Rss

Colunas

Dinheiro e Tecnologia

Coração sangrento

Nº edição: 861 | 17.ABR.14 - 17:00

Conheça mais sobre o Heartbleed (que significa sangramento do coração), considerado um dos maiores problemas de segurança na rede dos últimos anos

por Diego Marcel e João Varella

55.jpg

 

Porrada pop

 
Sabe quem vai brigar com os astros do MMA Anderson Silva, Jon Jones, Junior Cigano e José Aldo? É o falecido mestre das artes marciais Bruce Lee, que fez sucesso no cinema nas décadas de 1960 e 1970. Lee foi escalado para estrelar o game que está sendo produzido pela produtora americana Electro-nic Arts. Essa foi a forma encontrada para tornar a franquia de “porradas” mais palatável para quem não é fã dos lutadores de MMA.
 
56.jpg
 
 
 
Mais uma de Nadella na Microsoft
 
O novo CEO da Microsoft, Satya Nadella, já lançou uma versão do Office para o iPad, da Apple. Outra decisão surpreendente do executivo foi apostar em software livre e dar de graça uma versão do Windows Phone. Agora, ele apronta de novo. Por muito tempo restrito ao Windows e ao Macintosh, da Apple, o programa de aplicativos Office foi incorporado no Google Chrome, a loja do concorrente Google. Esse é mais um sinal de renovação da companhia de Bill Gates. 
 
 
 
 
Quanto custa o Galaxy S5?
 
Para o consumidor americano, o Galaxy S5, da Samsung, sai por US$ 600. Mas, segundo uma pesquisa da consultoria IHS, seu custo de manufatura é de US$ 256. No Brasil, o smartphone desbloqueado é vendido por R$ 2.599, o equivalente a US$ 1.150.
 
57.jpg
 
 
 
Olha o aviãozinho
 
Em resposta a uma cliente insatisfeita, a companhia aérea americana Southwest enviou um texto protocolar pelo Twitter pedindo desculpas pelo inconveniente. No fim da mensagem, havia um link para mais detalhes. O problema é que esse link remetia a consumidora para uma foto pornográfica de uma mulher usando um vibrador em formato de avião. A empresa pediu desculpas, mais uma vez, e prometeu investigar o caso. 
 
 
 
 
Casos de “sexting” dobram no Brasil
 
O número de vítimas de "nude selfie" e "sexting" – compartilhamento de fotos eróticas privadas em sites e aplicativos como o WhatsApp – dobrou no País em 2013, em relação ao ano anterior. Segundo levantamento da ONG Safernet, que monitora crimes e violações dos direitos humanos na internet, em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público, ocorreram 101 casos no ano passado. Em 2012, foram contabilizados 48 casos. O perfil de pessoas prejudicadas são garotas de 13 até 15 anos.
 
58.jpg
 
 
 
Deu zebra
 
Você já ouviu falar da Zebra Tech? Pois essa companhia americana, que fatura US$ 1,1 bilhão, comprou a divisão corporativa da Motorola Solutions (não confunda com a Motorola Mobility, que foi parar nas mãos do Google e, mais recentemente, da chinesa Lenovo). A Zebra pagou US$ 3,45 bilhões pela divisão, que atua na área de localização e de mobilidade para empresas. 
 
 
 

O banco do Facebook
 
Quase 100% do faturamento do Facebook provém das receitas de publicidade. A empresa de Mark Zuckerberg, no entanto, estuda novas formas de ganhar dinheiro. Uma delas, conforme noticiou o jornal britânico Financial Times, será a inclusão de meios de pagamento e de transferência de dinheiro em sua plataforma. A rede social quer que os usuários possam fazer pagamentos online e trocar valores usando o cadastro na ferramenta. A empresa já faz algumas transações financeiras, especialmente para o pagamento de itens em jogos. No último ano fiscal, o montante de transações financeiras, especialmente para o pagamento de itens em jogos, intermediados pelo Facebook, chegou a US$ 2,1 bilhões.
 
 
 
 
Resposta instantânea
 
João Stricker, presidente da BlackBerry no Brasil, fala sobre a empresa e o mercado de mobilidade:
 
59.jpg
 
Smartphones mais baratos ajudariam a BlackBerry a ganhar espaço no mercado brasileiro?
Acredito que sim. É um mercado em crescimento e os segmentos de mais baixo custo têm sido responsáveis por boa parte dessa expansão. Porém, não podemos esquecer que o mercado de celulares mais caros está também avançando muito no Brasil.
 
Quais são as principais oportunidades no mercado móvel e o que está fazendo para aproveitá-las?
Um de nossos focos é o mercado corporativo. Um exemplo de como estamos fazendo nossa abordagem é nosso sistema de gestão de mobilidade. Hoje, trabalhamos com smartphones de diversas plataformas, como o BlackBerry, o iOS, da Apple, e o Android, do Google. 
 
No segmento corporativo, uma das preocupações é a segurança?
Temos dados que mostram que 77% dos chefes das áreas de tecnologia das empresas brasileiras só não vão mais além por questões de segurança. Precisamos mostrar que as soluções são seguras.

A corrida do vídeo online

Nº edição: 860 | 11.ABR.14 - 20:30 | Atualizado em 15.Apr.14 - 17:00

Grandes empresas de conteúdo e de tecnologia entraram para valer na briga pela preferência dos telespectadores e dos internautas

por Diego Marcel

58.jpg

 

O fim do fixo?

 
A empresa americana de telefonia AT&T quer acabar com as linhas de telefone fixa. A companhia entrou com pedido nos órgãos reguladores do município de Carbon Hill, no Estado americano do Alabama, para substituir essas linhas antigas por tecnologias como telefonia móvel ou de ligações via internet. A empresa quer usar a cidade para fazer testes de viabilidade do formato.
 
