Rss

Colunas

Mídia & Cia

Amigo de fé

Nº edição: 861 | 17.ABR.14 - 17:00

Você gostaria de receber congratulações do ator Tony Ramos (à esq.)? É o que ele faz na nova série de filmetes que protagoniza para o frigorífico Friboi, da JBS

por Carlos Eduardo Valim

Campanha

 
Você gostaria de receber congratulações do ator Tony Ramos (à esq.)? É o que ele faz na nova série de filmetes que protagoniza para o frigorífico Friboi, da JBS. Basta um personagem pronunciar o bordão “Com certeza, Friboi” que logo surge Tony Ramos para parabenizá-lo por ter comprado carne da marca. Agora a campanha, lançada no ano passado, também incorpora músicas de Roberto Carlos, depois que o cantor foi integrado à ação publicitária com o polêmico comercial em que anuncia ter voltado a comer carne. Criados pela agência Lew’Lara\TBWA, os três novos filmes trazem os clássicos Como é grande o meu amor por você, ao mostrar um almoço em família, Amigo de fé, que toca em um churrasco entre amigos, e O portão, quando uma mulher faz compras em um açougue.
 
40.jpg
 
 
 
Mercado

Ano promissor
 
Os investimentos em campanhas online devem superar os R$ 7 bilhões neste ano no País, o que significaria um crescimento de 25% em comparação com o ano passado, segundo pesquisa do Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil). Dessa forma, a participação da internet deve chegar a 18% do faturamento total da publicidade brasileira.
 
 
 

Marca

Banho de loja
 
A empresa de comércio eletrônico Dafiti está promovendo uma reformulação completa de sua marca, que envolve mudanças no logotipo, como forma de se posicionar mais como uma empresa de moda. O redesenho, que se estende ao próprio site, foi executado pela agência Cherry Plus. A Dafiti espera aumentar em 10% o tempo de navegação, as páginas acessadas por visita e a conversão em vendas. A transformação também envolve uma nova campanha publicitária de tevê. 
 
41.jpg
 
 
 
 
Agências

Triplo expediente
 
João Livi, vice-presidente de criação da Talent, ganhou duas importantes novas funções para ocupar. Ele foi nomeado para o conselho mundial de criação do grupo Publicis Worldwide. Também na semana passada, recebeu convite para fazer parte da diretoria executiva da Fundação Bienal de São Paulo.
 
42.jpg
 
 

Internet

Vai um emprego aí?
 
Um vídeo viral, da empresa americana de cartões de presentes American Greetings, chamou a atenção na internet ao oferecer um emprego em que os candidatos precisam passar a maior parte do tempo em pé, trabalhar horas ilimitadas e sem férias ou folgas no fim de semana. No fim do filme, é revelado que esse tipo de emprego já é exercido no mundo inteiro por mães. Foi uma forma que a companhia encontrou para chamar a atenção para o Dia dos Mães.
 
43.jpg
 
 

Bate-papo

Luiz Bolognesi, sócio- diretor da Buriti Filmes
 
O cineasta, que dirigiu Bicho de sete cabeças e a animação Uma história de amor e fúria, leva a sua produtora à tevê com a série de documentários Educação.doc, vendida ao programa Fantástico, da TV Globo, e ao canal fechado Globonews. Ele fala à DINHEIRO sobre o momento das produtoras independentes:
 
44.jpg
 
É possível manter uma produtora com receita recorrente, sem fazer publicidade?
A Buriti trabalha só com a criação de conteúdo, como documentários para tevê e ficção para cinema. Hoje, o Brasil vive uma pressão de demanda, devido ao crescimento da participação de mercado do cinema brasileiro nas salas de exibição e à criação da reserva de mercado no horário nobre na tevê paga.
 
Há dificuldades em atender esse novo mercado?
É um problema bom. A demanda hoje é maior do que todas as produtoras podem atender juntas. Faltam diretores, roteiristas e iluminadores.
 
Foi fácil encontrar financiamento para um documentário sobre educação?
O tema tem muita repercussão hoje e tem trazido audiência. Conseguimos produzir com 75% de investimentos diretos, por meio de patrocínios de CCR, Editora Moderna, Fundação Telefônica/Vivo e Instituto Ayrton Senna. Só 25% vieram por intermédio de leis de incentivo.

Muito prazer, Arcelor

Nº edição: 860 | 11.ABR.14 - 20:30 | Atualizado em 16.Apr.14 - 12:15

A gigante da siderurgia ArcelorMittal, controlada pelo bilionário indiano Lakshmi Mittal, quer se aproximar do público brasileiro

por Carlos Eduardo Valim

Campanha

 
A gigante da siderurgia ArcelorMittal, controlada pelo bilionário indiano Lakshmi Mittal, quer se aproximar do público brasileiro. A empresa começa a fazer campanhas publicitárias no País, para ser reconhecida pelo consumidor final como a maior produtora de aço do mundo. A garota-propaganda da empresa é a ex-Miss Brasil e atual apresentadora de programas esportivos da Band, Renata Fan. A bela loira vai ajudar, por meio de dois filmes e de anúncios para revistas e jornais, a popularizar o slogan “ArcelorMittal é aço”. A campanha, criada pela agência Rino Com, também prevê ações promocionais que darão R$ 100 mil em prêmios para clientes da empresa.
 
