Edição nº 1015 20.04 Ver ediçõs anteriores

Governo quer rever lei de informática

A legislação de informática já conta com mais de 25 anos. Durante todo esse tempo, ela concedeu incentivos para fabricantes de computadores. Só nos últimos três anos, a renúncia fiscal anual atingiu R$ 5 bilhões. Essa lei ajudou a trazer nomes internacionais para o Brasil, como Dell e HP.

Agora, o governo quer rever esses mecanismos. A proposta em estudo quer inclui software e aplicativos no rol de isenções. Está sendo analisado também apoio a startups ligadas a universidades. A discussão ainda está em fase inicial e envolve representantes de seis ministérios e da Agência Nacional de Telecomunicações, além de empresários do setor.

(Nota publicada na Edição 1010 da Revista Dinheiro)

Mais posts

Apple recebe autorização para testar carro autônomo

Por mais que Tim Cook, CEO da Apple, evite comentar que a companhia esteja se preparando para desenvolver um carro autônomo, as [...]

São Paulo deixa ranking de startups

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)

Sankhya lançará assistente virtual

A mineira Sankhya, desenvolvedora de sistemas de gestão empresarial, lançará, na terça-feira 25, um assistente construído com Inteligência Artificial (IA). Batizada de BIA, acrônimo para Business Intelligence Analyst, a assistente vai interagir com os clientes por comando de voz. Será possível ouvir todos os dados da operação do negócio. “Através de muito estudo, conseguimos chegar […]

BR Startups seleciona projetos inovadores na área de seguros

Para impulsionar projetos inovadores no mercado de seguros, o fundo de investimentos BR Startups está selecionando empresas interessadas em receber investimentos. Para participar, as empresas precisam atender a critérios de rentabilidade e de gestão. O prazo termina dia 4 de maio. As empresas interessadas precisam ser sediadas no Brasil, possuir receita anual entre R$ 120 […]

Prejuízo do Uber cresce 40%

O aplicativo americano de transporte de passageiros Uber anunciou, na segunda-feira 17, um prejuízo de US$ 2,8 bilhões em 2016. O [...]
Ver mais

Recomendadas