59.jpg
 
 
 
O alô do Whatsapp
 
O WhatsApp deve incluir chamadas usando a internet nos próximos meses. O presidente da empresa, Jan Koum, afirmou que a plataforma deve receber uma grande atualização no segundo semestre. Com a adição do recurso, o app se aproximam dos concorrentes em funcionalidades. Apesar de ser o segundo em número de usuários, perdendo apenas para o QQ, que é muito forte na China, a plataforma adquirida pelo Facebook por US$ 19 bilhões é a que apresentava menor número de tecnologias.
 
 
 
 
Nerds com moral
 
Os empresários do Vale do Silício ganharam mais uma série na tevê. Na semana passada, a HBO estreou a Silicon Valley, que conta a história de um executivo de startup da região da Califórnia, a Meca das empresas de tecnologia, que recebe um grande lance por sua ideia. O primeiro episódio foi transmitido gratuitamente online pela emissora.
 
60.jpg
 
 

O novo robô da Honda
 
O Asimo, robô humanoide da Honda, conhecido por ser o mais avançado do mundo, vai ganhar uma nova versão. O “brinquedo” da japonesa vai apresentar a nova cara no próximo dia 15, no talk show Live with Kelly and Michael, no canal WABC, de Nova York. A empresa promete que seu robô fará coisas como escrever e se comunicar via sinais.
 
61.jpg
 
 
 
A Sony bem na foto
 
O Xperia Z2, da Sony, foi escolhido como o dono da melhor câmera de smartphones do mercado, pelo laboratório americano especializado em fotografia Dxo. Com 20 megapixels de potência, ele deixou para trás o Nokia 1020, que tem 41 megapixels, e os pesos-pesados iPhone 5S, da Apple, e Galaxy S5, da Samsung.
 
62.jpg
 
 
 
O antigo pirata cresce
 
A Rhapsody International, dona do serviço de streaming de músicas na rede Napster, aumentou em 63% o número de usuários nos últimos 12 meses. Agora, o serviço, que chegou recentemente ao Brasil, tem mais de 1,7 milhão de assinantes globais e uma média de oito mil assinantes novos por dia. O Napster, que nos anos 1990 tinha seu nome ligado à pirataria musical e se envolveu em brigas com grandes nomes da indústria, está em 32 países.
 
63.jpg
 
 
 
 
Já era hora
 
O relógio inteligente da Apple, o iWatch, deve chegar ao mercado, nos EUA, no segundo semestre deste ano, revelou o 9to5Mac, blog americano especializado na marca da maçã, que costuma adiantar com sucesso seus lançamentos. A Apple estaria planejando fabricar 65 milhões de unidades do iWatch até o fim do ano.
 
 
 

Resposta instantânea

Guilherme Ribenboim, presidente do Twitter no Brasil, fala sobre o mercado de internet no País

64.jpg
 
O mercado de internet no Brasil está mudando. Como o sr. vê esse processo?
O setor é dinâmico por natureza, mas estamos em um momento crucial. Nos próximos anos, vamos observar alterações muito aceleradas por causa da troca do consumo por intermédio do computador para o celular. As empresas de internet estão olhando para seus próprios negócios para entender como repensar essas plataformas e conteúdos para o mundo móvel. Quem não começou a fazer isso vai ter problema.
 
O que falta para a internet ganhar mais peso no mercado publicitário?
A internet já passou da fase de ter que comprovar sua força. Temos massa crítica de investimento. As pessoas estão conectadas durante todo o dia. Mas, na nossa visão, o trabalho tem de ser conjunto com outras empresas do mercado para aumentar o investimento geral. 
 
A tevê recebe a principal fatia da verba publicitária brasileira, mas ao mesmo tempo é um de seus maiores aliados. É uma relação de rivalidade e amizade?
Queremos mostrar o valor da combinação do Twitter com a tevê. Esse é o nosso desafio. A mídia digital sempre buscou investimento copiando formatos que já existiam. Nunca se preocupou em mostrar a complementaridade dos dois meios. Precisamos que um consumidor impactado por uma publicidade na tevê converse com a marca. Não queremos tomar bolo de ninguém, mas, sim, criar mais fatias.

O segundo round de Apple versus Samsung

Nº edição: 859 | 04.ABR.14 - 20:30 | Atualizado em 17.Apr.14 - 09:50

Cerca de um ano e meio depois do primeiro julgamento por quebra de patente, a Apple e a Samsung voltam a se enfrentar na Justiça da Califórnia, por causa do mesmo assunto

por Diego Marcel

54.jpg

 

O “pobre” Zuckerberg

 
O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, é dono de uma fortuna estimada em US$ 27,8 bilhões. Mas seu salário de CEO da rede social é de US$ 1. Isso mesmo. Com 29 anos, o empreendedor repete algumas das lendas do Vale do Silício, que também adotaram a iniciativa de receber salários simbólicos. Entre eles estão Steve Jobs, da Apple (morto em 2011), e Sergey Brin e Larry Page, do Google.
 
55.jpg
 
 

Amazon entra na batalha pela telona
 
A Amazon vai entrar na briga com Google, Apple e Roku pelo mercado de dispositivos que trazem serviços de streaming para tevês. O Fire TV, como foi batizado o produto da Amazon, foi anunciado por US$ 99, mesmo valor que seus competidores nos EUA. Ele, contudo, tem uma configuração de hardware mais potente, vem com comando de voz e também com um controle de videogame, para permitir que o usuário baixe jogos. A Amazon vai trabalhar com uma versão gratuita e uma paga, diferentemente de seus concorrentes, que trabalham com uma ou outra.
 
 
 
 
Dinheiro na ponta do dedo
 
O Itaú acredita que, até o final do ano, metade de seus clientes não fará mais uso do cartão para sacar dinheiro. De acordo com o banco, 20 milhões de pessoas devem adotar o sistema biométrico disponível em todos os caixas eletrônicos da empresa. O Itaú registrou, na primeira quinzena de fevereiro, média de um saque por segundo sem o uso de cartões, por clientes que utilizam a identificação biométrica.
 
