Rss

Colunas

Moeda Forte

A usina de talentos do 3G

Nº edição: 803 | 01.MAR.13 - 21:00 | Atualizado em 15.Apr.14 - 11:10

O executivo Paulo Basílio, 36 anos, é um dos nomes cotados para assumir o comando global da americana Heinz, comprada pelo 3G Capital, de Jorge Paulo Lemann, e pelo investidor Warren Buffet, por US$ 28 bilhões.

por Clayton Netz

Veículos

 
O executivo Paulo Basílio, 36 anos, é um dos nomes cotados para assumir o comando global da americana Heinz, comprada pelo 3G Capital, de Jorge Paulo Lemann, e pelo investidor Warren Buffet, por US$ 28 bilhões. Basílio, que presidiu a empresa de logística ALL, atualmente trabalha no 3G. Ele foi um dos responsáveis pela negociação de compra da companhia de condimentos americana. Caso assuma o posto, Basílio seguirá o caminho trilhado por Alexandre Behring e Bernardo Hess, seus antecessores na ALL, que assumiram funções estratégicas nos negócios de Lemann. O primeiro é sócio do 3G e um dos executivos mais próximos de Lemann. Hess é o CEO global da rede de fast-food Burger King. 
 
109.jpg
 
 

Educação

Valim no conselho da Wizard
 
Pouco mais de um mês depois de sua intempestiva demissão na Oi, o executivo Francisco Valim, já tem onde exibir seu talento: na semana passada, ele assumiu uma cadeira no Conselho de Administração do Grupo Multi, do empresário Carlos Wizard Martins. Sua entrada faz parte da continuidade do processo de profissionalização da Multi, que tem planos de abertura de capital. Detalhe: Valim e Martins são irmãos de fé, fiéis da Igreja Mórmon.
 
110.jpg
 
 
 
Biografia

Um executivo na prateleira
 
O CEO do Magazine Luiza, Marcelo Silva, finalizou o seu segundo livro. A minibiografia, que conta a sua história desde o nascimento em um engenho em Pernambuco, será publicada na segunda metade de março, pela Editora Saraiva. Os primeiro capítulo pode ser lido, com exclusividade, aqui
 
111.jpg
 
 
 
Importação

O catamarã da Olimpíada
 
De olho nas oportunidades que serão criadas pelos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, a XSB Esportes acaba de fechar uma parceria com a empresa holandesa Nacra Sports and Funs Catamarans para a distribuidora exclusiva dos catarmarãs da marca no Brasil. A vedete do portfólio é o modelo Nacra 17, escolhido pela Federação Internacional de Vela (ISAF) para ser o novo barco olímpico, a partir dos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro. O preço para consumidor é € 19.750, excluídos frete e impostos.
 
112.jpg
 
 
 
Abraham Lula: Do povo, pelo povo, para o povo
 
113.jpg
 
 
 
 
Franquias

Neto de Amador Aguiar investe em beleza
 
Norton Aguiar Labes, neto do legendário Amador Aguiar, fundador do Bradesco, resolveu investir na beleza. Sócio da Porto Empreendimentos, ele firmou um acordo com o empresário paranaense Kyrlei Boff, dono da rede de franquias de salões Lady & Lord, para a construção de um centro de formação profissional da tesoura, em São Paulo. O negócio terá investimento inicial de R$ 4,5 milhões. 
 
114.jpg
 
 
 
Curtas
 
A Toshiba Medical, braço de equipamentos hospitalares do grupo japonês, inaugura na próxima semana sua fábrica de equipamentos de diagnóstico de imagem, em Campinas (SP). Serão produzidos ali aparelhos de tomografia computadorizada e ultrassom. Nos próximos cinco anos, a previsão é de investir R$ 60 milhões. 
 
Os consumidores que compram um iPhone e querem usar um chip da Claro vão ficar sem sinal. É que, desde janeiro deste ano, falta o cartão nas lojas da companhia para os modelos 4 e 4S. Funcionários da Claro estimam que, até meados de março, o estoque esteja regularizado.
 
 
 
Colaboraram: Carlos Eduardo Valim, Luis Gustavo Pacete e Ralphe Manzoni Jr.

Brace é o nome da EMS nos EUA

Nº edição: 802 | 22.FEV.13 - 21:00 | Atualizado em 16.Apr.14 - 01:23

Está em fase avançada a estrutura que a EMS, maior fabricante de medicamentos genéricos do Brasil, está montando nos Estados Unidos.

por Clayton Netz

Laboratórios

 
Está em fase avançada a estrutura que a EMS, maior fabricante de medicamentos genéricos do Brasil, está montando nos Estados Unidos. O nome da nova companhia já foi escolhido: Brace. O empresário Carlos Sanchez, que é dono também dos laboratórios Germed, Legrand e Nova Química no Brasil, já contratou executivos para tocar a operação, que está sendo coordenada pelo executivo Vincenz Plorer, vice-presidente de operações da EMS . O objetivo é associar-se com companhias que desenvolvem medicamentos inovadores para lucrar depois quando tiverem seus registros aprovados pela FDA, agência que regulamenta a venda de medicamentos nos EUA. A Brace contará com um comitê científico, com a participação de especialistas americanos, dirigido pelo médico brasileiro Jorge Kalil. No ano passado, o grupo EMS faturou R$ 5,9 bilhões.
 
