Negócios

GOL revisa metas financeiras em 2017

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes anunciou nesta segunda-feira, 19, um aumento nas suas projeções financeiras para o ano de 2017. A nova projeção da empresa é de margem Ebitda entre 12% e 14% em 2017, ante previsão inicial de 11% a 13%. Já a margem operacional (ebit) deve ficar entre 7% e 9%. Anteriormente, a meta era de margem operacional entre 6% e 8%.

Segundo a aérea, a revisão tem por base os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2017 e prévios de tráfego para os cinco primeiros meses do ano, além da melhora nos desempenhos operacional e financeiro, e o compromisso da companhia com a disciplina na oferta.

A empresa projeta ainda lucro por ação entre R$ 0,38 e R$ 0,52 e uma alavancagem, medida pela relação dívida Líquida/Ebitda de cerca de 4,2 vezes. O arrendamento de aeronaves devem ficar em cerca de R$ 1 bilhão.

Outras projeções foram mantidas, como a frota operacional média de 115 aeronaves, variação na oferta (ASK) entre 0% e -2%, variação nos assentos totais entre -3% e -5% e taxa de ocupação média entre 77% e 79%. “Os yields deverão aumentar principalmente devido à disciplina na oferta”, afirma.

O CASK ex-combustível para o ano deve ficar em cerca de R$ 0,14, estável em relação a 2016. Segundo a empresa, os custos com combustíveis por ASK devem crescer menos do que previamente esperado devido ao menor aumento projetado para os preços do petróleo.