38.jpg
 
 
 
Produto

Bombril, bom de bola
 
Uma das marcas mais reconhecidas pelos brasileiros, a Bombril adotará um novo nome durante a realização da Copa do Mundo. Criada pela agência Open D!, a embalagem temporária da esponja de aço trará o nome “Bom de Bola”. A campanha também envolverá ações com a garota-propaganda Ivete Sangalo.
 
39.jpg
 
 
 
Impressos

Papel sustentável
 
Entidades representativas de jornais, revistas e da indústria gráfica trarão ao Brasil a campanha da Two Sides, ONG inglesa criada para valorizar o uso do papel na comunicação. A organização prega que a comunicação impressa não agride o meio ambiente, se feita de forma sustentável. Assinaram a ação a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner) e a Associação Brasileira da Indústria Gráfica.
 
 
 
 
Patrocínio

Nissan entra em campo na Europa
 
A montadora japonesa Nissan assinou o maior contrato esportivo de sua história, para patrocinar as quatro próximas temporadas da Liga dos Campeões da Europa, o mais prestigiado torneio interclubes de futebol do mundo. A tradicional patrocinadora da competição, a cervejaria Heineken, também renovou seu acordo. Outras confirmadas para os próximos anos são a Adidas, a Mastercard, a Ford e a Playstation.
 
40.jpg
 
 

Propaganda

Toque francês?
 
A cervejaria Colorado festejará a presença, durante a Copa do Mundo, da seleção de futebol da França, em Ribeirão Preto (SP), onde está baseada. Além de contar com uma cerveja com rótulos em português e francês, a empresa divulgou um vídeo, criado pela Casa Darwin, combinando a beleza da mulher brasileira com uma característica relacionada às francesas. O tal toque francês são axilas não depiladas, representada por carinhas de leão.
 
41.jpg
 
 
 
Bate-papo

Otávio Mesquita, sócio da BR Stars
 
O apresentador, que voltará ao ar neste mês no SBT, acaba de abrir uma empresa para veicular marcas nas contas de celebridades nas redes sociais. A BR Stars tem contratos com Marcos Mion, Sabrina Sato, Marco Luque e Ticiane Pinheiro.
 
42.jpg
 
Qual é o potencial desse negócio?
As celebridades possuem um número de seguidores gigantesco. E, às vezes, as empresas não conseguem abrir contato com elas para fazer ações de marketing em conjunto. Em 45 dias de operação, faturamos R$ 600 mil e esperamos chegar a R$ 3 milhões até o fim do ano. Já temos clientes importantes, como Hellmann’s, Mastercard, Unilever e Visa.
 
Como uma marca deve escolher a celebridade certa para sua campanha?
Primeiramente, precisa entender o ingrediente do sucesso da estrela. Ela precisa ser admirável, ter bons valores, carisma, saber se equilibrar entre não se expor demais e não ser arrogante e demonstrar não ser egoísta.
 
Qual será o maior desafio da BR Stars?
O importante é dar seriedade a esse mercado. Havia celebridades que trocavam postagens na internet por roupas. Hoje, a rede social de uma estrela é uma mídia, e precisa ser tratada da forma correta. A postagem não pode ser muito comercial, para o seguidor não se 
sentir enganado.

Canção chiclete

Nº edição: 859 | 04.ABR.14 - 20:30 | Atualizado em 16.Apr.14 - 16:24

O grupo musical mineiro Skank é responsável por algumas das músicas de maior sucesso do rock e do pop nacional nas últimas duas décadas

por Carlos Eduardo Valim

Internet

 
O grupo musical mineiro Skank é responsável por algumas das músicas de maior sucesso do rock e do pop nacional nas últimas duas décadas. Algumas delas são verdadeiras canções chiclete, daquelas que grudam na cabeça, como Te Ver e Vou Deixar. Agora, fazendo jus à fama, o Skank receberá o patrocínio da goma de mascar Trident, da Mondelez, no lançamento de um novo clipe. Funciona assim: as embalagens do chiclete nos sabores hortelã intenso e melão-limão trarão frases da música Ela Me Deixou. Ao postar no Twitter os trechos encontrados nas embalagens, o consumidor receberá uma parte do clipe relacionado à frase e um link para assistir ao vídeo completo.
 
40.jpg
 
 
 
Regulação

Crianças na sala
 
O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, órgão ligado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, recomenda a proibição da publicidade infantil. A recomendação não tem força de lei, o que só seria possível com uma mudança legislativa no Congresso.
 
 


Marca

Localiza de cara nova
 
A consultoria americana de marcas Interbrand reformulou o logotipo e a identidade visual da locadora de veículos Localiza. Além da mudança gráfica, a principal novidade é o uso de cores diferentes para representar os três negócios da empresa: verde para aluguel, laranja para a venda de seminovos e azul para a gestão de frotas.
 
