Edição nº 1019 19.05 Ver ediçõs anteriores

GoDaddy atinge a maturidade

A empresa americana de registro de domínios de internet e de hospedagem de sites GoDaddy, a maior do mundo nessa área de atuação, ficou conhecida com uma estratégia agressiva. Ela comprava custosos espaços comerciais na transmissão televisiva do Superbowl e exibia propagandas bastante chamativas. Muitas delas com forte apelo sexual e que chegavam a ser caracterizadas de sexistas (uma busca rápida na internet por GoDaddy Superbowl permite conferir isso). Mas, presente desde o fim de 2013 com escritório no Brasil, a companhia mudou de fase em suas propagandas. “Trabalhamos forte para construir um posicionamento para ajudar os empreendedores de micro e pequenas empresas”, diz Cristiano Mendes, diretor de desenvolvimento de negócios para a América Latina. E isso ficou claro na estratégia que tem adotado no Brasil, com campanhas assinadas pela agência Momentum.

As duas primeiras fases da campanha mostraram o pug que é símbolo da marca anunciando a chegada da empresa e atendendo como um guru que prevê o futuro, e, agora, ela prepara a chegada no ar de uma terceira fase. A mudança de posicionamento tem relação com dois fatores: a empresa já conseguiu alcançar a atenção inicial necessária para o crescimento da marca e uma mudança do perfil da gestão. O fundador da GoDaddy, Bob Parsons, é conhecido por ser bastante extrovertido e um tanto controverso. Desde abril de 2014, no entanto, a posição de presidente do conselho de administração é de Blake Irving, que veio do Yahoo. No Brasil, a equipe foi montada pelo mexicano Rafael Fernández MacGregor, ex-Microsoft, e que trouxe diversos executivos que já atuaram na empresa de Bill Gates.


Mais posts

Para o banco Sofisa, o original é ele, mas vai precisar responder ao Conar

O Banco Original, da holding J&F, também dona da JBS e da Eldorado Celulose, está investindo forte para desenvolver a sua [...]

E o Oscar vai para…

O filme Spotlight – Segredos Revelados pode ter sido o vencedor do Oscar de melhor filme, no domingo 1, mas quem pode [...]

A crise é a nossa especialidade

Bate-papo com Juan Carlos Ortiz, presidente da DDB Latina e chairman de criação para as Américas

A Weber Shandwick está feliz com o Brasil

Os resultados de 2015 e as expectativas de faturamento para este ano no Brasil não têm agradado as grandes redes [...]

"Quando apresentamos o preço para comprar agências no Brasil, os americanos não acreditam"

Bate-papo com Abaete de Azevedo, presidente da DAS e da Rapp na América Latina
Ver mais