18.jpg
 
 

A polêmica da carne
 
19.jpg
 
 
 
 
Eletrodomésticos

Cozinha gourmet
 
 O Grupo Mabe, multinacional mexicana de eletrodomésticos, estreia no Brasil a marca Continental One, uma nova linha premium de fogões, fornos, geladeiras e lavalouças. Com investimento de R$ 5 milhões, a empresa, dona das marcas Continental, GE e Dako, já tropicalizou 19 produtos de sucesso no mercado mexicano. 
 
 
 

Alimentação

O novo passo do Dado Bier
 
O grupo Dado Bier, do gaúcho Eduardo Bier, sobrinho do empresário Jorge Gerdau, está dando um novo passo no ramo da alimentação. Fabricante de cervejas artesanais, ele inaugurou o restaurante Dado Garden Grill, no Bourbon Shopping Wallig, em Porto Alegre, depois de dois anos de preparação e investimento de mais de R$ 4,7 milhões.
 
20.jpg
 
 

Máquinas agrícolas

Coreanos de olho no agronegócio
 
O crescimento do agronegócio no Brasil está atraindo mais um fabricante mundial de máquinas: a LS Tractor, subsidiária do grupo LS Mtron, um dos maiores conglomerados coreanos, com vendas anuais de US$ 30 bilhões. Na quarta-feira 27, a empresa fará o lançamento da pedra fundamental de sua primeira fábrica de tratores fora da Ásia, em Garuva (SC), que receberá investimentos de US$ 30 milhões.
 
 
 

Futebol

O caro “fico” de Neymar 
 
A insistência do Santos em manter Neymar no Brasil pode custar caro ao clube. Explica-se: de acordo com um empresário ligado ao presidente santista Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, o contrato de Neymar termina após a Copa de 2014. Nessa data, expira o prazo para a aplicação de qualquer tipo de multa pela transferência do jogador. Aí mora o prejuízo: algumas propostas, como a feita pelo Chelsea, chegam a R$ 160 milhões, equivalente a quase toda a arrecadação do Santos em 2012.
 
21.jpg
 
 
 
Curtas
 
A suíça Nestlé está lançando seu primeiro produto para pessoas com mais de 60 anos no País. É o pó Nutren Senior, que pode ser adicionado a receitas salgadas e doces. Ele foi inteiramente desenvolvimento no Brasil pela Nestlé Health Sciente, durante 18 meses. Países da Ásia, Oceania e África já cogitam importar o pó para maiores feito no Brasil.
 
A paranaense Hydronorth, fabricante de resinas impermeabilizantes para a construção civil, está apostando numa nova linha de produtos sustentáveis para turbinar suas vendas em 2013. Com sede na região de Londrina, a empresa, fundada pelo empresário Amado Góis, deve faturar R$ 132 milhões, neste ano, um crescimento de 10% sobre 2012. 
 
 
 
Colaboraram: Carla Jimenez, Carlos Eduardo Valim, Ralphe Manzoni Jr.

Clube fechado na Bionovis

Nº edição: 801 | 15.FEV.13 - 21:00 | Atualizado em 16.Apr.14 - 01:39

Quem comprar o laboratório brasileiro Aché, que está em negociações avançadas para ser vendido, terá uma cláusula de barreira na Bionovis, associação entre EMS, Hypermarcas, União Química e o próprio Aché, para produção de remédios biológicos.

por Clayton Netz

Laboratórios

 
Quem comprar o laboratório brasileiro Aché, que está em negociações avançadas para ser vendido, terá uma cláusula de barreira na Bionovis, associação entre EMS, Hypermarcas, União Química e o próprio Aché, para produção de remédios biológicos, comandada por Odnir Finotti. Pelo acordo de acionistas, os sócios nacionais detêm obrigatoriamente a mesma participação. Se a Hypermarcas e o BTG, favoritos na disputa pelo passe da farmacêutica das famílias Siaulys, Depieri e Baptista, forem os vencedores, serão obrigados a diluir suas participações, para manter fatias iguais com os demais parceiros. Caso o vencedor seja um estrangeiro, o Aché será convidado a deixar a joint venture. A venda da farmacêutica paulista é um negócio estimado em mais de R$ 10 bilhões. 
 
86.jpg
 
 

Laboratórios 2

Quem gosta de concentração?
 
A entrada da americana CVS, que comprou o controle da Drogaria Onofre, foi considerada um sinal da atratividade do Brasil para o investimento estrangeiro. No entanto, a indústria farmacêutica não está gostando desse rápido processo de consolidação do setor. Explica-se: com redes gigantes, que incluem a Raia Drogasil, DPSP e Brazil Pharma, além da CVS, elas ganham mais força na hora de negociar preços. Resultado: espera-se uma redução nas margens dos laboratórios. 
 
87.jpg
 
 
 
Bebida

Marvada limitada
 
A gaúcha Cachaçaria Weber Haus vai lançar uma cachaça com envelhecimento de uísque escocês. A bebida será produzida a partir de uma aguardente guardada em 18 pipas durante 12 anos – seis deles em madeira de bálsamo, seis em carvalho francês. O blend foi escolhido por 20 especialistas, na semana passada, em Ivoti, a 50 quilômetros de Porto Alegre.
 