41.jpg
 
 
 
 
Agência

Filho pródigo
 
Depois de três anos separados, a marca Skol voltará a ser atendida pela agência Bferraz, do grupo ABC. A empresa, que também conta com a volta de seu fundador, Bazinho Ferraz, ao comando, ficará responsável pelos patrocínios musicais da cerveja, retomando a parceria que durou de 2000 a 2011 e rendeu a criação de festivais como o Skol Beats.
 
42.jpg
 
 
 
Campanha

Caixa silenciosa
 
A nova propaganda da Caixa, criada pela agência Artplan, destaca o fato de o banco ser o único com quatro mil empregados treinados na língua brasileira de sinais. O filme mostra um casal real, de deficientes auditivos, sendo atendido numa das agências da instituição. Para evidenciar o tema do vídeo, a trilha sonora do comercial só entra após alguns segundos de silêncio.
 
43.jpg
 
 
 
Bate-papo

Stefano Zunino, CEO para a América Latina da JWT
 
O executivo assume a posição de CEO para toda a região latino-americana, função que acumulará com o posto de chefe global de campanhas digitais. Zunino, que continuará baseado em São Paulo, fala à DINHEIRO sobre os desafios para a região:
 
44.jpg
 
Como vê o mercado brasileiro?
O que não falta ao Brasil é talento. No mundo digital, o País também está mais avançado do que os outros países da América Latina, mas a diferença está diminuindo. O Brasil também vai sofrer com a falta de infraestrutura sobretudo em telefonia móvel.
 
O País corre o risco de perder investimentos?
O mercado ainda está cheio de oportunidade, mas estou mais cauteloso com a economia. A Aliança do Pacífico está andando de forma mais acelerada do que os países do Mercosul. E está conquistando uma credibilidade que ameaça roubar investimentos do Brasil.
 
Qual é a função de uma grande agência hoje?
As agências que dizem que podem fazer tudo estão mentindo. Uma boa parte da comunicação e da experiência de marca continua sendo o negócio principal, mas nós não construiremos sistemas complexos e plataformas de tecnologia. A JWT está completando 150 anos em 2014. Somos velhos porque somos bons e mantemos o espírito de pioneirismo.

Marcas dentro do ritmo

Nº edição: 858 | 28.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 13.Apr.14 - 15:12

A temporada dos grandes shows no Brasil começou. E com ela os patrocínios às maiores atrações internacionais

por Carlos Eduardo Valim

Música

 
A temporada dos grandes shows no Brasil começou. E com ela os patrocínios às maiores atrações internacionais. O destaque vai para as marcas de bebidas. A Ambev, que já investe no festival Skol Beats, decidiu promover seu energético Fusion Energy Drink com o patrocínio a dois dos DJs mais famosos do mundo: os holandeses Hardwell e Armin Van Buuren. Outra marca da Ambev, a Budweiser renovou o acordo com as empresas de eventos XYZ e T4Fun para apoiar seus shows de 2014, entre eles os dos grupos americanos de rock Guns n’ Roses e 30 Seconds to Mars. Já a Pepsi será o refrigerante do festival Lollapalooza, que acontecerá em São Paulo nos dias 5 e 6 de abril.
 
41.jpg
 
 
 
Campanha

Talento em dobro
 
A Sadia uniu as atrizes Fernanda Montenegro (à dir.) e Fernanda Torres para promover os frangos sem hormônios da marca. Na propaganda criada pela DPZ, mãe e filha contracenam com o garoto-propaganda Juvenal, que ouve mais uma vez o bordão “Nem a pau, Juvenal!”, quando vai sugerir produto da concorrência.
 
42.jpg
 
 

Marca

Tudo novo na Nextel
 
A nova campanha da Loducca para a Nextel traz como garotos-propaganda a surfista Maya Gabeira, o ator Mateus Solano e o jogador de futebol Thiago Silva. Eles falam sobre momentos de transformação de suas vidas, como forma de destacar as mudanças nos serviços prestados pela operadora.
 
43.jpg
 
 
 
Esporte

Liberty na Copa
 
A Liberty Seguros vai envelopar os oito milhões de álbuns da Copa do Mundo que a Panini pretende vender nos próximos meses. Desde que se tornou patrocinadora oficial do torneio, a seguradora deu um salto da nona para a quinta posição em estudo de top of mind do setor realizado pela empresa de pesquisas TNS.
 
44.jpg
 
 
 
Agências

Agito no mercado
 
Uma série de mudanças aconteceu nas agências. A executiva Fiamma Zarife, ex-Samsung, assumiu o cargo de vice-presidente de atendimento e novos negócios na Riot. Já Luciana Schwartz, ex-IG, será vice-presidente de mídia da Wunderman. Na NBS, Carlos André Eyer foi promovido a diretor de criação.
 