 
 

Mercado Livre aposta nas mulheres
 
O Mercado Livre elegeu o segmento de moda, especialmente voltado para o público feminino, como um de seus focos para 2014. Após trazer grifes americanas de roupas e joias para anunciar em sua vitrine virtual, a empresa fechou acordo com o portal Bolsa de Mulher, do grupo Batanga Media, para criar um canal exclusivo de vendas, dentro da plataforma de conteúdo, focado nelas. As marcas que usam o Mercado Livre terão seus produtos divulgados na página de assuntos femininos.
 
56.jpg
 
 
 
Ela quer competir com o YouTube?
 
A CEO do Yahoo, Marissa Mayer, vai abrir mais um front na eterna briga com o arquirrival Google. A executiva workaholic está negociando a compra do portal de vídeos online NDN, por US$ 300 milhões, para competir com o YouTube, controlado pelo Google. A estratégia do NDN, no entanto, é diferente da plataforma do Google. Em vez de publicar conteúdos dos usuários, o site de vídeos trabalha em parceria com emissoras locais e pequenos portais regionais. Esses parceiros cedem o conteúdo de vídeo para o NDN, que o disponibiliza gratuitamente para grandes portais, jornais e revistas. Todos os vídeos são de conteúdo jornalístico.
 
57.jpg
 
 
 
PC em baixa (também no Brasil)
 
O Brasil acompanhou a onda mundial de queda nas vendas de computadores. Foram vendidos no País 13,9 milhões em 2013, uma diminuição de 10% em relação ao ano anterior, segundo números divulgados pela IDC, repetindo os percentuais do mercado externo. O último trimestre do ano, que tradicionalmente concentra a maior parcela do volume de vendas, ficou aquém do esperado, pois as vendas caíram 6%.
 
 
 
 
Muita lenha para queimar
 
Playstation 3 e Xbox 360 vão receber novos jogos “por muitos anos”. É o que disse Lionel Raynaud, vice-presidente da produtora de games Ubisoft, dona de games como Assassin’s Creed: “Nenhuma produtora vai abandonar essas máquinas”.
 
58.jpg
 
 
 
Resposta instantânea
 
Carlos Eduardo Nogueira, CEO da InterSystems para a América Latina
 
59.jpg
 
O setor de saúde é considerado um dos mais promissores para a inovação tecnológica. Quais as tendências da área?
Veremos instituições de saúde investindo em tecnologias que as ajudem a aprimorar os processos de saúde conectada, que é a possibilidade de as equipes médicas compartilharem informações sobre o histórico clínico dos pacientes registradas no prontuário. Outra tendência importante é a das soluções que fazem buscas de dados não estruturados, conhecidas como Big Data.
 
Como a saúde pode se beneficiar da mobilidade?
A invasão dos dispositivos móveis, no cuidado dos pacientes, tem conferido agilidade aos serviços, tanto clínicos quanto administrativos. 
 
E como a tecnologia pode ajudar na saúde pública?
Com o uso dessas tecnologias, o governo poderá ter em mãos informações abrangentes sobre a saúde da população, mapeando e prevenindo epidemias, por exemplo, além de reduzir gastos.

Adeus, Windows XP

Nº edição: 858 | 28.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 18.Apr.14 - 02:37

Em 8 de abril, a Microsoft deixará de garantir o suporte técnico para o Windows XP, uma das versões mais bem acabadas de seu famoso sistema operacional

por Diego Marcel e João Varella

55.jpg

 

O celular curvo da LG

 
A LG está insatisfeita com o segundo lugar do mercado brasileiro de smartphones (21% de participação). A marca coreana está à frente da Motorola (6,7%), mas distante da compatriota Samsung (54,3%). Para a LG, o movimento crucial para tomar o lugar mais alto do pódio é com os celulares premium, segmento do iPhone, da Apple, e do Galaxy S, da Samsung. A empresa lançou no mercado brasileiro seu primeiro celular curvo, o LG Flex, que vai custar R$ 2,7 mil. 
 
56.jpg
 
 
 
A loja de R$ 1,99 da TIM
 
Para incentivar seus clientes a comprar aplicativos em sua loja virtual, a TIM vai oferecer uma assinatura semanal de R$ 1,99 que permitirá ao usuário baixar quantos programas quiser. No ano passado, mais de dez milhões de downloads foram realizados na TIM App Shop. Os games Tribal Defence, Alien Massacre, The Flight 3D, Night Vision e Ziptrix Battle foram os maiores sucessos de 2013.
 
 
 

Relógio para todos os bolsos
 
A Samsung pretende lançar relógios inteligentes de diversas faixas de preço. Embora atualmente conte com apenas duas versões de smartwatches, o diretor de produtos da coreana no Brasil, Roberto Soboll, diz que no futuro a Samsung terá um número mais variado, acessível aos diferentes bolsos. 
 
57.jpg
 
 
 
Parou a cópia
 
A aceleradora de startups Aceleratech está a ponto de anunciar uma nova turma de empresas que receberão investimento e capacitação. Os administradores da Aceleratech comemoram o fato de os novos negócios terem cada vez mais soluções originais. “Antes, era visível que a maioria dos inscritos copiava soluções já usadas no Exterior”, afirma Pedro Waengartner, cofundador da Aceleratech. Segundo ele, há ênfase em soluções B2B, mais preocupada com os bastidores do negócio do que com os holofotes.
 
 
 
 
Publicidade segmentada no Twitter
 
A Boo-Box, empresa de publicidade online, lançou uma ferramenta que segmenta posts patrocinados no Twitter. Através dela é possível definir a campanha por temas e tópicos. A ferramenta está disponível para grandes anunciantes e agências, mas em breve também atenderá pequenas empresas. 
 
 
 
 
Os óculos do facebook...
 