 
 

Motocicletas

Cometa acelera previsão
 
Na contramão das expectativas dos empresários do setor, que estimam um crescimento de apenas 1,3% no mercado brasileiro de motocicletas, o grupo mato-grossense Cometa, dono de 16 concessionárias, 11 delas da Honda, espera acelerar suas vendas em 2013. A meta da rede é emplacar 30 mil unidades até dezembro, cerca de 10% a mais do que em 2012. 
 
88.jpg
 
 
 
Mídia

Sintonia curta
 
A tevê não é mais a fonte primária para ver notícias de 20% de consumidores de Brasil, EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Rússia, China e Índia. O dado faz parte de pesquisa da consultoria americana Bain & Company, com seis mil espectadores desses países. Entre os donos de tablets, esse percentual sobe para 50%. 
 
 
 
 
A invasão brasileira nos EUA
 
89.jpg
 
 
 
 
Curtas
 
A fabricante de embalagens sueca Tetra Pak cresceu 9% em 2012, atingindo faturamento de R$ 4,3 bilhões no Brasil. O incremento foi impulsionado pela maior oferta de serviços técnicos na área de envase e processamento. O volume de embalagens também contribuiu para a expansão, especialmente no segmento de sucos (aumento de 25%) e de bebidas de soja (acréscimo de 15%). 
 
A Liga Retrô, rede especializada em réplica de uniformes de seleções e de times do passado, do empresário carioca Marcelo Roisman, deverá chegar ao fim do primeiro semestre de 2013 com seis novas unidades em operação, ampliando sua rede para 16 pontos de venda. A ideia é abrir as novas lojas em cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol
 
 
Colaboraram: Luiz Gustavo Pacete e Rafael Freire

Voo próprio

Nº edição: 800 | 08.FEV.13 - 10:00 | Atualizado em 16.Apr.14 - 00:05

O Rio Quente, do grupo mineiro Algar, comandado pelo empresário Luiz Alexandre Garcia, vai diversificar seus negócios.

por Ralphe Manzoni Jr.

Turismo

 
O Rio Quente, do grupo mineiro Algar, comandado pelo empresário Luiz Alexandre Garcia, vai diversificar seus negócios. A Valetur Turismo, operadora aérea que atendia exclusivamente os turistas que visitavam o Rio Quente Resorts, em Caldas Novas (GO), vai começar a oferecer novos destinos pelo Brasil. Em 2012, a empresa transportou 52 mil pessoas em voos fechados pela operadora. Para 2013, a expectativa é chegar a 100 mil passageiros. Com faturamento de R$ 250 milhões em 2011, a meta é atingir R$ 500 milhões até 2015. 
 
130.jpg
 
 

Telefonia

A nova voz da Nextel
 
A empresa de telefonia Nextel, controlada pela americana NII Holding, estreará seu serviço de voz com a tecnologia 3G só no fim do primeiro semestre deste ano, em São Paulo. A companhia, comandada interinamente por Gokul Hemmady, desde que Sérgio Chaia foi demitido no ano passado, já oferece, no entanto, pacotes de dados com a tecnologia 3G. Trata-se de mais um atraso no cronograma. A rede de terceira geração da empresa deveria ficar pronta no fim do ano passado, mas problemas com fornecedores a impediram de cumprir o prazo. Agora, imaginava-se que até abril o serviço estaria disponível. Por essa razão, até o presidente da NII Holding, Steve Dussek, foi demitido. 
 
131.jpg
 
 
 
Pneus

A arrancada da Michelin 
 
A Michelin apresentará mais de 20 novos produtos mundialmente em 2013. Só no mercado brasileiro serão cerca de dez lançamentos, nos segmentos de motos, pneus de carga, passeio e até modelos para equipamentos de terraplanagem e minas. A agenda de novidades está prevista no plano de investimento de € 1 bilhão, aplicados no Brasil entre 2011 e 2016. Com isso, a companhia espera faturar € 1,4 bilhão na América Latina em 2013. No longo prazo a meta é aumentar sua receita global em 25% até 2015.
 
132.jpg
 
 
 
Cooperativa 

Um holandês no comando da Holambra
 
Troca de guarda na Veiling Holambra, a maior cooperativa de flores e plantas da América Latina. Robert Van Arnhem, que ocupava o posto desde 2006, foi substituído pelo holandês Andreas Petrus van Kruijssen. O novo CEO vai comandar o leilão eletrônico que movimenta R$ 300 milhões por ano e representa 40% do atacadista nacional. 
 
 
 
 
Cartões

Agnaldo Calbucci rumo à Fidelity
 
O brasileiro Agnaldo Calbucci, ex-presidente da espanhola Atento, está de volta ao Brasil. Calbucci, que participou da criação da Atento Brasil e da evolução do mercado de call centers no País e chegou ao topo da hierarquia na matriz, retorna agora para outro mercado: o de cartões de crédito. É cotado para assumir a presidência da Fidelity, empresa de processamento. 
 