 
 
 
Bate-papo

Armando Ruivo, sócio executivo da Trator Filmes
 
Com a audiência de vídeos publicitários na internet em alta e a exigência de cotas de conteúdo nacional na tevê paga, o mercado de produtoras vive um período de expansão dos negócios. O executivo, ex-Hungry Man e grupo Estado, chegou para ajudar os outros sócios da Trator, Alex Miranda e Gabriela Lemos, a aproveitar o bom momento. Ele falou à DINHEIRO:
 
45.jpg
 
Como vê o momento do audiovisual?
Dentro do bolo publicitário, a produção de vídeo representa por volta de 20%. Mas ela tende a crescer. Há expansão na internet, na tevê por assinatura e na tevê aberta.

Qual o principal impacto maior disso no mercado?
Há muitas produtoras nascendo para aproveitar essa nova onda. Muitas fazem um trabalho OK, mas muita coisa produzida parece teatro filmado. Só o tempo determinará quem vai sobreviver. Mas será preciso inteligência, capacidade de produção e principalmente um bom produto final.
 
Os vídeos para a internet vão dominar a produção?
Hoje, 60% do nosso faturamento vêm de filmes de 30 segundos para tevê, mas é uma tendência inevitável que a web venha a representar a maior parte da receita num futuro muito próximo.

Duas décadas de legado

Nº edição: 857 | 21.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 06.Apr.14 - 17:59

O Instituto Ayrton Senna, organização sem fins lucrativos criada pelo ex-piloto brasileiro para aprimorar a educação no Brasil, direcionará todas as suas ações de 2014 para homenagear os 20 anos de sua morte

por Carlos Eduardo Valim

Campanha

 
O Instituto Ayrton Senna, organização sem fins lucrativos criada pelo ex-piloto brasileiro para aprimorar a educação no Brasil, direcionará todas as suas ações de 2014 para homenagear os 20 anos de sua morte. A começar por um filme para a internet, que estreou na sexta-feira 21. O conceito desenvolvido pela agência JWT parte do slogan “Jamais vai existir outro Senna, mas todo mundo pode ser, a cada dia, um pouco mais Ayrton”, como forma de estimular as pessoas a assumir o perfil solidário do ex-piloto. O logotipo da campanha já foi utilizado pela equipe Williams de Fórmula 1, pela qual Senna correu.
 
42.jpg
 
 

Produto

Natura radicaliza
 
Conhecida por relacionar seus produtos com saúde e meio ambiente, a Natura lança a fragrância Kaiak Extremo. Como o nome já indica, a propaganda, criada pela agência Taterka, traz, desta vez, imagens de esportes radicais.
 
44.jpg
 
 
 
Personagem

Vamo ajudá, pessoar!
 
O personagem Chico Bento, do ilustrador Mauricio de Sousa, será embaixador da World Wide Fund for Nature (WWF), ONG de proteção da natureza. Ele aparece num curta-metragem lançado na quinta-feira 20, Dia Mundial da Água, para promover a proteção das nascentes do Pantanal mato-grossense.
 
 
 

Garota-propaganda

Sensação boa
 
A cantora colombiana Shakira é o novo rosto global para os iogurtes Activia, da francesa Danone. Ela estreou em uma propaganda em que canta sua música Dare to Feel Good (ouse se sentir bem, em inglês).
 
45.jpg
 
 
 
Marketing

Seleção do Guaraná
 
O Guaraná Antarctica lançou cinco filmes para divulgar sua promoção para a Copa do Mundo, que dará dez mil prêmios aos consumidores, incluindo casa, carro, televisor e notebook. Narrados pelo apresentador Fausto Silva, eles contam com o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, e os jogadores Neymar (à dir.) e Bernard.
 
46.jpg
 
 
 
Bate-papo

Alexandre Ugadin, vice-presidente de mídia da FCB Brasil
 
O executivo, que será um dos palestrantes do III Encontro de Mídias, a ser realizado no dia 3 de abril, em São Paulo, fala sobre a importância de as agências saberem comprar espaços publicitários para os anunciantes.
 
47.jpg
 
O Brasil é uma referência em criação publicitária. Mas a área de mídia tem o mesmo destaque?
O mercado nacional deveria valorizar mais o profissional de mídia. Afinal, ele tem uma posição muito importante aqui. Nos Estados Unidos, apenas 44% dos investimentos de compra de mídia passam por esses executivos. Já, no Brasil, 72% dos orçamentos são decididos por eles.
 
Por que tanta diferença?
No mercado americano, muita receita vai diretamente para eventos e para o setor de entretenimento. E também o espaço de mídia é negociado quase como num banco, em que é adquirido em grande quantidade e depois revendido aos anunciantes. Aqui, tudo é comprado apenas depois da criação da campanha.
 
Os profissionais brasileiros são preparados para lidar com tanta influência?
Hoje, para exercer a profissão, é preciso passar por uma prova, assim como os advogados. É uma área técnica, na qual se precisa estar capacitado matematicamente. O executivo virou um negociador.