Depois de chamar a atenção pelo valor pago pelo aplicativo WhatsApp, Mark Zuckerberg fez outra aquisição bilionária. O Facebook comprou a Oculus VR, empresa que está desenvolvendo o Rift, óculos de realidade virtual, por US$ 2 bilhões. Foi a quadragésima sexta aquisição da história do Facebook, mas a primeira envolvendo uma companhia de hardware. Segundo Zuckerberg, a missão da Oculus VR será tornar o Rift um acessório para games. 
 
58.jpg
 
 
 
...e o estilo do Google Glass
 
O Google quer consertar a feiúra do Glass, seus óculos inteligentes, que ainda não têm previsão de lançamento comercial. Para isso, fechou um acordo com a italiana Luxottica, fabricante dos óculos Ray-Ban e Oakley, que vai projetar versões do Google Glass. Detalhes financeiros da operação não foram revelados. 
 
59.jpg
 
 
 
Resposta instantânea

Henrique Cecci, diretor de pesquisas de tecnologia do Gartner:
 
60.jpg
 
Acabou o medo das empresas de levar serviços para a nuvem?
Na verdade, não há como fugir da nuvem, pois é economia de escala. Uma solução individual fica muito mais cara para qualquer empresa. A estratégia de tecnologia atual deve incluir nuvem. A discussão é sobre a porcentagem de adoção e quando. Não é mais se vai ou não adotar. No Brasil, ainda estamos atrasados.
 
Qual é o atraso?
Estamos uns três, quatro anos atrás de países mais maduros. O custo da nuvem no Brasil ainda não é tão atrativo quanto no restante do mundo, pois existe pouca competição. A opção reduzida também faz com que algumas empresas não encontrem o serviço de nuvem ideal. Também existe a questão das áreas de tecnologia, que não querem a adoção da nuvem para não perder força política em suas empresas.
 
Mas a adoção da nuvem é, cada vez mais, uma decisão conjunta com as outras áreas da empresa?
Com certeza. É cada vez mais comum casos em que quem contrata os serviços da nuvem são outras áreas. Depois, eles forçam o pessoal de tecnologia a usar. Se o departamento de tecnologia não liderar essa passagem para a nuvem, será engolido por ela.

Caça ao xing ling

Nº edição: 857 | 21.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 16.Apr.14 - 07:08

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começou a testar o Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos (Siga) para detectar os celulares não homologados

por Diego Marcel e João Varella

55.jpg

 

A primeira vez de Nadella

 
Satya Nadella convocou pela primeira vez a imprensa desde que assumiu o posto de CEO da Microsoft no lugar de Steve Ballmer. A aposta do mercado é que na quinta-feira 27 a suíte Office, dos programas Word, Powerpoint e Excel, ganhe uma versão para o iPad. Ao assumir a presidência da criadora do Windows, Nadella disse que a empresa priorizaria computação em nuvem e produtos para celulares e tablets. 
 
56.jpg
 
 
 
Nem smartphones nem tablets
 
Os phablets, como são conhecidos os aparelhos com tela de tamanho intermediário entre smartphones e tablets, caíram no gosto dos consumidores brasileiros. Segundo pesquisa da Kantar Worldpanel, 58% das pessoas que compram um celular procuram por dispositivos com tela de 5 ou 6 polegadas. A tendência de telas cada vez maiores é notada em aparelhos premium, como o iPhone, da Apple, e o Galaxy S5, da Samsung. 
 
 
 
 
 
Cadê meu bitcoin?
 
Semanas depois de ter pedido falência, a casa de câmbio de bitcoins Mt.Gox permitiu que seus usuários fizessem login em suas contas novamente. No entanto, só é possível visualizar o saldo anterior à quebra. Nada ainda do paradeiro das moedas lá depositadas. A estimativa é que o Mt.Gox tinha US$ 300 milhões em bitcoin antes de ser hackeado, no fim de fevereiro.
 
57.jpg
 
 

Mais dólares aos hermanos 
 
Os fundos Endeavor, Riverwood Capital e Kaszek Ventures fizeram um aporte de US$ 5 milhões na argentina GoIntegro, plataforma social para recursos humanos. O dinheiro será destinado a expansão de produto, marketing e vendas na América Latina, em especial no Brasil e no México. A empresa, que foi fundada em 2002, diz ter atualmente 300 clientes e um milhão de usuários.
 
 
 
 
Cartão pré-pago do Skype
 
O programa de ligações Skype, da Microsoft, lançou cartões que podem ser convertidos em créditos na plataforma para chamadas de voz para telefones e envio de mensagens SMS. Os cartões serão vendidos a R$ 27 em redes de varejo como Livraria Saraiva, Livraria Cultura e 100% Vídeo.
 
 
 
 
O exterminador do Netflix
 
Um serviço de filmes por streaming estremeceu Hollywood. O pirata Popcorn Time usa torrents para transmitir filmes e séries gratuitamente com as facilidades de um Netflix. Mas o serviço saiu do ar. Os produtores podem respirar aliviados? Nada disso. Os programadores deixaram o código do software aberto e já há uma série de grupos hackers querendo ressuscitar o serviço ou lançar algo similar.
 
58.jpg
 
 
 
Android no pulso
 
Antes de a Apple anunciar o seu relógio inteligente, o Google lançou o Android Wear, sistema operacional para dispositivos vestíveis da empresa. Os aparelhos mostrados foram relógios inteligentes em desenvolvimento por empresas como Asus, HTC, LG, Motorola e Samsung. A interação é por intermédio de toque e da voz. O usuário lê uma mensagem na tela e, para responder, dita as palavras para o aparelho.
 