133.jpg
 
 
 
Argentina congela os preços
 
134.jpg
 
 
 
 
Curtas
 
A Polícia Federal possui uma nova arma para combater o desmatamento nas florestas do País. A empresa holandesa Gemalto, especializada em segurança, em parceria com a brasileira Cargo Track, de rastreamento de cargas, desenvolveu um equipamento que avisa quando uma árvore é cortada e ainda envia sinais com sua localização para os celulares dos policiais. Menor do que um baralho de cartas, o dispositivo pode ser facilmente escondido em troncos e passa despercebido pelos madeireiros ilegais. 
 
A Coopercentral Aurora, com sede em Chapecó (SC), vai investir R$ 190 milhões, em 2013, na construção de um centro de distribuição na cidade de São Paulo. Outros R$ 60 milhões serão desembolsados, ainda neste primeiro semestre, para reativar a unidade industrial de abate e processamento de aves de Xaxim (SC). 
 
 
 
Colaboraram: Luciele Velluto, Rafael Freire, Rodrigo Caetano e Daniel Popov

Uma vista de R$ 180 milhões

Nº edição: 799 | 01.FEV.13 - 21:00 | Atualizado em 15.Apr.14 - 18:04

Um dos mais tradicionais endereços do Rio de Janeiro, o sofisticado Sofitel Copacabana, é o centro de uma disputa judicial entre o grupo hoteleiro francês Accor e o Brazil Hospitality Group (BHG).

por Clayton Netz

Disputa judicial

 
Um dos mais tradicionais endereços do Rio de Janeiro, o sofisticado Sofitel Copacabana, é o centro de uma disputa judicial entre o grupo hoteleiro francês Accor e o Brazil Hospitality Group (BHG). Na quarta-feira 31, a Justiça fluminense reconheceu o direito do Accor de continuar operando o hotel, cujo imóvel foi vendido em agosto de 2011, por R$ 174 milhões, para o grupo brasileiro, sem aviso prévio aos franceses. O embate começou quando a controladora do Sofitel reivindicou a prioridade na compra por ser a administradora do hotel, desde 1996. Por determinação da matriz, em Paris, um depósito judicial de R$ 180 milhões garantiu à filial brasileira entrar na disputa. Desde estão, houve uma decisão favorável para cada lado. Em maio de 2012, uma sentença da 4a Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro deu ganho ao BHG. Nesta semana, a decisão beneficiou o Accor. O placar está empatado em 1 a 1, mas o cobiçado endereço na praia de Copacabana continua com o Sofitel até segunda ordem.
 
67.jpg
 
 

Promoção

Folia na avenida 
 
O sambódromo do Rio de Janeiro está se firmando como espaço para negócios e relacionamento entre clientes e fornecedores. Mesmo para médias empresas, como a Supermercados Guanabara. A rede, que possui 23 unidades no Grande Rio, investiu R$ 5 milhões para ocupar um espaço nobre de dois mil m² na avenida. Serão mil convidados em cada noite de folia. 
 
 
 

Telefonia celular 

Portugueses à vista na Oi
 
Desde dezembro, aumentou o número de portugueses na empresa de telefonia Oi. São funcionários da Portugal Telecom (PT), uma das controladoras da Oi, comandada por Zeinal Bava. Seu trabalho é fazer um diagnóstico sob as perspectivas tecnológica da companhia, área na qual a PT diz ter experiência. Bava, por exemplo, comanda um comitê que havia feito mais de 30 sugestões a Francisco Valim, ex-presidente da Oi. Aparentemente, pouco do proposto foi aproveitado pelo executivo gaúcho, demitido na segunda quinzena de janeiro.
 
68.jpg
 
 
 
Tucano tem chilique na Câmara
 
69.jpg
 
 
 

Chocolate

Coelhinho milionário
 
O empresário Alexandre Tadeu da Costa, dono da marca de chocolate Cacau Show, já fez seu pedido ao coelhinho: vender pelo menos R$ 460 milhões em sua rede de 1, 3 mil lojas franqueadas, nesta Páscoa, um crescimento de 29% sobre 2012. Com um faturamento de R$ 1,2 bilhão no ano passado, a Cacau Show lançou 11 produtos, ao mesmo tempo que a rede está contratando 3.900 funcionários temporários.
 
70.jpg
 
 
 
Eletroeletrônicos

A venda direta da Semp Toshiba
 
Na segunda-feira 4, será aberta a primeira loja própria da Semp Toshiba, para a venda direta de seus eletroeletrônicos. A empresa escolheu como local para receber o Estádio do Morumbi, do São Paulo. Haverá 50 itens expostos no espaço, que funcionará também nos horários dos jogos. A empresa é a principal patrocinadora do time de futebol, no qual investe R$ 23 milhões anualmente.
 
 
 
 
Curtas
 
Multinacionais como a Nestlé e a Coca-Cola estão disputando litro a litro as reservas de água mineral no País. Com isso, aumenta o assédio sobre companhias nacionais, como a Rocha Branca, do empresário paulista Orlando Negrão, dono da rádio Antena 1. Suas reservas, em Embu, nas imediações do Rodoanel de São Paulo, têm a uma vazão de aproximadamente 100 mil litros por hora.
 
Uma semana depois de firmar uma parceria com a distribuidora XP Investimentos, a americana Prudential dá mais um passo no varejo de seguros de vida individual, no País. O novo parceiro é o grupo carioca Case. Em 2012, a Prudential superou a marca de 150 mil apólices no Brasil, com um capital segurado de cerca de R$ 52 bilhões.
 