A poderosa Gisele

Nº edição: 856 | 14.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 13.Apr.14 - 17:50

A supermodelo brasileira Gisele Bündchen encarna a poderosa e charmosa chefona da família Sky, em nova propaganda para a empresa de tevê por assinatura

por Carlos Eduardo Valim

Campanha

 
A supermodelo brasileira Gisele Bündchen encarna a poderosa e charmosa chefona da família Sky, em nova propaganda para a empresa de tevê por assinatura. Os capangas da bela são o lutador Vitor Belfort e o ator Augusto Madeira, que pressionam, à moda dos mafiosos italianos, quem ainda não possui a tevê por assinatura. Criado pela agência FCB Brasil, o comercial dá início à campanha de 2014 da Sky, que terá Gisele como protagonista pelo quinto ano seguido. A produção é de cinema, literalmente. Além de usar a trilha sonora original do filme O poderoso chefão, a propaganda conta com figurinos desenhados por Colleen Atwood, três vezes vencedora do Oscar. Em outra frente, a modelo vai inaugurar, em maio, uma loja de lingeries em São Paulo, em parceria com a Hope, que será chamada de Gisele Bündchen Intimates.
 
41.jpg
 
 

Propaganda

Amuleto da sorte
 
A Lupo está incentivando, por meio de um novo comercial, que as mães, esposas e namoradas deem um fim nas famosas cuecas da sorte utilizadas pelos homens para torcer por seus times. Criada pela agência Africa, a campanha apresenta um modelo da marca que traz desenhos de símbolos da sorte, como ferraduras e trevos de quatro folhas.
 
42.jpg
 
 

Agência

Novo batismo
 
Demorou, mas a Giovanni+Draft FCB tirou de seu logotipo o nome de seu fundador, Paulo Giovanni, que não atua mais na agência desde 2007. Agora, a agência passa a assinar as suas campanhas como FCB Brasil. Giovanni é o atual presidente da Leo Burnett Tailor Made.
 
 
 

Patrocínio

Lusa no tapetão
 
A equipe paulista Portuguesa conseguiu um novo patrocinador para 2014, a fabricante de tapetes Tabacow. A ironia é que o clube tenta se livrar de um rebaixamento para a segunda divisão do Campeo­nato Brasileiro, depois de ter perdido quatro pontos no “tapetão”, o que beneficiou o Fluminense.
 
43.jpg



Copa

Joga pra mim!
 
A Sadia lança a sua campanha para a Copa do Mundo, apostando nas crianças. O filme para tevê, criado pela F/Nazca Saatchi & Saatchi, mostra brasileiros com menos de 12 anos, que nunca viram o País ganhar uma Copa do Mundo, pedindo para a seleção jogar por eles. Já a Coca-Cola escolherá jovens entre 12 e 17 anos para carregar as bandeiras nos jogos da Copa. Serão escolhidos os que gravarem os melhores gritos de torcida em cabines nos shopping centers da BR Malls, no Rio de Janeiro. 
 
44.jpg
 
 
 
Bate-papo

Fernando Guntovitch, presidente do conselho da Worldwide Partners Inc.
 
Primeiro brasileiro a liderar a WPI, a maior rede de agências independentes do mundo, e presidente da agência The Group, o empresário fala à DINHEIRO sobre os desafios da publicidade para o ano:
 
45.jpg
 
Qual é a expectativa de negócios para 2014?
A cada trimestre, a WPI faz uma pesquisa com as agências da rede, que hoje somam 85 empresas de 51 países, para entender o mercado global. Para 2014, a sensação é a de que será um ano diferente. Por toda a movimentação econômica, após o fim da crise, as agências esperam faturar mais, mas não acham que vão ampliar os seus lucros.
 
Como isso vai acontecer?
As agências vão precisar trabalhar mais para ter um lucro igual ou até um pouco inferior ao de 2013. Dessa forma, precisam contratar para dar conta do maior volume de tarefas necessário.
 
E no Brasil?
Sabemos como o ano começa e não temos ideia de como vai terminar. Com o Carnaval caindo em março e a Copa bem no meio do ano, o início de 2014 está muito agitado. Os anunciantes anteciparam os investimentos. Estamos faturando mais agora, mas, depois da Copa e com as eleições logo em seguida, não sabemos se haverá um certo marasmo no segundo semestre.

A nova coroa do rei

Nº edição: 855 | 07.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 06.Apr.14 - 22:53

O rei do futebol, Pelé, será majestoso mais uma vez durante a Copa do Mundo deste ano. Mas, desta vez, fora dos campos, como embaixador da marca da varejista francesa Carrefour

por Carlos Eduardo Valim

Campanha

 
O rei do futebol, Pelé, será majestoso mais uma vez durante a Copa do Mundo deste ano. Mas, desta vez, fora dos campos, como embaixador da marca da varejista francesa Carrefour. Duas novas propagandas mostram o ex-craque da camisa 10 da Seleção Brasileira e do Santos apresentando, em ritmo de samba, os seus decretos para a torcida curtir a Copa. A campanha é da agência Leo Burnett Tailor Made. Pelé fez as suas primeiras propagandas para o Carrefour no ano passado, em campanha voltada para a Copa das Confederações.
 
40.jpg
 
 
 
Marca

Maçã admirada
 
Pela sétima vez, a Apple foi a marca mais admirada do mundo, segundo o ranking da revista americana Fortune. A surpresa aconteceu com a tomada da segunda posição do Google pela Amazon. As primeiras empresas de fora do setor de tecnologia na lista são a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, e a Starbucks.
 