59.jpg
 
 
 
Resposta instantânea
 
Maurício Cascão, CEO da Mandic, fala sobre o mercado corporativo de armazenamento de arquivos em nuvem
 
60.jpg
 
Quais são as peculiaridades do mercado de armazenamento para empresas?
O meio corporativo tem necessidades específicas e os dois quesitos mais importantes seriam controle e segurança. Ferramentas com essas características têm um espaço enorme para adoção entre pequenas e grandes empresas. 
 
O sr. acredita que o “caso Snowden” afetou a confiança das empresas nacionais no que diz respeito ao sigilo de dados e arquivos em mãos de estrangeiros?
Certamente. Percebemos um amadurecimento do mercado brasileiro sobre esses temas. 
As empresas estão muito mais atentas à segurança de suas informações. Querem saber onde serão guardadas, entender os benefícios de guardá-las em data centers terceirizados e buscam formas de criptografia para restringir suas informações sensíveis. 
 
Como as empresas brasileiras conseguem se diferenciar das gigantes lá de fora nessa competição?
Nós hospedamos os dados no Brasil e trabalhamos exclusivamente soluções de computação em nuvem para o mercado corporativo. As empresas brasileiras ficam mais próximas dos clientes daqui. 

Da nuvem para o ouvido

Nº edição: 856 | 14.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 12.Apr.14 - 08:21

A Samsung lançou, na semana passada, sua plataforma própria de música online

por Diego Marcel e João Varella

55.jpg

 

A venda das coisas

 
A americana Salesforce fez fama e fortuna vendendo soluções de atendimento ao cliente na nuvem. Agora ela quer ganhar uma fatia – e mais fortuna – com a internet das coisas. Para a companhia, há um cliente que precisa ser conquistado por trás de cada geladeira com acesso à internet ou relógio inteligente. Sua estratégia é desenvolver soluções para fazer a comunicação entre empresas e esses dispositivos. Na semana passada, executivos da equipe da América Latina, chefiada por Enrique Perezyera, visitaram os principais clientes do continente para falar sobre os novos rumos. A parada mais longa foi no Brasil, onde ficaram por cerca de uma semana e falaram com empresas como Embraer, Petrobras e Mafre Seguros.
 
56.jpg
 
 
 
Conversas inseguras
 
A espetacular compra do WhatsApp por US$ 19 bilhões pelo Facebook atraiu os hackers. Na semana passada, o especialista em segurança americano Bas Bosschert afirmou, em texto em seu blog, que descobriu uma maneira de roubar todas as informações de conversas do aplicativo de mensagens. O truque é baseado em uma falha do WhatsApp, que usa uma criptografia padrão para esconder as conversas. Bosschert quebrou esse código e, com acesso ao histórico de qualquer pessoa, poderia ler todas as mensagens enviadas e recebidas.
 
57.jpg
 
 

Metade do Brasil não tem telefone fixo
 
O número de casas sem um telefone fixo está aumentando, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) na última semana. Já são 45,6% dos brasileiros que não contam com um aparelho fixo em suas residências. Desse total, 78% dos pesquisados afirmaram que todas as suas necessidades são supridas pelo celular. A Oi lidera esse mercado, com uma fatia de 47,8%. Em seguida estão Telefônica e NET, com 21% e 11,2%, respectivamente.
 
58.jpg
 
 
 
Mozilla em todas as Pontas
 
A rotina está cada vez mais corrida no escritório da Fundação Mozilla, no Vale do Silício. A empresa, que por anos apostava apenas em seu navegador, o Firefox, está aumentando o número de frentes de atuação de forma acelerada no último ano. A Mozilla mostrou na última semana como funcionará sua plataforma de jogos dentro de seu navegador. Um filmete da empresa divulgou cenas com alta qualidade de gráficos.
 
 
 
 
Google na mira das mães
 
O Google terá de enfrentar na Justiça um julgamento por venda ilegal de conteúdo para crianças em jogos. Llana Imber-Gluck, uma mãe californiana, entrou na Justiça após seu filho gastar US$ 70 no game Marvel Run Jump Smash sem que ela desse permissão. 
 
59.jpg
 
 
 
Resposta instantânea
 
Sérgio Chaia, novo diretor-geral para o Brasil e vice-presidente para a América Latina da Symantec, fala sobre o novo cargo
 
60.jpg
 
Quando começou a conversar com a Symantec e quais são os desafios do novo cargo?
O primeiro encontro com Aled Miles (vice-presidente sênior) aconteceu em novembro. Sentamos e conversamos rapidamente. Outras conversas aconteceram depois. Existem muitas oportunidades com o aumento de dados, a internet das coisas, o avanço da mobilidade. Espero aproveitar o crescimento do mercado para tornar a Symantec ainda mais importante no mercado.
 
Essa é sua primeira experiência trabalhando com tecnologia. Como vê a novidade?
Em toda a minha carreira, nunca trabalhei em duas empresas da mesma área consecutivamente. Isso é bom. Eu trago uma visão diferente.
 
Qual será o foco da empresa para os próximos anos?
Existem oportunidades semelhantes tanto para as empresas quanto para o consumidor final. A empresa aposta no País. Receberemos fortes investimentos e vamos aplicá-los especialmente em infraestrutura.

O Facebook pagou caro pelo WhatsApp

Nº edição: 855 | 07.MAR.14 - 20:30 | Atualizado em 07.Apr.14 - 03:30

A compra do WhatsApp pelo Facebook espantou muita gente no mundo dos negócios em razão de seu alto valor: US$ 19 bilhões

por Diego Marcel e João Varella

53.jpg

 

Steve Ballmer arrependido

 
Steve Ballmer, que por 14 anos foi CEO da Microsoft, fez um mea-culpa durante palestra na Universidade de Oxford. “Nos últimos dez anos, algumas coisas não deram muito certo”, diz Ballmer. “O que mais me arrependo é não termos colocado hardware e software juntos antes. Teríamos uma posição mais forte no mercado de smartphones hoje”. A concorrente Apple fez isso e deixou a Microsoft no chinelo. 
 