 
 
Colaboraram: Carlos Eduardo Valim, Hugo Cilo, Luciele Velluto, Rafael Freire, Ralphe Manzoni Jr. e Rosenildo Gomes Ferreira

Stella Barros descobre o Brasil

Nº edição: 798 | 25.JAN.13 - 19:30 | Atualizado em 15.Apr.14 - 21:13

O Grupo Águia, dono da operadora Stella Barros, famosa por suas excursões à Disney, aposta no crescimento do turismo interno e da aviação regional.

por Ralphe Manzoni Jr.

Turismo

 
O Grupo Águia, dono da operadora Stella Barros, famosa por suas excursões à Disney, aposta no crescimento do turismo interno e da aviação regional. Segundo seu presidente, Paulo Castello Branco, a demanda por destinos como Foz do Iguaçu (PR) e Búzios (RJ) crescerá por conta da Copa do Mundo. “Muita gente vai procurar destinos turísticos próximos às cidades-sedes da Copa”, afirma Castello Branco. Atualmente, o turismo corporativo representa cerca de 70% do mercado. Mas, segundo o executivo, essa participação deverá cair nos próximos anos. Por esse motivo, Castello Branco acredita que as empresas aéreas deveriam apostar mais em voos regionais, especialmente para cidades no Nordeste, onde há destinos atrativos, mas que atualmente só podem ser alcançados por meio de ônibus.
 
30.jpg
 
 
 
Tecnologia

A ofensiva da Huawei 
 
A chinesa Huawei, a segunda maior fabricante mundial de equipamentos de telecomunicações, iniciou as primeiras negociações com os governos do Paraná e do Espírito Santo para a construção de uma fábrica de componentes para redes de celular. Os executivos da matriz, em Shenzhen, na China, condicionaram o investimento no País à concessão de incentivos fiscais. A Huawei, com faturamento global de US$ 32,1 bilhões, atua no Brasil há 15 anos, mas mantém apenas um centro de treinamento em Campinas e um centro de distribuição em Sorocaba, ambos no interior paulista. 
 
 
 

Termelétricas

Pecém opera em fevereiro
 
A usina termelétrica de Pecém, no Ceará, da MPX, de Eike Batista, e da portuguesa EDP, deve, enfim, entrar em operação em fevereiro. Com um investimento de R$ 3 bilhões, a usina tem capacidade de 720 megawatts. Sua inauguração, prevista para 2012, foi adiada por uma série de contratempos. A Siemens atrasou em cinco meses a entrega dos equipamentos e a construtora das obras faliu, sendo adquirida por R$ 1 pela EDP. 
 
31.jpg
 
 

Restaurantes

A expansão do sushi
 
Depois de abrir em São Paulo uma unidade do restaurante japonês americano Benihana, o Grupo Infinity, do empresário Marcel Gholmieh, estuda abrir mais sete pontos da rede no Brasil. Segundo Gholmieh, entre as capitais que deverão receber os novos restaurantes estão Rio de Janeiro, Vitória e Belo Horizonte, além de Brasília. 
 
 
 
 
Enquanto isso em Havana
 
32.jpg
 
 
 

Lingerie

Multiplicação das calcinhas
 
A HOPE, uma das principais marcas de lingerie do País, que tem como garota-propaganda a atriz Juliana Paes, vai abrir 50 novas lojas franqueadas em 2013. O foco das novas lojas é atingir as regiões Sul e Norte do País. Atualmente, a marca possui 115 lojas, das quais sete no Exterior: duas em Portugal, duas em Israel e três na Argentina.
 
33.jpg
 
 
 
Curtas
 
Quem disse que vender alface, abobrinha e tomate não dá dinheiro? Maior rede de hortifrutigranjeiros do País, a Hortifruti, com 26 lojas, fechou 2012 com faturamento de R$ 682 milhões. Para este ano, a previsão é de que as vendas cresçam 30%. 
 
A farmacêutica Blanver, que fornece antirretrovirais para o governo federal, vai investir R$ 50 milhões, até 2016, para aumentar de 10% para 15% sua fatia nas vendas mundiais de excipientes, nome dado às matérias-primas dos remédios, à exceção do princípio ativo. 
 
 
 
 
 
Colaboraram: Hugo Cilo, Luciele Velluto, Ralphe Manzoni Jr., Rodrigo Caetano e Rosenildo Gomes Ferreira

Carlyle & Klein na Viavarejo

Nº edição: 797 | 18.JAN.13 - 21:00 | Atualizado em 15.Apr.14 - 22:08

A conferir: o Carlyle, um dos maiores fundos de private equity do mundo, com US$ 156 bilhões de dólares sob gestão, estaria trabalhando a quatro mãos com o empresário Michel Klein para adquirir o controle da Viavarejo.

por Clayton Netz

Aquisição

 
A conferir: o Carlyle, um dos maiores fundos de private equity do mundo, com US$ 156 bilhões de dólares sob gestão, estaria trabalhando a quatro mãos com o empresário Michel Klein para adquirir o controle da Viavarejo, o braço de eletrodomésticos do Pão de Açúcar. A ideia do Carlyle é manter Klein no comando dos negócios, aproveitando sua experiência à frente da Casas Bahia. Até agora, o grupo, que controla ou detém participações minoritárias em empresas como Tok&Stok, PBKids, RiHappy e CVC, investiu US$ 1,7 bilhão no País. Procurado, o Carlyle, não confirmou nem desmentiu a informação.
 