 
 
 
Marketing

Patrocínio hermano
 
A brasileira Netshoes, de comércio eletrônico, vai patrocinar o time com o maior número de títulos do futebol argentino, o River Plate. A parceria também prevê uma loja virtual do clube, administrada pela Netshoes, que fará entregas em toda a Argentina de produtos oficiais e licenciados.
 
41.jpg
 
 
 
Produtos

O Chelsea amarelou
 
Os jogadores do Chelsea, o mais brasileiro dos clubes ingleses, viraram personagens da animação americana Os Simpsons. O acordo do clube londrino com a Twentieth Century Fox Consumer Products permitirá a venda de produtos com versões amareladas dos jogadores da equipe, que conta com os jogadores da Seleção Brasileira David Luiz, Ramires, Oscar e Willian, pintados como os personagens da série.
 
42.jpg
 
 
 
Internet

Isto não é um cachimbo
 
A agência Grey Brasil criou para o energético Burn, da Coca-Cola, um vídeo online, digamos, bastante surreal. Mostra um homem com roupas que lembram as dos anos 1960 cantando que não se deve olhar para trás, enquanto segue, literalmente, o seu coração. O vídeo foi filmado pela produtora Hungry Man e contará com campanha nas redes sociais da agência Movimento, da holding Flag.
 
43.jpg
 
 

Bate-papo

Luiz Calainho, presidente da L21 Participações
 
Dono da holding de 12 empresas, que incluem agências de marketing, empresas de entretenimento e de gravação musical, Calainho fala à DINHEIRO sobre os seus negócios e as tendências para esses setores:
 
44.jpg
 
O patrocínio cultural pode sofrer neste ano uma concorrência com os investimentos em esportes?
Não acho que o esporte continue concorrendo com a cultura nos orçamentos de marca. Essa mudança veio de um processo de evolução do patrocínio cultural. O consumidor mudou e a mensagem que vem da área de entretenimento é diferente.
 
Então, 2014 começou bem para o setor?
Tenho sentido que sim, nos primeiros dias do ano. Há mais marcas que estão pensando em cultura como pilar de relacionamento com o cliente, incluindo empresas que não costumavam investir muito no setor, como Multiplus, Grendene, Bradesco Seguros e Raízen.
 
Uma de suas empresas, a Musickeria, é uma espécie de gravadora moderna. Qual é o modelo de negócios?
A gravadora clássica grava e lança a música no mercado. Nós somos produtores de conteúdo, como gravações e shows, que são plataformas musicais às quais as marcas se conectam. Agora, por exemplo, vamos lançar um songbook do Zeca Pagodinho.

Propaganda de mau gosto

Nº edição: 854 | 28.FEV.14 - 13:00 | Atualizado em 29.Mar.14 - 07:00

Seria natural imaginar que um patrocinador oficial da Copa do Mundo sabe explorar bem as oportunidades que o maior evento esportivo do planeta pode proporcionar à sua marca

por Carlos Eduardo Valim

Propaganda

 
Seria natural imaginar que um patrocinador oficial da Copa do Mundo sabe explorar bem as oportunidades que o maior evento esportivo do planeta pode proporcionar à sua marca. Mas não é o que tem acontecido com a alemã Adidas, que também é fornecedora do uniforme de diversas seleções participantes. Pegou mal no Brasil a descoberta de que a empresa vende em sua loja eletrônica nos Estados Unidos camisetas relacionando o País a sexo. Em uma delas, há a inscrição de dupla conotação “Lookin’ to score” (em busca da pegada), ao lado de uma garota de biquíni; e em outra, na frase “I love Brazil”, a palavra “love” é representada por um coração que se parece com nádegas. A Embratur, empresa responsável pelo turismo no Brasil, não gostou e enviou uma reclamação à empresa. A Adidas, em resposta, retirou as camisetas de circulação e disse que se trata de um produto exclusivo para o mercado americano.
 
42.jpg
 
 

Agências

Rearranjo na equipe
 
Um ano após vender o controle de sua agência iThink para a americana SapientNitro e assumir a presidência local da empresa, Marcelo Trípoli foi nomeado chefe de criação para a América Latina. Para cuidar das operações, foi contratado como vice-presidente e diretor de operações da SapientNitro o executivo Raffael Mastro­cola, que era CEO da Havas Digital.
 
43.jpg
 
 

Marketing

País das embaixadas
 
A PepsiCo promove pela internet a maior roda virtual de embaixadinhas do País do futebol. Os usuários podem enviar vídeos mantendo a bola de futebol no ar com os amigos. Eles serão editados em série. Felipe Andreoli, humorista do programa de tevê CQC, divulga a ação.
 
44.jpg
 
 

Esportes

BB em alta velocidade
 
O Banco do Brasil assinou contrato de patrocínio com a escuderia britânica Williams, para a temporada 2014 da Fórmula 1. O anúncio se segue à escolha do brasileiro Felipe Nasr, apoiado pelo banco, para ser o primeiro piloto de testes da equipe. Também fazem parte da Williams o piloto Felipe Massa e a patrocinadora Petrobras.
 
