Edição nº 1024 23.06 Ver ediçõs anteriores

Governo quer rever lei de informática

A legislação de informática já conta com mais de 25 anos. Durante todo esse tempo, ela concedeu incentivos para fabricantes de computadores. Só nos últimos três anos, a renúncia fiscal anual atingiu R$ 5 bilhões. Essa lei ajudou a trazer nomes internacionais para o Brasil, como Dell e HP.

Agora, o governo quer rever esses mecanismos. A proposta em estudo quer inclui software e aplicativos no rol de isenções. Está sendo analisado também apoio a startups ligadas a universidades. A discussão ainda está em fase inicial e envolve representantes de seis ministérios e da Agência Nacional de Telecomunicações, além de empresários do setor.

(Nota publicada na Edição 1010 da Revista Dinheiro)

Mais posts

A vida depois da recuperação judicial

A empresa de telefonia Oi, com dívidas de R$ 65,4 bilhões, completou um ano em recuperação judicial, sem ainda um acordo com seus [...]

A grande aposta do Morgan Stanley

Durante anos, os papéis da Microsoft andaram de lado, como um caranguejo. Mas, desde que o indiano Satya Nadella assumiu a empresa, em [...]

Cabify e Easy unem operações

Os aplicativos de transporte Cabify e a Easy vão unir suas operações para concorrer com Uber e 99. As conversas começaram no ano passado, mas só agora a parceria foi fechada. Os valores e a nova estrutura societária não foram revelados. A espanhola Cabify anunciou, neste ano, investimentos de R$ 200 milhões no Brasil. A […]

Relíquia tecnológica

O Apple 1, primeiro computador da Apple, desenvolvido por Steve Wozniak e Steve Jobs, em 1976, foi vendido por US$ 355 mil em um leilão [...]

A biblioteca de 140 caracteres de Trump

Famoso por ser uma metralhadora de 140 caracteres, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ganhou uma biblioteca com seus [...]
Ver mais