54.jpg
 
 
 
De inimigo a aliado
 
O CEO do Flipboard, Mike McCue, anunciou a compra do Zite, aplicativo rival no mercado de visualização de notícias em smartphones e tablets. O negócio envolve o pagamento de US$ 60 milhões e um acordo de conteúdo com a CNN, que era a dona do Zite. O canal de televisão ajudará a vender publicidade para o Flipboard e criará revistas personalizadas. O Flipboard está interessado no sistema de recomendação de conteúdos do Zite.
 
 
 
 
FaceDrone 
 
Depois de surpreender o mundo com a compra do WhatsApp, o Facebook agora busca algo completamente diferente. Segundo o site TechCrunch, a rede social está em negociação com a fabricante de drones Titan Aerospace. Os drones produzidos pela empresa foram desenvolvidos para funcionar como uma espécie de satélite de baixo custo e poderiam levar sinal de internet para áreas remotas. Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, elogiou recentemente uma iniciativa do Google que usa balões.
 
 
 
 
Apple troca de CFO 
 
O diretor financeiro da Apple, Peter Oppenheimer, vai se aposentar em setembro. Quem assume o cargo é o italiano Luca Maestri, de 50 anos. Ele trabalha na Apple desde o começo de 2013. Antes, foi CFO da Xerox. Sua principal tarefa será administrar o polpudo caixa de US$ 160 bilhões da empresa, aproximadamente o valor de mercado da Amazon.
 
55.jpg
 
 

Celular caixa-preta
 
A Boeing vai dar um rasante nos smartphones. A fabricante de aviões anunciou o Black, celular que criptografa mensagens e ligações. Ele roda com Android e, além de ser ultrasseguro, destrói os dados em caso de infração. Segundo comunicado, o Black é o resultado de três anos de pesquisa. Inicialmente os clientes serão agências governamentais. 
 
 
 
 
Mancada no Oscar
 
O grande destaque da cerimônia do Oscar de 2014 foi um selfie (autorretrato com a câmera do celular) feito pela apresentadora Ellen DeGeneres com Meryl Streep, Julia Roberts, Jennifer Lawrence, Brad Pitt, Angelina Jolie e outros. Em poucas horas, a imagem conseguiu se tornar o tuíte mais popular de todos os tempos. A foto foi tirada de um smartphone da Samsung, que gastou US$ 18 milhões para vincular sua marca ao evento. Ellen, contudo, foi vista nos bastidores do Oscar tirando fotos usando um iPhone. Mancada da simpática apresentadora.
 
56.jpg
 
 

Bitcoin no espaço
 
Tyler (à dir.) e Cameron (à esq.) Winklevoss, gêmeos que processaram Mark Zuckerberg por ter roubado a ideia do Facebook, pagarão uma viagem espacial com bitcoin, a polêmica moeda virtual. A Virgin Galactic deve fazer primeira viagem ao espaço em agosto. A empresa de Richard Bransson (centro) aceita bitcoins desde novembro de 2013.
 
57.jpg
 
 
 
Resposta instantânea
 
Stelleo Tolda, COO do Mercado Livre.com, fala sobre os investimentos em mobilidade da empresa
 
58.jpg
 
A Rakuten comprou o Viber, para transformar uma plataforma de mensagens em e-commerce. Qual o impacto para o Mercado Livre?
Acredito que esse é o modelo asiático. Não sei se, no Brasil, essa é a melhor estratégia. O Mercado Livre quer criar, inicialmente, uma experiência que seja tão boa quanto a do desktop e use itens da mobilidade, como localização e leitor de código de barras. Não vejo como poderíamos aliar mensagens e e-commerce.
 
Como vê o aumento da competição de empresas do Exterior?
As empresas brasileiras de internet estão acostumadas com a competição que vem de fora. Temos novos nomes no mercado, com pensamentos e estratégias diferentes das nossas. Devemos focar na nossa estratégia e explorar, por exemplo, a força de nosso nome no País.
 
Como os dispositivos móveis são vistos hoje para as empresas de anúncios na rede?
Mobilidade é o atual foco do mercado e também dos nossos executivos. No nosso caso, o tráfego do site que vem de aparelhos móveis dobrou, hoje é de cerca de 15%. A empresa que entender o que o usuário quer receber pelo celular terá uma vantagem sobre as outras.

A arena dos celulares

Nº edição: 854 | 28.FEV.14 - 13:00 | Atualizado em 06.Apr.14 - 23:02

A Mobile World Congress (MWC), que ocorre anualmente em Barcelona, na Espanha, é o grande palco onde os principais contendores do mercado de celulares resolvem mostrar suas armas

por Diego Marcel e João Varella

55.jpg

 

Netflix pode tornar neutralidade da rede obsoleta

 
O conceito de neutralidade da rede sofreu um duro revés. A Netflix, responsável por um terço de todo o tráfego da internet no mundo, concordou em pagar para que seus usuários acessem seus vídeos com a melhor velocidade possível. O acordo foi assinado com a Comcast, um dos maiores provedores de internet dos Estados Unidos. Ao aceitar pagar pelos acessos, a Netflix, comandada por Reed Hastings, pressiona seus concorrentes a fazer o mesmo. Ao mesmo tempo, dá vantagens às empresas de telefonia no debate da neutralidade. No Brasil, o tema está em discussão no Congresso Nacional. O governo defende que não haja privilégio na oferta do serviço de conexão à internet. As operadoras reivindicam um modelo que torne o acesso à web parecido com o de tevê a cabo.
 
56.jpg
 
 

Pragas de Android
 
Aplicativos maliciosos para o Android, sistema operacional do Google para celulares, aumentaram em 486% no ano de 2013 em comparação com o ano anterior. No total, há 1,2 milhão de ameaças, segundo a empresa de segurança alemã G Data.
 