45.jpg
 
 
 
Mercado

Segundo semestre salvador
 
A expansão do setor publicitário em 2013 superou o crescimento da inflação e do PIB. A alta foi de 6,8% em relação a 2012, segundo dados do Pro­jeto Inter-Meios. Com isso, o setor movimentou R$ 32,2 bilhões em investimentos publicitários, com destaque para a expansão em tevê. O resultado foi conseguido com o aquecimento de negócios no segundo semestre.
 
 
 
 
Bate-papo

Carolina Vanuci, diretora-geral da Labstore
 
A agência de origem espanhola e atual braço de marketing da Y&R aportou no Brasil em junho de 2013. Carolina, responsável pela gestão da agência, fala sobre as diferentes formas de marketing e a evolução desse mercado no País.
 
46.jpg
 
Qual é a diferença entre o “live marketing” e o marketing no ponto de vendas?
O primeiro é o marketing promocional e envolve também eventos. Ele estuda o comportamento da pessoa em toda a jornada de consumo. Já o marketing de ponto de vendas acontece no local e no momento da compra. E nem sempre quem utiliza o produto é a pessoa que o adquire. Por exemplo, as mulheres compram lâminas de barbear e artigos para bebês.
 
Qual é o nível de evolução dessas categorias no Brasil?
Quando se estuda o que é feito no Exterior, percebemos que estamos no começo. Mas o interesse cresceu muito nos últimos três anos. Para alguns anunciantes ainda falta maturidade. Já para os executivos da P&G esses conceitos estão muito claros.
 
Há formas de se medir o sucesso dessas ações?
Em alguns casos, sim. Temos propostas de instalação de câmeras em diferentes pontos dos mercados, com variação dos materiais promocionais, para saber quais têm mais impacto nas vendas.

Roncam os motores

Nº edição: 853 | 21.FEV.14 - 20:30 | Atualizado em 18.Apr.14 - 09:41

Os motores estão aquecidos para a Copa do Mundo de 2014. Pelo menos por parte das montadoras que estão ligando os seus lançamentos ao evento que começa no dia 12 de junho

por Carlos Eduardo Valim

Copa-1

 
Os motores estão aquecidos para a Copa do Mundo de 2014. Pelo menos por parte das montadoras que estão ligando os seus lançamentos ao evento que começa no dia 12 de junho. A Audi escolheu como local para apresentar o seu A3 Sedan uma pista de testes montada no estacionamento do Estádio Arena das Dunas, em Natal, que receberá quatro partidas do torneio, incluindo Itália X Uruguai, no dia 24 de junho. Já a coreana Hyundai lançou o HB20 Edição Copa do Mundo Fifa, uma série especial do seu modelo HB20. O automóvel conta com uma central multimídia equipada com tevê digital e estará disponível nas carrocerias hatch e sedã.
 
40.jpg
 


Copa-2

São tantas emoções
 
O cantor Roberto Carlos foi o primeiro consumidor a ter a oportunidade de dar uma mordida no novo chocolate da Garoto em formato de troféu da Copa do Mundo Fifa. Ele recebeu o produto, fabricado especialmente para o torneio, antes do seu lançamento oficial.
 
41.jpg
 


Anunciantes

Salto internacional
 
A executiva brasileira Luciana Féres foi promovida da direção de marketing das operações no País para um posto na diretoria global da Coca-Cola. Ela será responsável pelas ações globais de sabores e marcas adultas de refrigerantes de Atlanta, nos EUA.
 
 
 
 
Marca

Mudança da cabeça aos sapatos
 
A Netshoes reformulou seu posicionamento de marca e logotipo. Com consultoria da Interbrand, a empresa de comércio eletrônico aposta em uma identidade visual mais colorida. Será a segunda grande reformulação feita pela Netshoes, fundada em 2000, que retocou o visual em 2007, quando abandonou a operação de lojas físicas. A estratégia também contará com os serviços da agência DM9Sul para as campanhas de internet e de mídia impressa.
 
42.jpg
 
 

Criatividade

As mais inovadoras
 
A Gopro, fabricante americana de câmeras de pequeno porte que podem ser acopladas a quase tudo, foi considerada a empresa mais inovadora em publicidade, segundo a revista Fast Company. Para mostrar as possibilidades de suas câmeras, a empresa criou vídeos publicitários “dirigidos” por cachorros e até águias em voo. Em segundo lugar, ficou a Samsung e, em terceiro, a sueca Volvo Trucks. A agência americana Pereira & O’Dell, fundada pelo brasileiro P.J. Pereira, ligada ao grupo ABC, do publicitário Nizan Guanaes, classificou-se em quarto lugar.
 
