semana toda usando a mesma peça. Com isso, ela continua elegante e na moda sem gastar demais. “Acho que eu me visto melhor agora, porque me obrigo a pensar em muitas alternativas”, diz.

 

um_blazer__cinco_dias__mudando_as_combin_.jpg


 
Suas aventuras e desventuras na tentativa de livrar do consumismo têm atraído os leitores. “Pensava que só minha mãe iria ler o blog, mas muitas pessoas escrevem para contar que vive a mesma situação”, conta.
 
Em cerca de 120 dias do início do projeto, a conta bancária de Joana, que já teve um rombo que superou em duas vezes o valor do seu salário, entrou no azul pela primeira vez.  “Descobri que gastava mais do que ganhava. Mas agora posso pensar em poupar”.
 
Antes de cortar tudo, no entanto, pare e analise. Modernell acredita que radicalizar demais pode ser um tiro no pé, mas cada caso é um caso. “A vida precisa de prazer. Uma dieta muito austera pode durar pouco”, diz.
 
O educador reconhece que em alguns casos atitudes radicais são necessárias. Mas o ideal, segundo ele,  é primeiro reduzir, para só depois cortar. “Se a pessoa compra quatro peças de roupas por mês, deve passar a comprar duas. Se vai duas vezes por semana ao shopping, deve ir uma. É um processo mais lento, mas tende a ser mais duradouro”, diz.
 
Por definição, supérfluo é o que é demasiado, excedente, desnecessário, ocioso ou inútil. Já o necessário é aquilo que não se pode dispensar, é imprescindível à vida. “Temos que definir o que é supérfluo e que o essencial antes de comprar e tomar decisões conscientes”, afirma Arcanjo. A saúde financeira agradece.

 

semaforo_Flavia_C1.jpg
 

 

> Siga a DINHEIRO no Twitter


ASSUNTOS RELACIONADOS

Multimídia

A missão mais difícil de Belini

O executivo que fez da Fiat a maior montadora do País tem pela frente a tarefa de manter a liderança do mercado em um ambiente de crise, cercado por concorrentes cada vez mais agressivos e numerosos. Confira os bastidores da reportagem

Quem vai mandar nessa turma?

Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica, prepara-se para passar o comando da empresa para seus filhos. em jogo, um negócio que movimenta mais de R$ 2 bilhões em 30 países

Os novos empreendedores do mercado erótico

Conheça histórias de empresários que mudaram radicalmente de ramo e decidiram apostar na indústria do prazer - que atualmente movimenta mais de US$ 46 bilhões por ano no mundo

Economia - Um vice-presidente com voz própria e personalidade forte

Crédito: Roberto Castro/Ag. Istoé

- - Fatos em Destaque

- - Fatos em Destaque


  • best money here

    em 06/04/2014 19:45:16

    ZXcKsT Very good article.Much thanks again.

    Denuncie esse comentário

    • replica bags

      em 05/03/2014 10:29:30

      Controle o consumista que existe dentro de você - ISTOÉ Dinheiro replica bags

      Denuncie esse comentário

      • watch for this

        em 20/12/2013 20:03:16

        XDyJDu Fantastic blog.Really looking forward to read more. Really Great.

        Denuncie esse comentário

        • nflhere

          em 02/11/2013 22:09:57

          Browns at Packers nflhere http://www.generatelife.com/images/comblog/nfljerseys17.aspx?4

          Denuncie esse comentário

          • nike packers jerseys

            em 25/10/2013 09:15:01

            4. Jeremy Kerley had eight catches, 97 yards and one TD, including five grabs that moved the chains on third down. Kerley has neatly filled the void left by Santonio Holmes. He might be the better player, at this point.

            nike packers jerseys http://www.favfab.com/old/broncosjerseys.aspx?6

            Denuncie esse comentário

            • em 11/07/2011 00:51:40

              Denuncie esse comentário

              Por favor, preencha todos os campos abaixo para deixar seu comentário.
              A Istoé Dinheiro pode utilizar este comentário para divulgação na revista impressa.

                Isto é compartilhar

                Divida sua leitura com seus amigos

                Colunas

                ver todos
                publicidade

                Edições especiais

                índice de matérias edições anteriores edições especiais assine a revista

                © Copyright 1996-2011 Editora Três
                É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
                Fechar [X]