13.jpg
 


Corinthians

It’s us, brother
 
A rede de escolas de idiomas Fisk quer conquistar as massas. A empresa renovou, por mais um ano, a parceria com o Corinthians para estampar sua marca nas camisas do time. Ao mesmo tempo, a Fisk quer abrir 50 unidades em 2013, aumentando em 10% o número de alunos. Hoje, ela possui 31 escolas próprias e 971 franquias no Brasil e lá fora.
 
14.jpg
 
 

Turismo

Cachimbo da paz
 
Está prestes a ser fumado o cachimbo da paz entre os empresários do turismo e o presidente da Embratur, deputado Flávio Dino. Eles têm encontro marcado na terça-feira 22, em Brasília, numa reunião do Fórum Nacional de Turismo (Fenatur). Os empresários criticavam Dino por ter reduzido, e até mesmo cancelado, a participação brasileira em importantes feiras internacionais do setor, na Itália, na França e em Portugal, no ano passado. Para Dino, era mais importante promover campanhas publicitárias voltadas para o grande público do que investir em eventos do trade. 
 
15.jpg
 
 
 
A chuva apaga o apagão
 
16.jpg
 
 

Têxtil

A marca do brasão
 
A Haco, da família Lowndes, de Blumenau (SC), fará os brasões das batinas dos padres e bispos que virão ao Rio de Janeiro neste ano para a Jornada Mundial da Juventude. Trata-se do maior evento da Igreja Católica, que vai reunir 2,5 milhões de pessoas. A encomenda deve ajudar a Haco a crescer 30% neste ano, em relação aos R$ 150 milhões, de 2012. A empresa domina o mercado de identificação brasileiro, com cerca de 70% de participação na produção de inscrições e etiquetas para as marcas de vestuário. 
 
 
 

Promoção comercial

Indy esquenta os motores
 
Criado em 2009, o Projeto Fórmula Indy, da Apex-Brasil, entra em sua quinta edição nos dias 23 e 24 de março, no circuito de Saint Petersburg, no Estado americano da Flórida. Na ocasião, empresas brasileiras dos setores de alimentos e bebidas, máquinas e equipamentos, moda, tecnologia e saúde terão encontros de negócios com compradores estrangeiros, no espaço montado pela agência no circuito. A etapa brasileira, patrocinada pela Band, está marcada para os dias 4 e 5 de maio, na Marginal do Rio Tietê, em São Paulo. Segundo a Apex, o projeto gerou US$ 1,1 bilhão em exportações para o País, na edição do ano passado.
 
17.jpg
 
 
 
Curtas
 
A AES Eletropaulo contratou a Enfil para recuperar e descontaminar uma área de 100 mil m2, no bairro do Cambuci, na capital paulista. O terreno, utilizado no século passado para a manutenção de bondes e equipamentos elétricos, será destinado a empreendimentos imobiliários. 
 
A rede IceMellow, de sorvetes e sobremesas especiais, fechou 2012 com um faturamento de R$ 23 milhões. Para este ano, a previsão da empresa, que deverá inaugurar quatro lojas no primeiro semestre, é crescer 20% nas receitas.
 
 
 
Colaboraram: Carlos Eduardo Valim e Rodrigo Caetano

Gol quer manter dispensas

Nº edição: 796 | 11.JAN.13 - 21:00 | Atualizado em 15.Apr.14 - 13:54

Embora a Justiça do Trabalho tenha determinado a readmissão de 850 funcionários da extinta WebJet, a Gol abriu negociações com o Sindicato dos Aeronautas.

por Clayton Netz

Aviação

 
Embora a Justiça do Trabalho tenha determinado a a readmissão de 850 funcionários da extinta WebJet, a Gol abriu negociações com o Sindicato dos Aeronautas. Quer chegar a um acordo para confirmar os cortes. A companhia aérea alega que a medida, apesar de dolorosa, era necessária. A Gol, comandada pelo executivo Paulo Kakinoff, que assumiu o manche no segundo semestre do ano passado, argumenta também que se os funcionários retornarem às suas funções não terão o que fazer, pois toda a malha aérea foi readequada para funcionar sem os voos da WebJet, adquirida em 2011. 
 
8.jpg
 
 

Sucessão

Troca de guarda na Novartis
 
A Novartis, gigante suíça do setor de medicamentos, estará sob nova direção no País nos próximos dias. O executivo Adib Jacob, que desde 2001 ocupa cargos de comando da companhia na Alemanha, América Latina e no Brasil, substituirá o atual CEO, Alexander Triebnigg, que será nomeado para outro posto no grupo. 
 
9.jpg
 
 
 
Racionamento

Cacique cobra
 
Decidida a ajudar na prevenção de um eventual racionamento de energia, neste ano, a Fundação Cacique Cobra Coral exige contrapartidas: quer que o governo federal faça a sua parte, investindo na execução de obras importantes na área de transmissão. 
 
