ECONOMIA

online | ECONOMIA | 19.DEZ.12 - 11:46 | Atualizado em 01.04 - 06:40

Câmara aprova reabertura do Refis da Crise

Por Eduardo Bresciani e Denise Madueño

A Câmara dos Deputados aprovou a reabertura do chamado Refis da Crise, programa de parcelamento especial de débito criado em 2009. As empresas que desejarem aderir podem agora, segundo o texto aprovado, se habilitar até 28 de fevereiro de 2013. A votação foi por acordo, mas o líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) registrou que não há compromisso do governo em sancionar a medida.

A proposta foi incluída em uma Medida Provisória que reduz a incidência de tributos sobre caminhões, vagões e locomotivas. Foi anexado ao texto ainda o parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o Pasep, proposta que tinha sido feito pelo governo em outra MP, que perdeu a validade.

Os dois temas inseridos na MP, o do Refis da Crise e o parcelamento de dívidas de Estados e municípios, tinham sido retirados pelo Senado. Os deputados restabeleceram o texto da Câmara. O governo concordou para que o projeto fosse a sanção e, assim, salvar as medidas que desejavam.

Após a votação, Chinaglia reiterou que o governo não se compromete com todo o texto. "Nunca é demais registrar que não há compromisso do governo com o que foi aprovado", disse.

Foram aprovados ainda nesta quarta-feira pela Câmara dois projetos que tratam de reajustes para servidores públicos, também por acordo. Um diz respeito aos funcionários do Senado e outro, a carreiras do Executivo. Ambos tinham sido aprovados pelo Senado na terça-feira (18) e, agora, seguirão para sanção presidencial.

Copyright © 2012 Agência Estado. Todos os direitos reservados.


ASSUNTOS RELACIONADOS

Multimídia

A missão mais difícil de Belini

O executivo que fez da Fiat a maior montadora do País tem pela frente a tarefa de manter a liderança do mercado em um ambiente de crise, cercado por concorrentes cada vez mais agressivos e numerosos. Confira os bastidores da reportagem

Quem vai mandar nessa turma?

Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica, prepara-se para passar o comando da empresa para seus filhos. em jogo, um negócio que movimenta mais de R$ 2 bilhões em 30 países

Os novos empreendedores do mercado erótico

Conheça histórias de empresários que mudaram radicalmente de ramo e decidiram apostar na indústria do prazer - que atualmente movimenta mais de US$ 46 bilhões por ano no mundo

Economia - Um vice-presidente com voz própria e personalidade forte

Crédito: Roberto Castro/Ag. Istoé

- - Fatos em Destaque

- - Fatos em Destaque


  • best prices

    em 01/04/2014 06:40:49

    RMFKnP Thanks again for the post.Much thanks again. Great.

    Denuncie esse comentário

    • seo for cheap

      em 22/03/2014 15:42:44

      XpLf2t I really like and appreciate your post. Cool.

      Denuncie esse comentário

      • best prices

        em 22/03/2014 12:52:49

        DKZJF3 I value the post.Really looking forward to read more. Great.

        Denuncie esse comentário

        • check it out

          em 28/02/2014 16:17:16

          5QqML5 Major thankies for the article.Much thanks again.

          Denuncie esse comentário

          • stunning seo guys

            em 22/01/2014 03:24:41

            S0YHDS I value the post.Much thanks again. Much obliged.

            Denuncie esse comentário

            • watch for this

              em 19/12/2013 18:05:24

              XhzAfT Hey, thanks for the post.Much thanks again. Awesome.

              Denuncie esse comentário

              Por favor, preencha todos os campos abaixo para deixar seu comentário.
              A Istoé Dinheiro pode utilizar este comentário para divulgação na revista impressa.

                Isto é compartilhar

                Divida sua leitura com seus amigos

                Colunas

                ver todos
                publicidade

                Edições especiais

                índice de matérias edições anteriores edições especiais assine a revista

                © Copyright 1996-2011 Editora Três
                É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
                Fechar [X]