57.jpg
 
 
 
 
iSelo
 
A face de Steve Jobs, fundador da Apple (1955-2011), aparecerá em selos postais dos EUA em 2015. O Correio americano procura mais temas contemporâneos para atrair um público mais jovem. Os cantores Michael Jackson, James Brown e Jimi Hendrix serão outros homenageados da série.
 
58.jpg
 
 
 
Google Magic
 
O aplicativo Mandic Magic, do empresário Aleksandar Mandic, está prestes a ganhar um concorrente de peso. Segundo o site especializado em tecnologia Engadget, o Google desenvolve um programa para os sistemas Android e iOS, que irá automaticamente autenticar e conectar o dispositivo a hotspots Wi-Fi gratuitos. O app, como são chamados esses softwares, não tem prazo para ser lançado.
 
 
 
 
Acordo afinado
 
A operadora Oi, comandada por Zeinal Bava, e a Opera fecharam acordo para o desenvolvimento de uma versão do navegador Opera Mini. Os clientes da Oi que acessarem a internet pelo celular utilizando o browser terão, por exemplo, isenção nos dados consumidos no Facebook e no Twitter. As duas empresas prometem que o navegador da Opera e da Oi irá reduzir em 90% o total de dados consumidos pelo usuário, com compressão de arquivos.
 
59.jpg
 
 
 
Resposta instantânea
 
Marcos Leite, CEO da OLX, fala sobre a estratégia móvel do site de classificados online
 
60.jpg
 
Como a OLX vê a mobilidade para o negócio?
É importantíssimo. No último ano, focamos no aumento do número de usuários e obtivemos bons resultados. Registramos crescimento de 130% no uso da nossa plataforma móvel. Além disso, desde agosto do ano passado, o aplicativo está entre os mais baixados na Google Play Store
 
Como a mobilidade pode ajudar nesse mercado concorrido?
O segmento de classificados online gratuitos só admite um único concorrente, como já foi constatado em outros países. No caso do Brasil, somos líderes em audiência graças ao foco em mobilidade. E, na Google Play, estamos à frente do nosso concorrente. 
 
Quais os benefícios de ser uma empresa multinacional nessa concorrência?
Como a OLX tem atuação em 107 países e é líder em mercados como Brasil e Índia, podemos trocar informações com equipes de todo o mundo e adaptar nossas estratégias de acordo com as necessidades e as características do mercado local.

Guia de etiqueta para o Google Glass

Nº edição: 853 | 21.FEV.14 - 20:30 | Atualizado em 29.Mar.14 - 14:56

O Google está divulgando uma espécie de manual de boas práticas do Glass, os óculos que se conectam à internet

por Diego Marcel e João Varella

54.jpg

 

Daqui não saio, daqui ninguém me tira

 
Quem levará o passe da TIM? Essa é a pergunta de um milhão de dólares que a maioria dos analistas de telecomunicações gostaria de responder. Segundo o executivo Marcos Patuano, CEO da Telecom Italia, controladora da operadora de telefonia, ninguém. No início da semana passada, Patuano se reuniu com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, para falar sobre a situação da subsidiária brasileira. “Neste momento, não há nenhuma oferta nem discussão”, disse, ao sair do encontro com Bernardo. “Nunca vi uma situação na qual uma companhia que está sendo fechada aumenta os investimentos.” Na oportunidade, ele anunciou que a TIM vai investir R$ 4 bilhões por ano até 2016, no Brasil. 
 
55.jpg
 
 

A Apple terá um iCarro?
 
A Apple está de olho nos automóveis para diversificar suas fontes de receita. De acordo com o jornal San Francisco Chronicle, essa seria uma forma de conter a desaceleração das vendas de smartphones e tablets. Adrian Perica, diretor de fusões e aquisições da criadora do iPhone, reuniu-se com o fundador da empresa de carros elétricos Tesla Motors, Elon Musk. Ele é visto por muitos como um visionário do calibre de Steve Jobs. Os rumores fizeram com que as ações da Tesla fechassem acima de US$ 200, pela primeira vez na história da empresa, na terça-feira 18.
 
56.jpg
 
 

O som da bolsa
 
O serviço sueco de músicas online por streaming Spotify busca um especialista em relatórios financeiros no padrão americano. O anúncio da vaga foi postado no site da empresa e na rede social de recrutamento LinkedIn. Isso deu força aos rumores de que a start-up estaria se preparando para fazer IPO. Analistas estimam que a companhia valha entre US$ 5 bilhões e US$ 8 bilhões. O Spotify está em fase de testes para lançar seu serviço no Brasil desde o fim de 2013.
 
 
 
 
De vento em popa
 
O console Playstation 4, da japonesa Sony, está tendo um desempenho acima das expectativas. Lançado no fim do ano passado, a empresa anunciou ter comercializado 5,3 milhões de unidades em todo o mundo até o dia 8 de fevereiro. A estimativa era de cinco milhões de aparelhos. E ainda falta vendê-lo no Japão, onde o lançamento estava previsto para o dia 22 de fevereiro.
 
57.jpg
 
 

Publicidade no Firefox
 
A Mozilla Foundation, organização sem fins lucrativos criadora do navegador Firefox, venderá anúncios em seu programa mais famoso, o que espantou os fãs do software. Segundo o blog corporativo da empresa, já foi iniciado um trabalho de prospecção em busca de clientes que queiram fazer propaganda no “Directory Tiles”, tecnologia que estará presente em abas novas do programa para atender usuários novatos. “A publicidade não rastreará o comportamento dos usuários”, afirmou Mitchell Baker, presidente da Fundação.
 
 
 

Resposta instantânea

Jordi Griful, diretor da consultoria Avanade, joint venture entre Microsoft e Accenture, analisa o mercado de computação em nuvem.

58.jpg
 
Como está o segmento de computação em nuvem brasileiro em comparação com o mundo?
As empresas brasileiras estão aderindo à nuvem e a serviços terceirizados. As companhias lidam com desafios relacionados à qualidade, ao gerenciamento e à quantidade de informações captadas. Investimentos em data centers locais reduzirão as preocupações e barreiras que as empresas brasileiras podem vir a ter. 
 