43.jpg
 
 

Bate-papo

Washington Olivetto, presidente do conselho da WMcCann
 
O celebrado publicitário chama mais uma vez a atenção ao convencer a apresentadora Fátima Bernardes a fazer a sua primeira incursão como garota-propaganda, para a marca Seara, adquirida pelo grupo JBS. Olivetto falou à DINHEIRO sobre a campanha e sobre criatividade:
 
44.jpg
 
Por que a escolha de Fátima como garota-propaganda?
Queria unir o poder de sedução da propaganda com a credibilidade do jornalismo. A Fátima é muito cuidadosa com a própria imagem e a tornamos protagonista e coautora das ações, já que ela poderá escolher as próprias palavras.
 
Qual é a sua técnica para incentivar a criatividade?
A WMcCann faz publicidade para vender produtos e para construir marcas, como todas as agências, mas com uma ambição de entrar na cultura popular brasileira. Sou ligado a muita gente da cultura popular. Então, a cada 15 dias, reúno o pessoal da agência para mostrar um disco que vai sair ou um programa prestes a entrar no ar.
 
No que é interessante esse diálogo com a cultura?
A propaganda nacional está num momento em que precisa mais do que nunca recuperar a sua brasilidade. Para fazer ações com a capacidade de concorrer internacionalmente, ela perdeu a sua cor local. Com isso, tornou-se menos eficiente.

Pergunta lá!

Nº edição: 852 | 14.FEV.14 - 20:30 | Atualizado em 16.Apr.14 - 10:04

A campanha "Pergunta lá no posto Ipiranga", feita para a rede de combustíveis do grupo Ultra, será reforçada por seis novos filmes para a temporada 2014

por Carlos Eduardo Valim

Campanha

 
A campanha “Pergunta lá no posto Ipiranga”, feita para a rede de combustíveis do grupo Ultra, será reforçada por seis novos filmes para a temporada 2014. Em um dos novos vídeos, alguns dos personagens de mais sucesso da série, criada pela agência Talent há três anos, participam de um número musical. Outros vídeos mostram mafiosos italianos e até astronautas recebendo a famosa dica de que deveriam ir resolver os seus problemas nos postos Ipiranga. Mais uma vez, os filmes são dirigidos pelo cineasta Fernando Meirelles (Cidade de Deus) e por Quico Meirelles, da produtora O2 Filmes.
 
43.jpg
 
 

Marketing

Dia de jogo ou de namoro?
 
A Brahma, uma das marcas de cerveja da Ambev, está propondo a antecipação do Dia dos Namorados para o dia 11 de junho. Afinal, no dia 12, acontecerá a abertura da Copa do Mundo FIFA, com o jogo entre Brasil e Croácia, em São Paulo. A campanha Movimen­to 11, criada pela agência Africa, será desenvolvida com ações na internet.
 
44.jpg
 
 
 
Esporte

Gosto de medalha
 
Um dos gestos mais comuns aos vencedores de competições olímpicas é a mordida na medalha. A propaganda do McDonald’s para os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontece em Sochi, na Rússia, compara essa comemoração com uma mordida em seus lanches, por parte dos torcedores.
 
45.jpg
 
 

Vídeo

Os anos 1980 voltaram
 
O novo vídeo de segurança de voo da americana Delta Airlines chamou a atenção na internet, ao apresentar uma série de referências aos anos 1980. Enquanto uma comissária explica os procedimentos, são apresentados passageiros com penteado e roupas da época, que jogam Atari e dançam break. Entre eles, está até Alf, o ETeimoso.
 
46.jpg
 


Internet

Os campeões da rede
 
A Socialbakers, empresa de pesquisas de audiência de redes sociais, anunciou as marcas brasileiras campeãs de janeiro. O Guaraná Antarctica lidera no Facebook, com 16,7 milhões de fãs. No Twitter, a conta Claro Ronaldo, do ex-atacante do Corin­thians, garoto-propaganda da operadora de telefonia, tem 3,6 milhões de seguidores. Já os vídeos do banco Itaú tiveram o maior número de visualizações no YouTube.
 
 
 
 
Bate-papo

Celso Loducca, sócio da agência Loducca
 
Depois de registrar um forte crescimento nas receitas, nos últimos dois anos, Loducca fala sobre a gestão de sua agência e os riscos do mercado publicitário, em 2014.
 
47.jpg
 
O que espera para 2014?
O ano será dividido entre antes e depois da Copa. Muitas empresas vão tentar antecipar as suas metas. Não posso falar pelas demais agências, mas devemos ir bem, devido ao momento dos nossos clientes.
 
O mercado está em risco?
Tenho a sensação de que, do jeito que está, vamos ter problemas. A atividade está sendo desvalorizada. Os clientes sabem o valor das agências, mas não querem pagar por isso. Pagando pouco, os talentos somem. As pessoas talentosas querem ser reconhecidas, inclusive financeiramente.
 
Isso se reflete na gestão interna da agência?
Quero criar o ambiente mais saudável possível, para que a criatividade apareça. Tem gente que acredita no grito e na pressão. Não são métodos ineficientes, mas não são sustentáveis. A rotatividade aumenta e as pessoas ficam mais doentes.
índice de matérias edições anteriores edições especiais assine a revista

© Copyright 1996-2011 Editora Três
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.