 
 
 
Farmacêutico

Pfizer fica com 100% do Teuto
 
É dado como certo, no mercado farmacêutico que a americana Pfizer vai assumir 100% do Teuto, no início de 2014, quando poderá exercer a compra dos 60% restantes da companhia brasileira. Em 2010, a Pfizer pagou R$ 400 milhões por uma fatia de 40% do Teuto, presidido por Marcelo Henrique, para entrar na área de genéricos no País. Neste ano, o laboratório espera dobrar a sua produção.
 
10.jpg
 
 

Viagens 

Pé na estrada
 
Dos sete milhões de passagens aéreas internacionais que devem ser vendidas em 2013, quase metade, ou 46%, serão compradas pelo público da nova classe média, com renda familiar entre R$ 1.020 e R$ 3.875, segundo o Instituto Data Popular. As vendas financiadas também vão garantir a compra de viagens para o Exterior de cerca de 1,4 milhão de pessoas da classe D, que vivem com renda familiar de até R$ 1.109. 
 
11.jpg
 
 
 
Olha o Abilio aí, gente!!!
 
12.jpg
 
 
 
 
Curtas
 
Estudo da consultoria Bain & Company sugere, a melhor forma para as multinacionais de bens de consumo ganharem presença em mercados emergentes: o desenvolvimento de novas categorias de produtos. A pesquisa feita no Brasil, em Cinga­pura, na Índia e na Ucrânia usa como exemplo o mercado brasileiro de bebidas à base de soja. De 2002 a 2011, ele cresceu de US$ 60 milhões para US$ 890 milhões. O nicho foi aberto pela marca argentina Ades, comprada pela Unilever em 2000.
 
 
A TAM planeja reduzir em 7% a oferta de assentos em voos domésticos neste ano. Em 2012, a companhia, que detém 40% do mercado nacional, já havia reduzido a oferta em 2%. As 42 rotas oferecidas e o serviço de bordo sem cobrança adicional, no entanto, não sofrerão nenhum corte. 
 
 
 
Colaboraram: Carla Jimenez, Carlos Eduardo Valim, Ralphe Manzoni Jr. e Rodrigo Caetano

IPO da Germed pode sair em 2014

Nº edição: 795 | 04.JAN.13 - 21:00 | Atualizado em 16.Apr.14 - 01:17

O empresário paulista Carlos Sanchez, dono do laboratório EMS, não recebe mais investidores que o procuram para comprar uma parte de sua empresa ou para convencê-lo a abrir o capital.

por Clayton Netz

Farmacêutico

 
O empresário paulista Carlos Sanchez, dono do laboratório EMS, não recebe mais investidores que o procuram para comprar uma parte de sua empresa ou para convencê-lo a abrir o capital. Ele, que é o maior fabricante de genéricos do Brasil, não quer nem ouvir falar nisso. Pelo menos, na EMS. Aos poucos, no entanto, começa a pensar em fazer um teste. A escolhida é a Germed, uma de suas empresas, que pode vir a abrir o capital em 2014. Sanchez ainda é dono dos laboratórios Legrand e da Nova Química. Entende-se o interesse pelo passe do grupo de Sanchez. Líder do setor farmacêutico, no País, seus laboratórios faturaram, nos primeiros 11 meses de 2011, R$ 5,8 bilhões, um crescimento de cerca de 30% sobre as receitas obtidas em todo o ano passado.
 
105.jpg
 
 
 
Petróleo

Mais, com menos 
 
A Shell conseguiu recuperar 13 milhões de barris com uma nova técnica, nos campos de Bijupirá & Salema, na Bacia de Campos, no litoral do Rio de Janeiro. Quando um campo chega ao fim de sua vida útil, cerca de dois terços do óleo é deixado para trás, pois custa caro produzir a partir dele. Com a injeção de vapor, gás ou produtos químicos pode-se trazer esse óleo para a superfície a um custo competitivo. 
 
 
 
 
Executivos

Para onde vai Maciel Neto?
 
O executivo Antonio Maciel Neto, que deixou a presidência da Suzano Papel e Celulose no fim de 2012, deverá anunciar seu novo destino, ainda em janeiro. Rumores davam conta de que ele assumiria o comando do grupo Caoa, um dos maiores revendedores de veículos brasileiros, que fabrica carros da coreana Hyundai, em Anápolis (GO). Pessoas próximas a Maciel Neto, no entanto, não acreditam que o executivo, que presidiu a Ford, no Brasil, volte ao mercado automobilístico. Segundo esses amigos, sua nova identidade corporativa deverá surpreender o mercado.
 
106.jpg
 
 
 
Curtas
 
A gaúcha Bibi passou ao largo da crise que assolou o setor calçadista brasileiro no ano passado. Na verdade, 2012 é considerado o melhor da história da empresa de Parobé, que faturou R$ 132 milhões, um crescimento de 11% sobre 2011. Para este ano, a expectativa é de que a Bibi, líder do mercado de calçados infantis, aumente suas receitas em 8%.
 
Dois dos mais tradicionais restaurantes cariocas, o Porcão e o Garcia & Rodrigues vão se instalar no Espaço Gourmet do America Shopping, que está sendo construído no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro. Com um investimento de R$ 220 milhões, o shopping deverá ser inaugurado no primeiro semestre de 2014.
 