O caso de espionagem americano prejudicou o setor?
Privacidade é um tópico de suma importância para empresas e indivíduos. A adoção da nuvem não desacelerou, mas as empresas estão buscando provedores públicos e privados para manter as informações seguras e disponíveis em um ambiente controlado. 
 
Quais são os planos da empresa para o Brasil?
Nos próximos dez anos, todos os negócios serão digitais, o que promoverá mudanças na produtividade, no modelo de faturamento e na relação com os consumidores. O mercado brasileiro deve manter taxas altas de crescimento por um bom tempo. Por isso, estamos investindo aqui. Só em Recife, por exemplo, vamos aumentar nosso quadro de 170 funcionários para 300, no médio prazo. 

O iPhone de R$ 8,5 milhões

Nº edição: 852 | 14.FEV.14 - 20:30 | Atualizado em 16.Apr.14 - 11:18

Um exemplo de como a tecnologia avança mais rapidamente do que possamos imaginar é o cálculo feito pelo site Tech Policy Day

por Diego Marcel e João Varella

57.jpg

 

Yahoo! compra (mais uma) startup

 
O Yahoo!, comandado por Marissa Mayer, foi às compras. De novo. Depois de incorporar dezenas de pequenas empresas de tecnologia no ano passado, Marissa demonstra conti­nuar com fome de startups ao adquirir a Wander, de Nova York, criadora do aplicativo para iPhone Days. O soft­ware permite que os usuários postem uma espécie de balanço diário pessoal nas redes sociais. Os números da transação não foram oficialmente revelados, mas o site especializado em tecnologia TechCrunch afirma que a compra custou US$ 10 milhões.
 
58.jpg
 
 

HTC sofre mais um mês de prejuízo
 
A fabricante de smartphones HTC, que sofreu sucessivos prejuízos e há tempos não lança nada de relevante, afirmou que vai tentar dar a volta por cima com aparelhos mais baratos. O anúncio foi feito pelo vice-presidente financeiro, Chialin Chang, durante conferência com analistas. Na ocasião, ele não parou de dar más notícias aos investidores. O faturamento de janeiro da empresa caiu 38% ante o mesmo período de 2013, para US$ 319,23 milhões, prosseguindo com a queda que se mantém há 27 meses consecutivos. 
 
 
 
 
O mistério do pássaro
 
O game mais famoso de todos os tempos da última semana se chamava Flappy Bird. O verbo no pretérito se deve ao fato de seu criador, o vietnamita Dong Nguyen, tê-lo retirado das lojas de aplicativos depois que o jogo atingiu um sucesso retumbante, mesmo faturando US$ 50 mil por dia. Em entrevista à Forbes, ele disse ter feito isso porque o jogo era muito viciante. Nguyen negou que queira vender o Flappy Bird.
 
59.jpg
 
 

Alibaba fala em inglês
 
O grupo chinês Alibaba anunciou planos de lançar um site de e-commerce nos EUA por meio de suas subsidiárias Vendio, que faz softwares para vendas, e Auctiva, de gestão de leilões online. A plataforma será chamada 11 Main e contará com a participação de diversos lojistas. Esse movimento coloca o Alibaba em rota de colisão com a Amazon, que mantém, com folga, a liderança do segmento.
 
 
 
 
SurveyMonkey libera o boleto bancário
 
A SurveyMonkey, dona de uma popular ferramenta de formulários online, nos Estados Unidos, virá de mala e cuia ao Brasil. A empresa já conta com um representante local, mas em algumas semanas vai operar como uma empresa local. Apesar de isso implicar o pagamento de mais impostos, a SurveyMonkey quer oferecer mais formas de pagamento para seus serviços, como o famoso boleto bancário.
 
 
 
 
O interceptador de escândalos
 
O jornalista americano Glenn Greenwald, ex-The Guardian, a quem seu compatriota Edward Snowden revelou os programas de espionagem da NSA, lançou um novo veículo. Batizado The Intercept, o foco inicial do site será se aprofundar mais no escândalo que catapultou Greenwald à fama. 
 
60.jpg
 
 
 
Automatos fecha parceria com McAfee
 
A Automatos, fornecedora brasileira de software de gestão, vai disponibilizar aos seus clientes soluções da americana McAfee, líder em segurança virtual. Segundo a Automatos, o investimento foi de R$ 3 milhões.
 
 
 
 
Resposta instantânea
 
Fabio Coelho, diretor-geral do Google no Brasil, fala sobre o Desafio de Impacto Social, que destinará R$ 4 milhões em prêmios.
 
61.jpg
 
O que é o Desafio de Impacto Social do Google?
É uma competição para estimular organizações sem fins lucrativos instaladas no Brasil a apresentar ideias que usem tecnologia para solucionar problemas sociais. Elas devem pensar como usariam a tecnologia para melhorar o Brasil e, por que não, o mundo. Qualquer organização sem fins lucrativos e não governamental pode participar. A tecnologia não precisa ser digital ou envolver produtos do Google. Os quatro vencedores vão receber R$ 1 milhão cada um e assistência técnica do Google para tornar essas ideias realidade.
 
O que o Google vai analisar nas propostas enviadas?
Os projetos serão avaliados segundo os seguintes critérios: tecnologia, inovação, impacto social, viabilidade e qualificação da equipe e da instituição que desenvolverá a ideia.
 
Acredita que esse tipo de ação aproxima o Google do internauta brasileiro?
Acredito que estimular ONGs a pensar em formas inovadoras para enfrentar os desafios sociais do País é uma excelente maneira de reafirmar essa importância do Brasil para o Google. 
índice de matérias edições anteriores edições especiais assine a revista

© Copyright 1996-2011 Editora Três
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.