Edição nº 1011 24.03 Ver ediçõs anteriores

Baidu cancela fundo de US$ 60 milhões para startups brasileiras

Baidu cancela fundo de US$ 60 milhões para startups brasileiras

Em setembro do ano passado, a gigante chinesa de internet Baidu anunciou um fundo de US$ 60 milhões para investir em startups brasileiras.

Batizado de Easterly Ventures, o fundo tinha intenção de comprar fatias minoritárias de 10 a 15 empresas iniciantes locais. No Brasil, a companhia que é chamada de o Google da China já é dono do site Peixe Urbano.

Na quinta-feira, 16 de fevereiro, no entanto, o fundo foi cancelado, segundo duas fontes com quem conversou o blog BASTIDORES DAS EMPRESAS.

Nenhum investimento havia sido realizado, mas havia negociações bastante avançadas com algumas startups brasileiras. “Fomos surpreendidos”, diz uma fonte, que negociava aportes do Easterly Ventures. Segundo essa fonte, não houve explicações para o cancelamento do fundo.

Com ações negociadas na bolsa eletrônica americana Nasdaq, o Baidu faz parte de um poderoso trio de ferro de empresas chinesas de internet, que inclui ainda o Alibaba e a Tencent.

Em 2016, sua receita atingiu US$ 10,2 bilhões, um crescimento de 11,9% em comparação ao ano anterior.

Segundo apurou o blog BASTIDORES DAS EMPRESAS, o Baidu deve focar seus investimentos em inteligência artificial. “Eles não querem olhar nada além de inteligência artificial”, afirma outra fonte.

A companhia comprou, recentemente, a empresa americana de inteligência artificial 8i, e a chinesa Raven Tech, focada em casas inteligentes.

O Baidu também está desenvolvendo um laboratório focado em pesquisa de tecnologias relacionadas à inteligência artificial, na China.

Procurado, o Baidu não retornou os contatos do blog BASTIDORES DAS EMPRESAS.

Tópicos

Baidu startups

Mais posts

Sem Romero Rodrigues, para onde caminha o Buscapé?

Em setembro de 2015, Romero Rodrigues escreveu uma carta na qual anunciava que estava deixando o cargo de CEO do Buscapé, empresa [...]

BMG associa-se à Bossa Nova e tem R$ 100 milhões para investir em startups

O grupo BMG tornou-se sócio minoritário da Bossa Nova Investimentos, empresa que investe em startups liderada pelos empresários Pierre [...]

O fracasso de Jorge Paulo Lemann na B2W

O empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann é incensado como um Midas dos negócios. Quase sempre, onde ele toca, vira ouro. Não deixa de [...]

Quem vai comprar a Via Varejo?

A venda da Via Varejo está avançando. Dia 8 de março, uma quarta-feira, devem ser entregues as primeiras propostas pela empresa que é [...]

Nokia e Blackberry voltarão a brilhar em celulares?

08A finlandesa Nokia e a canadense RIM, dona da marca BlackBerry, já foram estrelas do emergente mercado de celulares. A Nokia, por [...]
Ver mais

Recomendadas

Copyright © 2017 - Editora Três
Todos os direitos reservados.