 
 

Imóveis

Para brasileiro ver
 
A construtora argentina MF Group está lançando o condomínio de luxo Lomas de San Vicente, no balneário uruguaio de Punta Del Este, com os olhos voltados nos investidores brasileiros. Explica-se: o preço médio do metro quadrado na região fica em torno de US$ 3,4 mil, abaixo do valor das regiões nobres das principais capitais do Brasil. São 540 mil metros quadrados, divididos em apenas 31 lotes.
 
107.jpg
 
 

Ensino 

The book is on the table 
 
O Centro Britânico de Franquias, de São Paulo, está avançando em meio ao aumento da procura pela aprendizagem de idiomas. Em 2012, o crescimento foi de 30%, o dobro de 2011. “O mercado está cada vez mais fortalecido e maduro”, diz Bruno Gagliardi, sócio da rede, que conta com 10 mil alunos. Para 2013, o foco será a abertura de 12 novas franquias no eixo Rio-São Paulo.
 
108.jpg
 
 
 
O que ele vai ser quando crescer?
 
109.jpg
 
 
 
 
Colaboraram: Carlos Eduardo Valim, Ralphe Manzoni Jr., e Rosenildo Gomes Ferreira

O Plano de voo de Efromovich

Nº edição: 794 | 21.DEZ.12 - 21:00 | Atualizado em 16.Apr.14 - 01:05

O grupo Synergy, dos irmãos José e German Efromovich, dono da companhia aérea Avianca, esteve perto de assumir a liderança nos voos entre o Brasil e a Europa.

por Clayton Netz

Aviação

 
O grupo Synergy, dos irmãos José e German Efromovich, dono da companhia aérea Avianca, esteve perto de assumir a liderança nos voos entre o Brasil e a Europa. Mas a oferta do grupo para a compra da TAP, estatal portuguesa que passa por um processo de privatização, foi rejeitada pelo governo do país na quinta-feira 20. “Seria um negócio muito bom para as duas companhias”, lamenta José Efromovich. Sem a empresa portuguesa, o Synergy deve concentrar as forças em sua operação brasileira, que vem apresentando bom desempenho. Neste ano, a Avianca aumentou em 90% sua capacidade de passageiros no País, aumentando seu faturamento no mercado nacional para R$ 1,4 bilhão, contra R$ 800 milhões, em 2011. Para 2013, cinco novos Airbus serão incorporados à frota, o que deve garantir mais um aumento de 40% na capacidade e receitas superiores a R$ 1,5 bilhão. 
 
47.jpg
 
 

Saúde

Brazil Pharma acelera expansão 
 
A Brazil Pharma, do BTG Pactual, comandada por André Sá, quer abrir 500 novas farmácias até 2017. Com forte presença no Nordeste, Norte e Centro-Oeste, a companhia opera 1.050 farmácias, com as bandeiras Big Bem, Guararapes, Rosário, Farmais, Distrital, Sant´Ana e Mais Econômica.
 
48.jpg
 
 

Indústria

Pé no freio para crescer 
 
A obrigatoriedade da instalação do airbag em todos os automóveis produzidos no Brasil só começa em 2014. Apesar disso, a Rhodia Coatis, divisão de fios sintéticos do grupo Solvay, dirigida por Francisco Ferraroli, já se prepara para dominar esse mercado. Para isso, está ampliando em 20%, a capacidade produtiva de fios industriais nas unidades de Santo André e Osasco, em São Paulo. 
 
49.jpg
 
 

Varejo

Riachuelo abre a mão em 2013
 
O empresário Flavio Rocha, presidente da rede Riachuelo, já tem fechados mais de 40 contratos de novas lojas para 2013. A expansão deve consumir entre R$ 350 milhões e R$ 400 mi­­lhões, uma cifra recorde na história da Riachuelo. “Há uma série de eventos favoráveis no Brasil que garantem a expan­são do varejo”, diz Rocha. Entre esses eventos, Rocha cita o aumento de poder aquisitivo da população e o cenário de juros baixos. 
 
50.jpg
 
 
 
Aquisições

Moda quente 
 
O consultor Douglas Carvalho Jr., da Target, atuou como assessor na venda da calçadista Empório Naka, para a Luso­brastex. Nos últimos 18 meses, Carvalho participou de negócios envolvendo grifes como VR, mandi e Bobstore, num valor total de R$ 400 milhões. 
 
51.jpg
 
 
 
Yes, o iPhone é nosso!
 
52.jpg
 
 
 
 
Curtas
 
Troca de guarda na subsidiária da chilena Arauco, líder do mercado de painéis MDF e MDP, no Brasil: a partir de fevereiro, o executivo Pablo Franzini substiuirá o atual presidente da empresa, Carlos Bianchi, que ocupará um novo posto na administração mundial do grupo, em Santiago do Chile.
 
A prorrogação do Reintegra foi comemorada pela Anip, a associação dos fabricantes de pneus. O programa, que terminaria em 31 de dezembro, prevê a devolução de 3% do faturamento com exportações de manufatura para compensar a cobrança de tributos residuais pagos ao longo da cadeia produtiva. 
 
 
 
Colaboraram: Carla Jimenez, Ralphe Manzoni Jr., Rodrigo Caetano e Rosenildo Gomes Ferreira
índice de matérias edições anteriores edições especiais assine a revista

© Copyright 1996-2011 Editora Três
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.